Golegã | XTerra volta a trazer os melhores do Mundo do Triatlo à lezíria ribatejana (C/fotos)

Golegã volta a receber o XTerra.

A Capital do Cavalo vai voltar a viver as emoções duma prova do XTerra-Portugal este sábado, primeiro dia do mês de junho, a partir das 14 horas. Competição que integra o Campeonato Nacional Individual de Triatlo Cross, uma prova standard pontuável para o XTerra Europe e de apuramento para o XTerra World Championship e uma prova Sprint (Prova Aberta), o Xterra Open.

PUB

O XTerra-Portugal é uma organização do Núcleo Sportinguista da Golegã e da Câmara Municipal da Golegã, com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal.

O que é o Triatlo Cross?

PUB

O Xterra Portugal é uma prova em que os atletas podem conquistar importantes pontos para a competição do XTerra Europe, bem como a qualificação para o Campeonato do Mundo de Xterra; os atletas e clubes nacionais poderão lutar pelo título de Campeões Nacionais de Triatlo Cross feminino e masculino, que é disputado na mesma competição, com três segmentos distintos:

Natação.

Natação:
A natação do XTerra Portugal é realizada na Lagoa da Alverca, uma lagoa que envolve a vila da Golegã, com partida única dentro de água onde os atletas têm 750 metros pela frente, para saírem de terra, correrem cerca de 30 metros e mergulharem da ponte para percorrer os segundos 750 metros, totalizando os 1500 metros deste segmento. Este modelo permite maior ligação entre público e atletas proporcionado imagens espetaculares.

PUB
BTT.

BTT:
O percurso de BTT tem aproximadamente 35 km de distância, iniciando com cerca de 5km totalmente planos fazendo a ligação da Vila da Golegã com as colinas de charneca por estradão que, fora da vila, será sempre em terra batida por entre as plantações agrícolas da região.

Ao km 5, depois de se passar o rio Almonda, existem subidas e descidas bastantes técnicas e exigentes a nível físico, um desafio para alguns dos melhores atletas de cross do mundo. Esta parte do percurso é composta por mais de 10 km de single tracks, onde as pedras soltas imperam tornando por vezes a progressão difícil, contrastando com as descidas rápidas que farão disparar a adrenalina.

Corrida.

Corrida:
O trajeto de corrida é totalmente plano passando em grande parte por plantações agrícolas, como campos de milho, trigo, girassol, tomate ou vinhas, uma amostra dos vários produtos que se cultivam localmente. Apesar de plano, o percurso tem alguns obstáculos naturais com passagens de troncos de árvores e zonas onde a progressão é auxiliada com recurso a cordas colocadas no local, tendo ainda um túnel que atravessa a estrada nacional e agradáveis passagens nas margens do Rio Tejo e da Lagoa da Alverca.

Histórico da Prova.

Ruben Ruzafa venceu todas as anteriores edições na Golegã. Este ano prima pela ausência.

O Núcleo do Sporting Clube de Portugal da Golegã deu os primeiros passos no mundo do Triatlo em finais de 2010, e logo com uma vocação especial para o triatlo cross. Em setembro de 2013 foi organizado o primeiro triatlo em BTT, tendo o mesmo ficado marcado pelos percursos exigentes, pouco habituais no panorama Português.

Daí ao convite da Team Unlimited para organizar um Xterra na Golegã foi um saltinho, de tal forma que a 1 de junho de 2014 o mesmo estava no terreno com uma organização bastante elogiada e que viria a consagrar Ruben Ruzafa e Coralie Redelsperger como os primeiros vencedores do XTerra na Golegã.

Daí para cá foi sempre a crescer, com um forte envolvimento da população Goleganense, foi melhorada a qualidade dos percursos e aumentou-se a exigência, sendo que em 2015 Ruben Ruzafa e Katerin Muller seriam os vencedores, numa prova marcada pelo muito calor que se fez sentir! O ano 2016 marcava o fim do primeiro contrato de 3 anos e a vontade de todos em renovar por novo ciclo.

Ruben Ruzafa cimentava a sua hegemonia e, desta vez, acompanhado por Elena Herbenová eram os grandes vencedores do XTERRA Portugal! Em 2017 Ruben Ruzafa tinha Briggita Poór como companhia no lugar mais alto do Pódio, num evento que continuou a bater records de participantes! Repetiram os lugares mais altos do Pódio em 2018.

Favoritos:

Briggita Poór dtém o favoritismo nas senhoras.

Em femininos poderemos contar com a a húngara Brigitta Poór, que ganhou esta competição em 2017 e 2018, a italiana Eleonora Peroncini, vencedora do Campeonato do Mundo de Triatlo Cross realizado em Pontevedra no passado mês de abril e a portuguesa Pauline Vie, Campeã Nacional de Triatlo Cross que alcançou a 7ª posição em 2018.

Rui Dolores é favorito à vitória.

Em masculinos, com a ausência do vencedor de todas as edições anteriores, Ruben Ruzafa, o favoritismo recai em Rui Dolores, que venceu a competição do Xterra Malta no passado dia 18 de maio e que parece estar a passar por um período de ótima forma, sendo, sem dúvida, um dos candidatos à vitória, assim como Peter Lehmann, o alemão que conquistou o segundo lugar do pódio do Xterra Portugal no ano anterior.

Curiosidade em observar o comportamento dos ribatejanos Rafael Domingos e Octávio Vicente. O tramagalense, num dia bom, poderá ter uma palavra a dizer…

Tramagalense Octávio Vicente poderá ter um palavra a dizer…

Fonte: Federação Portuguesa de Triatlo
Fotos: David Belém Pereira e Jorge Santiago/mediotejo.net.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here