- Publicidade -
Quinta-feira, Janeiro 20, 2022
- Publicidade -

Hospitais apelam a que utentes não se dirijam às Urgências para testagem (C/ÁUDIO)

Os hospitais que prestam serviço à região estão a apelar aos utentes para que não se dirijam ao Serviço de Urgência para confirmar testes positivos à Covid-19. Em caso de ausência de sintomas, o utente deve optar por outros meios de consulta, como o SNS24.

- Publicidade -

- Publicidade -

O apelo foi deixado pelo Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, e o presidente do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), Casimiro Ramos, reforçou-a ao mediotejo.net, a par do Centro Hospitalar de Leiria. Em Santarém, o hospital suspendeu hoje as visitas ao doentes internados.

Os utentes devem evitar nesta época dirigir-se às urgências para fazer testes à Covid-19 após um teste de antigénio positivo, sobretudo se não apresentarem sintomas. Neste caso a indicação é tentar contactar o médico de família ou o SNS24, “manter o distanciamento, isolar-se um pouco, ficar atento à reação do organismo” e, caso necessário, tomar alguma medicação. “Mas sem sintomas não deve ir à urgência”, apelou Casimiro Ramos.

- Publicidade -

ÁUDIO | CASIMIRO RAMOS, CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CHMT:

 

- Publicidade -

Uma vez que a variante Ómicron é menos violenta que a Delta, não obstante o elevado número de infetados há mais assintomáticos, explicou Casimiro Ramos. Pelo que ir ao hospital vai apenas sobrecarregar o serviço e colocar em risco pessoas mais fragilizadas.

Um apelo semelhante foi lançado pelo Centro Hospitalar de Leiria (CHL). Em comunicado a instituição pede aos utentes que “não se dirijam ao Serviço de Urgência com o objetivo de realizar testes à Covid-19, e que procurem locais específicos na região para o efeito, como farmácias, laboratórios e postos de colheita, que efetuam testes rápidos antigénio comparticipados”.

O CHL refere que “durante a última semana tem-se verificado no CHL um acréscimo de afluência ao Serviço de Urgência, especificamente à ADR-SU (Área Dedicada a Doentes com suspeita de Infeção Respiratória) com esta motivação, quer por referenciação da linha SNS24, quer por iniciativa própria dos utentes, para confirmar resultados de autotestes, ou com sintomas ligeiros de Covid-19”.

“O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, em declarações à comunicação social ontem, fez o mesmo apelo à população, para não se deslocar aos hospitais e às Urgências para realizarem testes à Covid-19 ou com sintomatologia muito ligeira (tosse, sensação de dores no corpo e dores nos músculos), «porque tendo esta capacidade de testagem noutros locais, poderão libertar o tempo aos profissionais de saúde para situações mais graves, mais intensas, em que, de facto, seja necessário o tempo adequado para que médicos e profissionais de saúde possam dar a melhor das atenções»”.

Hospital de Santarém suspende visitas a doentes internados

O Hospital Distrital de Santarém (HDS) anunciou hoje a suspensão das visitas aos doentes internados, como medida temporária e “preventiva e devido ao aumento do número de pessoas infetadas com covid-19 verificado a nível nacional”.

Em comunicado, o HDS afirma que apenas se manterão as visitas nos serviços de Obstetrícia, Pediatria e Bloco de Partos.

Nestes casos, é autorizada a permanência de visitante durante 30 minutos, “respeitando as regras de segurança recomendadas pela Direção-Geral da Saúde, nomeadamente a desinfeção das mãos, o distanciamento físico, o uso de máscara e a apresentação de resultado negativo de um teste de antigénio (TRAg), realizado até 48 horas antes, ou teste PCR, realizado até 72 horas antes da visita”.

Na Obstetrícia, apenas é permitido um visitante, na Pediatria, um acompanhante e o outro progenitor, e, no Bloco de Partos, um acompanhante.

O HDS pede “compreensão e colaboração”, sublinhando que a medida “será reavaliada conforme a evolução da pandemia”.

c/LUSA

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome