Gavião tem mais um bombeiro infetado com o novo coronavírus (c/áudio)

Subiu para três o número de bombeiros infetados com o novo coronavírus na corporação de Gavião, disse hoje ao mediotejo.net o presidente da Câmara Municipal. José Pio deu conta que depois de dois bombeiros terem acusado positivo na semana passada, 19 bombeiros foram enviados para casa até fazerem testes. Os resultados foram hoje conhecidos e 18 deram negativo e um revelou-se positivo. Os 18 bombeiros regressam ao ativo e a corporação fica com três operacionais em quarentena.

PUB

O primeiro casal de bombeiros que acusou positivo ao novo coronavírus reside na União de Freguesias de Alvega e Concavada, no vizinho concelho de Abrantes, e prestam serviço voluntário na corporação. A mulher é profissional na fábrica da Mitsubishi, no Tramagal, e o homem é carteiro em Abrantes. Um dos filhos deste casal, que estuda em Abrantes, na Escola Solano de Abreu, também acusou positivo. Estes três casos, inicialmente reportados ao concelho de Gavião, foram já integrados na listagem de Abrantes, concelho onde têm a sua residência oficial, disse o autarca.

PUB

Além da situação no bombeiro da corporação residente em Gavião, o concelho tem mais quatro casos ativos em Vale da Feiteira, na freguesia de Comenda, tendo um novo caso sido detetado no sábado.

Gavião apresenta assim, ao dia de hoje, um total de 14 casos confirmados desde o início da pandemia, cinco dos quais estão ativos.

PUB

Portugal regista hoje 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

PUB
Mário Rui Fonseca
A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).