Golegã | Congresso marca início de um novo ciclo do turismo equestre (c/vídeo)

Com cerca de duas centenas de participantes oriundos de vários países, o Congresso internacional de Turismo Equestre, que decorre na Quinta dos Álamos, na Golegã, nos dias 5 e 6 de outubro, ultrapassou as expectativas da organização, Associação Nacional de Turismo Equestre (ANTE) e Câmara da Golegã.

PUB

“Fica-me mal dizer que é um sucesso, mas é verdade”, afirmou José Veiga Maltez, presidente de ambas as entidades quase no final do primeiro dia do Congresso que reuniu Operadores, Agentes Turísticos, Opinion Makers e Media internacionais.

Foto: mediotejo.net

PUB

O autarca destaca as “intervenções brilhantes” e a “motivação sentida na plateia por pessoas ávidas por ouvir boas experiências”, através das quais se prova que “é possível fazer turismo equestre de qualidade em Portugal”.

1° Congresso Internacional de Turismo Equestre, dias 5 e 6 na Golegã. Entrevista ao Presidente da Câmara Municipal da Golegã, José Veiga Maltez

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 5 de Outubro de 2018

Falando mais na qualidade de presidente da ANTE, Veiga Maltez não tem dúvidas de que o Congresso “marca o início de um novo ciclo do turismo equestre em Portugal” e confirma o potencial que esta atividade tem na região e no país. Prova disso foi a participação de especialistas na área oriundos de países como China, Estados Unidos, Brasil, Alemanha, Suíça, Bélgica e França.

O objetivo principal é que o turismo equestre deixe de ser o parente pobre do turismo em Portugal, reforça Veiga Maltez.

O primeiro dia do Congresso foi preenchido com três painéis sobre os temas do “turismo equestre em Portugal”, o “turismo a cavalo” e o “turismo do cavalo”, com mais de uma dezena de intervenções traduzidas em simultâneo em várias línguas. O espetáculo equestre Alma Lusitana animou a noite do primeiro dia.

Foto: mediotejo.net

Para este sábado, dia 6, de manhã e de tarde, está programado o Campeonato Internacional de Atrelagem de Tradição, com a participação de 30 carros de cavalos de atrelagem.

No mesmo dia, os participantes têm oportunidade de visitar a Casa-Estúdio Carlos Relvas, agora recuperada, onde está patente uma exposição de fotografia do médico abrantino José Fontes sobre o “Hospital Miguel Bombarda em 1968”.

Foto: mediotejo.net

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).