“Graças às autarquias”, por Duarte Marques

Se ainda havia dúvidas, a pandemia do Covid19 veio mais uma vez comprovar que o poder local é absolutamente decisivo no apoio às populações. Muitas vezes os autarcas são a primeira linha do combate, junto das pessoas. Se é verdade que cumprem a sua obrigação, e é para isso que foram eleitos, também não deixa de ser justo dizer que as autarquias substituem o Governo nas suas falhas, que são cada vez mais habituais.

PUB

PUB

A reação imediata das nossas autarquias tem permitido preencher os espaços que o Governo e sobretudo as entidades do Estado Central não conseguem dar resposta. Para aqueles que tanto questionam o papel cada vez mais relevante das autarquias nas escolas, o que seria destas sem o apoio destas aos alunos com mais dificuldades e às suas famílias? Quem se “chegou à frente” a comprar computadores para os alunos sem possibilidades de o fazer? De outro modo muitos alunos tinham ficado sem escola durante a pandemia.

Ainda esta semana, as CIM do nosso distrito, Médio Tejo e Lezíria, vieram dar mais um tremendo exemplo substituindo-se ao Governo na aquisição de novas máscaras de proteção para os bombeiros. A Autoridade Nacional de Proteção Civil esqueceu o COVID19 no seu planeamento, o DECIR2020, mas acabou a recomendar a aquisição de alguns equipamentos especiais para esta época que são caras e pouco acessíveis.

PUB

Importa lembrar que no meio do rombo financeiro que as associações humanitárias atravessam, por terem menos receitas nesta fase e mais despesa, somam-se as dívidas do Ministério da Saúde e do INEM. Não sei como será noutros distritos, mas na nossa região as duas Comunidades Intermunicipais vão, mais uma vez, fazer a diferença.

Também no apoio social as autarquias têm tido um papel decisivo no apoio aos mais necessitados. Não falo dos números de circo que alguns fazem apenas para os lives ou fotos no Facebook, falo sim dos programas coordenados pelos departamentos da ação social das autarquias que em conjunto com as suas IPSS´s fazem discretamente chegar ajuda a quem realmente mais precisa. Sim, porque na desgraça há sempre alguns que fazem da pobreza dos outros uma oportunidade para mostrar a sua virtude.

Os bons exemplos são muitos, quer nos meios dados aos centros de saúde, como veículos ou equipamento como é a instalação das cadeiras de dentista nos centros de saúde, os veículos e instalações doadas à GNR, à segurança social, os equipamentos dados às escolas, entre tantos outros exemplos.

Não são todos iguais, mas a maioria é bem melhor do que muitos pensam.

PUB
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB
Artigo anteriorVN Barquinha | Bombeiros desinfetam Jardim de Infância para reabrir higienizado
Próximo artigoVN Barquinha | Entrega de livros e incentivo à leitura marcam Dia da Criança
Duarte Marques, 38 anos, é natural de Mação. Fez o liceu em Castelo Branco e tirou Relações Internacionais no Instituto de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, com especialização em Estratégia Internacional de Empresa. É fellow do German Marshall Fund desde 2013. Trabalhou com Nuno Morais Sarmento no Governo de Durão Barroso ao longo de dois anos. Esteve seis anos em Bruxelas na chefia do gabinete português do PPE no Parlamento Europeu, onde trabalhou com Vasco Graça Moura, José Silva Peneda, João de Deus Pinheiro, Assunção Esteves, Graça Carvalho, Carlos Coelho, Paulo Rangel, entre outros. Foi Presidente da JSD e deputado na última legislatura, onde desempenhou as funções Vice Coordenador do PSD na Comissão de Educação, Ciência e Cultura e integrou a Comissão de Inquérito ao caso BES, a Comissão de Assuntos Europeus e a Comissão de Negócios Estrangeiros e Cooperação. O Deputado Duarte Marques, eleito nas listas do PSD pelo círculo de Santarém, foi eleito em janeiro de 2016 um dos novos representantes portugueses na Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa, com sede em Estrasburgo. Sócio de uma empresa de criatividade e publicidade com sede em Lisboa, é também administrador do Instituto Francisco Sá Carneiro, director Adjunto da Universidade de Verão do PSD, cronista do Expresso online, do Médio Tejo digital e membro do painel permanente do programa Frente a Frente da SIC Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here