“Imagine um lugar….imagine”, por Massimo Esposito

Há tempo atrás estive em Fortaleza, cidade turística e de praia mas…tive também o belo presente de ver como se pode “reajustar” um centro histórico que ia para o abandono…um pouco como os nossos aqui na Europa Lusa. (é bom aprender onde é possível para nós também crescermos).

PUB

Fortaleza não só é lazer ou perigo, mas sim uma linda cidade, com cultura e sobretudo o prazer da cultura e disto apercebi–me quando, trazido por amigos, fui conhecer o Centro Cultural “Dragão do Mar”.

E aqui podemos aprender algumas lições:

PUB

– A revitalização dum centro histórico obsoleto e murcho é possível com vontade e fantasia, isto é, aproveitaram  casas antigas e ainda sólidas e vários restaurantes e bares típicos foram aí instalados, outras casas, já no fim de vida foram destruídas e assim criaram-se espaços de lazer ou reunião (para concertos, palestras ou atuações teatrais).

É com certeza um espaço agradável onde se pode fazer shopping, ouvir musica o ver uma peça de teatro, comer algo típico e aumentar a própria cultura visitando o museu, a biblioteca e as galerias.

PUB

– Foram criadas de raiz, infraestruturas modernas, com escadas de aço, corredores suspensos, biblioteca, planetário, teatro ao ar livre e uma série de lojinhas interligadas com jardins e espaços protegidos onde as crianças podem brincar à vontade.

– e mais importante para as nossas cidades é criar também trabalho, e aqui as autarquias e o governo deveriam ajudar as “mini-micro empresas” (como dizia Ricardo Araújo), na possibilidade de que as taxas e impostos para quem deseja criar algo de novo e útil sejam baixadas ou algumas eliminadas, para dar folego ao comercio e industria.

Sim! Sei que não é fácil, não há verba, as leis não permitem, os subsídios são canalizados só para projetos que o governo indica…e apoia. Mas sei também que se houver desejo real de mudar e pessoas que assumem o compromisso isto seria possível.

Basta de aceitar o que nós dizem mas sim propor soluções!

Temos de acabar de criticar, rebaixar e ficar anestesiados mas arregaçar as mangas, projetar, inventar e por em prática.

Só fazendo assim poderemos competir e crescer numa maneira saudável e moderna e sentir-nos mais felizes, pelo menos mais um pouco!

E com imaginação.

 

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here