Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Honrar as cores e emblema do Clube

Nova época, novas expectativas e renovada ambição. É assim que Rui Peixoto, o novo Chefe do Departamento de Futebol do Clube Desportivo de Torres Novas começa por falar da época 2015-2016, Considerando que também para si a responsabilidade é redobrada, “já sou director do clube há alguns anos e este ano cabe-me a mim ter a responsabilidade de ser o Chefe do Departamento de Futebol deste emblema história, com a agravante de vir substituir no cargo uma pessoa carismática do clube e da cidade, como é José Fragata”, para logo depois falar das ambições do grupo. “As nossas expectativas vêm um pouco no seguimento da época passada, tentar fazer um campeonato a mantermo-nos nos três, quatro primeiros, em que acima de tudo saiam valorizadas as cores e o emblema do clube. Estamos a falar de uma instituição com muitos anos e acima de tudo temos que a dignificar”. Aludindo à situação financeira que os torrejanos atravessam, continua em jeito de lamento. “Devido á situação que o clube atravessa, não podemos neste momento ter pretensões a algo mais e ideias acima de um distrital. Não é uma situação catastrófica, já foi bem pior, mas ainda não é uma situação  que nos permita aspirar a grandes voos. O que temos tentado fazer é manter a estrutura que temos, fazer campeonatos competitivos e ir resolvendo problemas financeiros que vêm do passado”.

- Publicidade -

Relativamente ao grupo de trabalho para esta época, Rui Peixoto, considera a continuidade do treinador Pedro Monserrate e da maioria dos principais jogadores, uma mais valia e um trunfo para 2015-2016. “Foi logo a nossa primeira batalha. A equipa técnica aceitou prontamente a nossa proposta de continuidade e depois tivemos que começar um processo de entendimento com os jogadores que considerávamos imprescindíveis, porque para além da sua qualidade são jogadores já com larga experiencia de distrital. Ao nível de reforços foi tudo à base de miúdos novos, oriundos de clubes aqui à volta de Torres Novas, tirando uma ou outra opção que foi possível recrutar jogadores com mais experiencia. Isto sem falar do que é uma linha orientadora desta Comissão Administrativa, que é irmos aos poucos introduzindo jogadores formados no clube no plantel principal, o ano passado já aconteceu e este ano vamos juntar mais quatro jogadores dos juniores”.

Na antevisão ao campeonato, o Chefe de Departamento de Futebol do CDTN, não tem duvidas, “vai ser um campeonato muito competitivo, com os símbolos mais representativos do distrito, em que não vão haver jogos fáceis. Mesmo as equipas que vêm da 2ª Distrital serão equipas complicadas, principalmente nos seus campos. Estou convencido que será um campeonato como há muito tempo não se vê no nosso distrito. Esperamos que esta competitividade seja sinónimo de mais gente nos campos, em especial aqui no nosso estádio. O Desportivo de Fátima apresenta-se como candidato número um ao título e depois temos várias equipas como o Fazendense, o Riachense, o Ouriense, o Mação e nós, serão equipas fortes que irão lutar pelos seis primeiros lugares”.

- Publicidade -

Plantel do Clube Desportivo de Torres Novas 2015-2016:

Treinador Principal: Pedro Monserrate

Guarda-Redes: David Barreiros; Ricardo Quaresma

Defesas: Givan Sudesh; Pedro Pereira; Airton Chora; Miguel Pisco; João Sá (ex-Assentis); Edu Faria (ex-junior Torres Novas); Pedro Galrinho (ex-Riachense); João Rosa; João Ferreira

Médios: Joel Nogueira; Ricardo Major; André Vieira; Tiago Vieira; João Bruno “Mini” (ainda junior); Luis André (ainda junior); Pedro Brito (ex-Goleganense); Dani Evangelista “Messi”

Avançados: Fábio Timor (ex-Chamusca); Micael Silva; Fábio Narciso (ex-Assentis); Gustavo Loureiro (ex-Gavionenses); Leandro Silva (ex-Chamusca); João Magalhães (ex-Fazendense); Nelson Ramos (ex-Chamusca)

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome