Grupo de Lobo D’ Ávila (CDS) reuniu-se em Santarém e vai prosseguir encontros programáticos

Um grupo ligado à lista alternativa à da líder do CDS, Assunção Cristas, encabeçado por Filipe Lobo D’Ávila, reuniu-se na quinta-feira à noite para uma discussão programática que juntou cerca de 30 pessoas e vai prosseguir com encontros.

PUB

“Não foi um jantar de crítica, não foi a presidente do partido que esteve no centro, foi a moção [apresentada ao Congresso], foi a preocupação com o país, reunindo gente que pensa com autonomia, a partir da Declaração de Princípios do CDS”, afirmou à Lusa Raúl de Almeida.

Além de Filipe Lobo D’Ávila, Raúl de Almeida, Altino Bessa e João Casanova de Almeida, estiveram quase trinta pessoas, “quadros representativos”, num jantar que decorreu em Santarém, em jeito de ‘rentrée’, contou.

PUB

“Este grupo tem assumido a responsabilidade de ter tido 24% no Congresso mais participado do CDS. Temos de estar à altura desta responsabilidade para tudo, para o que partido quiser de nós”, afirmou.

O conselheiro nacional do CDS e ex-deputado por Aveiro revelou que os encontros vão prosseguir, com periodicidade mensal, numa “lógica de consolidação do documento programático” que constitui a moção apresentada com a lista alternativa ao Conselho Nacional no Congresso de Gondomar.

PUB

“O objetivo é termos um documento ao qual o partido e a direção do partido podem recorrer, tirar ideias ou não”, afirmou Raúl Almeida, referindo que na quinta-feira a discussão centrou-se nos temas que “mais preocupam: a saúde, educação, economia e finanças”.

Estes encontros já tinham decorrido anteriormente no distrito de Aveiro e tiveram lugar na quinta-feira em Santarém, capital do distrito pelo qual Filipe Lobo D’Ávila foi eleito deputado em duas legislaturas passadas (na atual foi eleito por Lisboa).

No Congresso que se realizou em março em Gondomar não houve disputa interna para a sucessão de Paulo Portas, mas Filipe Lobo D’Ávila quebrou o clima de unanimidade em torno de Assunção Cristas ao apresentar uma lista alternativa ao Conselho Nacional.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here