Governo aprova incentivos financeiros para investimento da Renova

Loja da Renova na unidade da Zibreira Foto: mediotejo.net

O Governo aprovou, e fez publicar hoje em Diário da República, a minuta do contrato de investimento da Renova que vai possibilitar construir uma nova linha de produção de papel doméstico e ampliar a fábrica de Torres Novas.

PUB

“O Governo aprovou a minuta final do Contrato de Investimento da Almonda e Renova – Fábrica de Papel do Almonda, que tem por objeto um projeto de investimento consistindo no aumento da capacidade da unidade fabril da referida sociedade, em Torres Novas, para o fabrico de papel ‘tissue’, através da aquisição e instalação de uma nova máquina que permite a utilização de um processo produtivo inovador”, lê-se no despacho dos ministro da Economia e Secretário de Estado da Internacionalização, hoje publicado.

Os governantes anunciam ainda, naquele despacho, que a Renova planeia instalar, em França, uma unidade de transformação de papel ‘tissue’ (ou papel doméstico, como o dos lenços de papel, papel de cozinha e papel higiénico) “com forte potencial de expansão futura” e uma “capacidade adequada” ao volume de vendas nos mercados da Bélgica, da França, do Luxemburgo e dos Países Baixos, que ronda 10 % das vendas totais do Grupo Almonda.

PUB

“Estes investimentos combinados permitem à Renova centralizar em Portugal a sua produção de papel em bobine, reduzindo o preço de transporte, reforçar o seu posicionamento diferenciado e único e aumentar a sua dimensão face às grandes empresas existentes no setor a nível mundial”, destaca o Governo.

Com o projeto prevê-se que, em 2021, o volume de negócios da Renova aumente para 143,7 milhões de euros, crescendo as exportações para 60,1 milhões de euros, e criando ainda cinco postos de numa região de baixa densidade populacional.

PUB

“Dado o seu impacto macroeconómico, considera-se que o projeto é de grande relevância para a economia nacional e reúne as condições necessárias à concessão de incentivos financeiros previstos para os grandes projetos de investimento”, concluem os governantes naquele despacho.

Nas duas fábricas instaladas em Torres Novas, distrito de Santarém, junto ao rio Almonda, a Renova faz a reciclagem de papel (que representa 50% da matéria-prima usada na produção), produz o papel e transforma-o, empregando cerca de 600 pessoas.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here