PUB

Golegã antecipa interdição de entrada a não moradores

O presidente da Câmara da Golegã decidiu antecipar a aplicação do decreto que impede a circulação entre concelhos, tendo colocado, na terça-feira, sinalética nas estradas municipais indicando acesso exclusivo a moradores e pessoas em serviço indispensável ou autorizado.

PUB

Numa iniciativa inédita na região, a Câmara da Golegã colocou sinalização nos principais acessos do concelho (estradas municipais) a proibir a entrada a pessoas de fora, devido à pandemia de covid-19. Conforme consta no sinal, apenas podem entrar “moradores e serviços indispensáveis ou autorizados”.

“Covid-19! Nas nossas entradas, protegendo os nossos!”, lê-se na legenda das fotos publicadas pela autarquia no Facebook. numa medida do Município tomada como forma de prevenção à covid-19.

PUB

José Veiga Maltez disse à Lusa que a decisão de antecipar a medida decretada pelo Governo para vigorar entre quinta-feira e o final de segunda-feira se prende com o facto de, no seu concelho, existirem 500 segundas habitações e querer evitar que os seus proprietários aí se instalem no período da Páscoa, como acontece noutros anos.

Frisando que a Golegã (no distrito de Santarém) regista, até ao momento, apenas um caso de infeção pela covid-19, confirmado no passado dia 31 de março, e sete pessoas em vigilância ativa, o autarca considera que seria uma irresponsabilidade permitir a chegada de pessoas que podem ser potenciais focos de contágio.

“Como médico e como presidente da Câmara tenho a responsabilidade de proteger a população num concelho em que 25% dos moradores têm mais de 60 anos”, declarou.

Veiga Maltez frisou que nada garante que as pessoas não iriam antecipar as deslocações sabendo que a partir de quinta-feira estariam impedidas de o fazer.

Sublinhando que não colocou barreiras nem interferiu com as estradas nacionais, o autarca afirmou que apenas colocou, em todas as estradas municipais, uma placa amarela com um sinal de circulação proibida e a frase “Exceto moradores e serviços indispensáveis ou autorizados”.

O concelho da Golegã tem 5.375 residentes (2018).

c/LUSA

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).