Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Outubro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Golegã | António Camilo eleito presidente da Câmara: “Acreditei na vitória desde o primeiro momento”

António Camilo, ainda presidente da Junta de Freguesia da Golegã e principal rosto do movimento independente 2021ÉOANO, venceu as eleições autárquicas naquele concelho, afastando o PS e José Veiga Maltez da liderança do Município.

- Publicidade -

Depois do 2021ÉOANO, com 47,82% (1500 votos), o segundo mais votado foi o PS, com 43,07% (1.351 votos) e o terceiro o PCP-PEV, com 3,98% dos votos. A diferença não é muita, mas é a suficiente para garantir a maioria na Câmara ao movimento independente (3Ind e 2PS).

Num curto comentário publicado no Facebook, o histórico autarca da capital do cavalo, José Veiga Maltez, recordou as palavras do seu pai que se referia à Golegã como sendo “melhor Madrasta do que Mãe”. “Foram 24 anos, quase um quarto de século, como Autarca, a lutar pelo nosso Concelho, para o elevar e o dignificar! Até sempre. Não imaginam como estou tranquilo!”, escreveu.

- Publicidade -

O médico, de 64 anos, presidiu à autarquia entre 1997 e 2013, e só não voltou a candidatar-se devido à lei de limitação de mandatos. Nos quatro anos seguintes, foi presidente da Assembleia Municipal, período após o qual voltou a concorrer e a ganhar as eleições, com maioria absoluta. Desta vez, não conseguiu a vitória, para surpresa de muitos.

António Camilo, o futuro presidente da Câmara tem 61 anos, é técnico superior de contabilidade na Câmara Municipal, e lidera os destinos da Junta da Golegã há oito anos, tendo sido eleito pelo PS.

“Uma clara vontade da população de mudar de políticas”

Como reagiu aos resultados eleitorais?

António Camilo – A reação à vitória eleitoral do movimento “2021 é o Ano2 foi recebida em equipa, na nossa sede de campanha, junto dos restantes candidatos e apoiantes.

Foi um momento de felicidade muito grande, não só pela vitória, mas por todo o percurso que foi percorrido até aqui chegarmos. Foram muitas horas de trabalho e dedicação.

Quando, há uns meses, anunciou a sua candidatura estava já confiante na vitória?

Desde há muito tempo que sentia o apelo de uma grande parte da população para me candidatar a Presidente de Câmara. A decisão de avançar só foi tomada porque estavam reunidas as condições para alcançar a vitória, considerando a abrangência do projeto que montámos. Acreditei na vitória desde o primeiro momento!

Como foi a recetividade da população durante a campanha?

A recetividade da população foi muito boa. Penso que por conhecerem já o meu trabalho de oito anos como Presidente de Junta da Golegã, as pessoas ficaram tranquilas, mas ao mesmo tempo esperançadas com a possibilidade de mudança nas políticas do concelho.

Pessoalmente, o que representa para si esta vitória?

Estarei Presidente de Câmara com elevado sentido de missão. Para mim, esta vitória representa a oportunidade de servir os munícipes do meu concelho com muita dedicação.

António Camilo durante a campanha eleitoral. Foto: DR

Que leitura política faz dos resultados?

Os resultados representaram numa clara vontade da população de mudar de políticas. O nosso movimento venceu com maioria 4 dos 5 órgãos existentes. Isto significa que estamos legitimados para trabalhar com muita tranquilidade e confiança, o que é muito importante neste momento.

Passa de Presidente da Junta e de técnico de contabilidade da câmara a Presidente da Câmara. O facto de já conhecer a Câmara por dentro representa uma mais-valia?

A minha experiência profissional e enquanto autarca serão preponderantes para arrancar o nosso trabalho de uma forma mais célere. Não posso deixar de considerar esse conhecimento como uma vantagem.

Quais as primeiras medidas que pensa implementar?

Iremos tomar posse antes do início da Feira Nacional do Cavalo, o que representa já um grande desafio com pouco tempo de preparação. Existem algumas medidas ao nível de segurança e organização da feira que queremos implementar, para melhorar a experiência dos visitantes e a qualidade de vida dos moradores.

Depois, a médio prazo, temos algumas intervenções planeadas do ponto de vista de infraestruturas e de melhoramento de espaços que se encontravam pouco cuidados. No entanto, colocaremos também em prática e desde já, algumas políticas estruturais que pretendem fixar pessoas no nosso concelho, cada vez mais desertificado. Apesar dos resultados deste tipo de políticas só se fazerem sentir a longo prazo, quanto mais depressa começarmos, melhor!

Uma mensagem para os goleganenses…

A primeira mensagem é de agradecimento, pela confiança que depositaram em mim e na equipa que me vai acompanhar nesta missão. Estamos plenamente convictos de que vamos corresponder às expetativas da população, tornando o concelho da Golegã num local mais aprazível para se viver, com maiores oportunidades para todos. Contamos com a ajuda da população nesta missão que nos foi confiada. Um bem-haja a todos os azinhaguenses, goleganenses e Pombalinhenses.

O movimento independente conquistou duas das três freguesias do Concelho: Golegã e Pombalinho, com Carlos Santana e Luís Filipe Júlio eleitos Presidentes de Junta, respetivamente.

Para a Junta de Azinhaga foi eleito Vítor Guia, do PS, atual Presidente da Assembleia Municipal e ex-Presidente daquela Freguesia.

Na Assembleia Municipal, o movimento 2021ÉOANO também garantiu maioria, com oito mandatos, enquanto o PS conquistou seis e a CDU, um. José Riachos deverá ser eleito Presidente daquele órgão fiscalizador.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome