Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Incêndios | Bombeiros contam com a noite para dominar fogo que começou em Tomar e entrou em Abrantes e Constância

00:30 – Os presidentes das Câmaras de Constância e de Abrantes relataram ao mediotejo.net que a situação está a evoluir favoravelmente no sentido do incêndio que lavra naqueles dois municípios ser dominado durante as próximas horas. Os dois autarcas estavam no terreno a acompanhar o evoluir da situação, às 00:30, e Manuel Jorge Valamatos, presidente do município de Abrantes, disse que a freguesia de Martinchel foi muito fustigada em termos de área verde consumida pelas chamas mas que não houve registos de danos humanos ou materiais neste sinistro, além de uns barracões degradados consumidos pelas chamas. As situações mais complicadas, relatou ao mediotejo.net, registam-se em Casal do Rei e Casal da Serra, devido à dificuldade de acesso, tendo feito notar que os terrenos estavam limpos em volta das zonas habitacionais, apesar da dispersão habitacional em zona de floresta, e que a situação evolui favoravelmente no sentido da conclusão do incêndio.

- Publicidade -

Sérgio Oliveira, o presidente da Câmara de Constância, disse ao mediotejo.net, por sua vez, que existe apenas uma pequena frente ativa em Montalvo, cerca das 00:30, local onde o autarca está a acompanhar o evoluir da situação e apelou à serenidade da população, afirmando que a situação está a evoluir favoravelmente e manifestando convicção que o incêndio está em vias de ficar controlado. Mais disse que não houve feridos nem habitações atingidas pelas chamas, mantendo-se a população atenta no local e a acompanhar o evoluir da situação e do trabalho dos bombeiros por uma questão de precaução.

Montalvo, Constância (00:30). Foto: SO

- Publicidade -

22:30 – O fogo que deflagrou hoje à tarde em Tomar continuava pelas 22:30 ativo e a lavrar com “alguma intensidade” nos concelhos de Abrantes e Constância, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

“O vento está muito forte”, adiantou a mesma fonte, ressalvando, contudo, que não existem populações em risco, nem houve até agora necessidade de evacuar qualquer aldeia.

Segundo a mesma fonte, uma das frentes dirige-se para a zona da aldeia de Montalvo, no concelho de Constância, mas os bombeiros estão no local para fazer “o perímetro de segurança”.

Ao início da noite outra frente esteve perto da aldeia de Martinchel, no concelho de Abrantes. Contudo, nesta zona, o fogo já está agora em fase de rescaldo.

De acordo com as informações disponíveis no ‘site’ da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, cerca das 22:30 o incêndio estava “com duas frentes” ativos e estavam envolvidos nas operações 556 operacionais, apoiados por 158 viaturas.

Foto: mediotejo.net

21.00 – O incêndio que deflagrou esta tarde em Tomar passou o rio Zêzere e entrou nos concelhos de Abrantes (Martinchel) e Constância (Montalvo), tendo provocado ferimentos ligeiros num bombeiro, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém. O vento que se faz sentir no local é a principal dificuldade no combate. Não há casas em perigo e não foi necessário evacuar ninguém até ao momento, segundo a mesma fonte. Os bombeiros confiam na chegada da noite, com a descida das temperaturas e o aumento da humidade, para dominarem as chamas.

Às 20:00 deste sábado estavam no terreno 407 operacionais, apoiados por 115 viaturas e sete meios aéreos, que combatem um incêndio que começou por volta das 16:00, em Tomar, e está a arder junto a algumas aldeias dos concelhos de Abrantes e Constância, nomeadamente Martinchel e Montalvo, depois de ter passado o rio Zêzere, junto à Barragem de Castelo de Bode.

Fogo que começou em Tomar entrou em Abrantes e Constância. Às 20:00 de sábado, cerca de 400 bombeiros combatiam as chamas. Foto: Filipa Mateus

As chamas danificaram parcialmente uma viatura dos bombeiros de Abrantes, que havia avariado no local, disse ao mediotejo.net o comandante dos bombeiros Voluntários de Abrantes, António Manuel Jesus. Há registo de um bombeiro daquela corporação transportado ao hospital, com queimaduras nos membros inferiores, sendo considerado um ferido ligeiro, adiantou o comandante da corporação.

As chamas danificaram parcialmente uma viatura dos bombeiros de Abrantes, que havia avariado no local, e do qual resultou um bombeiro com algumas queimaduras consideradas ligeiras. Foto: mediotejo.net

Fonte do CDOS de Santarém salientou que o incêndio não está a colocar as populações em risco e que não foi necessário proceder a qualquer evacuação, apesar de ter sido considerada essa possibilidade. No parque de campismo de Castelo do Bode, em Martinchel, decorre um acampamento que reúne cerca de 200 jovens do BE, tendo o incêndio gerado alguma apreensão no local. Não houve necessidade de evacuação e as atividades mantêm-se como previsto, estando no local dirigentes do partido e também elementos da GNR e da Proteção Civil.

No parque de campismo de Castelo do Bode, em Martinchel, decorre um acampamento que reúne cerca de 200 jovens do Bloco de Esquerda. Foto: mediotejo.net

O fogo não tem uma frente muito extensa, em termos de largura, evoluindo em comprimento, referiu a mesma fonte, cerca das 20:00, acrescentando que está a arder “com alguma intensidade em povoamento florestal”.

O incêndio continua a arder em Tomar, mas é em Abrantes e em Constância que o fogo mais preocupa a Proteção Civil, com a intensidade do vento a ser “a grande dificuldade no terreno”.

O incêndio provocou queimaduras num bombeiro, considerado ferido ligeiro, que já está a ser assistido no Hospital de Abrantes, afirmou fonte do CDOS de Santarém, esclarecendo que o veículo onde este operacional seguia “não ardeu”.

No âmbito do combate, um avião teve que amarar, devido a uma avaria mecânica, acrescentou.

Amaragem de avião que combatia fogo em Tomar provocou apenas danos materiais. Na imagem uma das aeronaves envolvidas no combate ao incêndio. Foto: Filipa Mateus

Amaragem de avião que combatia fogo em Tomar provocou apenas danos materiais

A amaragem na barragem de Castelo de Bode de um avião que participava no combate ao incêndio que lavra no concelho de Tomar, distrito de Santarém, apenas provocou danos materiais, tendo a tripulação saído ilesa, indicou a Proteção Civil.

“O alerta foi dado às 17:43. A tripulação saiu ilesa, havendo a registar apenas pequenos danos materiais”, é referido num comunicado hoje divulgado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Ainda segundo a Proteção Civil, “o avião anfíbio pesado (Canadair CL215), de indicativo operacional Alfa 2, do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais” amarou na Barragem de Castelo de Bode, após abortar a descolagem na sequência de uma operação de ‘scooping’ (recolha de água).

No último mês já se registaram outros dois incidentes com aeronaves durante operações de recolha de água: em 03 de julho na barragem de Castelo de Bode, distrito de Castelo Branco, e em 25 de julho na barragem do Beliche, no Algarve.

Nos três incidentes apenas se registaram danos materiais.

A aeronave, do Centro de Meios Aéreos de Castelo Branco, participava nas operações de combate ao fogo que deflagrou pelas 16:00 em São Pedro, na freguesia de Tomar.

Cerca das 20:00, o incêndio com duas frentes ativas estava a ser combatido por 443 operacionais, apoiados por 127 viaturas e sete meios aéreos, de acordo com as informações disponíveis no ‘site’ da Proteção Civil.

C/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome