Há pouca probabilidade de haver um ataque terrorista em Fátima – Observatório da Segurança

A ameaça terrorista e o seu possível impacto em Fátima é o centro de um conjunto de apresentações que estão a decorrer hoje, dia 14 de Novembro, na cidade religiosa. O “Seminário sobre Gestão de Multidões em Grandes Eventos” foi uma iniciativa dos Bombeiros Voluntários de Fátima, em colaboração com o Santuário de Fátima. A fechar a manhã, Felipe Pathé Duarte, do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo, referiu que acredita haver pouca probabilidade de um ataque terrorista em Fátima, como os de ontem, dia 13, em Paris. Mas não é de todo impossível…

PUB

O culto em Fátima não será necessariamente um óbice para um atentado terrorista”, defendeu. Isto porque “o jihadismo é uma forma política de tomada de poder”, assente em princípios islâmicos. Valores que servem para recrutar membros e impelir à ação, mas cuja essência do movimento tem mais proximidades com o controlo do Estado, numa perspetiva secular ocidental, que com a religiosidade do islão.

foto 1 bombeiros Felipe Pathé Duarte (à direita) acredita que o culto mariano em Fátima não é foco de interesse terrorista para o Estado Islâmico

PUB

O Estado Islâmico “é uma cambada de loucos com objetivos políticos específicos”, comentou. “Isto não é uma guerra religiosa”, sublinhou, razão pela qual um ataque a Fátima, com toda a sua carga simbólica cristã, é pouco provável. “É importante separar as águas, para não estimular a islamofobia”, defendeu.

PUB

Ainda assim, há uma corrente xiita (o Estado Islâmico provêm do ramo muçulmano sunita) que descende de Fátima, filha da primeira mulher de Maomé. Esta linha tem um culto à Mulher, à senhora da Luz. “Não me parece que seja fator que demova um atentado”, referiu Felipe Pathé Duarte, uma vez que o Estado Islâmico tem matado os próprios xiitas. No geral, Fátima pode ser alvo de ataque mais por ser um centro de aglomeração de pessoas e não por ser um espaço de culto religioso cristão. “Eles não querem saber. Tudo o que seja visto como alvo, eles avançam”, sintetizou.

O mediotejo.net perguntou ao Comandante dos Bombeiros de Fátima, Gaspar Reis, se acreditava na possibilidade de um ataque terrorista em Fátima e se existem meios para fazer face a esta hipótese. O responsável afirmou que os Bombeiros estão “preparados dentro das nossas capacidades de intervenção rápida”. “Em França ainda não se sabe quantos são os mortos”, apontou, comentando a imprevisibilidade destes grandes acontecimentos.

Sobre 2017 e o risco que corre Fátima com a vinda do Papa, Gaspar Reis referiu acreditar haver mais perigo em pequenos eventos que em grandes aglomerações, como será maio de 2017. “Este seminário já anda há muito tempo na minha cabeça”, confessou.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here