Gavião | Requalificação do Polidesportivo vai arrancar com apoio do IPDJ

A conservação do polidesportivo da Alameda 25 de Abril em Gavião vai ser uma realidade, com um investimento anunciado na ordem dos 64 mil euros. Para o efeito, decorreu na sexta-feira a assinatura do contrato PRID 2020 – Programa de Reabilitação de Instalações Desportivas, celebrado entre o IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude, o Município de Gavião e o Clube de Futebol os Gavionenses.

PUB

O polidesportivo da Alameda 25 de Abril, em Gavião, vai ser alvo de uma obra de conservação no valor de 63.800,00 euros. A intervenção surge na sequência de uma candidatura apresentada pelo Clube de Futebol os Gavionenses ao PRID – Programa de Reabilitação de Instalações Desportivas, em 2020, tendo sido aprovada pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Esta obra permite melhorar as condições da prática desportiva dos atletas e técnicos que integram o clube, contemplando designadamente a reparação de vedações, a pintura dos pavimentos desportivos e outras obras consideradas pertinentes ao desenvolvimento das atividades desportivas como a substituição das redes das balizas.

PUB

O projeto de Gavião “é uma das maiores candidaturas que a direção regional do Alentejo teve este ano no âmbito do PRID, também uma daquelas que vai ter o maior apoio por parte do IPDJ em termos percentuais quase de 50%”, disse o diretor regional do IPDJ do Alentejo, Miguel Rasquinho, presente na cerimónia de assinatura do contrato. A direção Regional do IPDJ do Alentejo comparticipa com 31.500,00 euros sendo o restante montante da responsabilidade da Câmara Municipal.

Num momento de crise pandémica, o responsável aproveitou a ocasião para dizer que o IPDJ “está preocupado com a saúde dos clubes desportivos. Este programa sempre foi para nós uma das meninas dos nossos olhos porque permite aos clubes de base local, àqueles que sentem maiores dificuldades, reabilitar os seus parques desportivos. Obviamente que as câmaras municipais estão sempre na primeira linha”, não sendo esta a primeira vez que que Câmara Municipal de Gavião, conjuntamente com o IPDJ, apoia a reabilitação do seu parque desportivo, notou Miguel Rasquinho.

PUB

O polidesportivo da Alameda 25 de Abril, em Gavião, vai ser alvo de uma obra de conservação no valor de 63.800,00 euros. Assinatura do contrato com o IPDJ. Créditos: mediotejo.net

Segundo diretor regional do IPDJ do Alentejo as autarquias são uma peça fundamental na viabilidade deste programa reconhecendo “as dificuldades financeiras” dos clubes para a concretização destes apoios.

Rasquinho garantiu que apesar da pandemia “o IPDJ não descurou o apoio aos clubes e foi ponto de honra da secretaria de Estado do Desporto e da Juventude concretizar este PRID 2020 mas também concretizar todos os outros programas desportivos do IPDJ”.

Por seu lado, o presidente da direção do Clube de Futebol os Gavionenses, Fernando Delgado, agradeceu o apoio ao clube considerando esta intervenção “boa para a população em geral, mas principalmente para os jovens, sendo um espaço ao ar livre, e nesta altura de pandemia, do qual possam desfrutar”.

Da parte da Câmara Municipal de Gavião, o presidente José Pio justifica a importância da cerimónia solene, apesar da pandemia de covid-19 e das limitações que as medidas de segurança impõem, uma vez que “também este é um momento solene na vida dos clubes”.

Deu conta de ser a conservação do polidesportivo da Alameda 25 de Abril “o segundo projeto que estamos a ver apoiado no nosso concelho. Com esforço do IPDJ, do Estado português e da Câmara Municipal vamos vendo reabilitados espaços que são indispensáveis à prática do desporto”.

José Pio garantiu que a autarquia está disponível para passar para o terceiro projeto e “no próximo ano cá estaremos para fazer outra candidatura à reabilitação de outro espaço porque sentimos que as pessoas valorizam a recuperação de património às vezes já degradado”. O mediotejo.net sabe que em 2021 será contemplado o Clube Recreativo e Desportivo Belverense.

O polidesportivo da Alameda 25 de Abril, em Gavião, vai ser alvo de uma obra de conservação no valor de 63.800,00 euros. Assinatura do contrato com o IPDJ. Créditos: mediotejo.net

O Plano de Reabilitação de Infraestruturas Desportivas (PRID) abrange em 2020 mais de 100 infraestruturas desportivas espalhadas por Portugal continental. De acordo com a listagem publicada no sítio ‘online’ do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), a região com mais espaços abrangidos é a de Lisboa e Vale do Tejo, com 30 intervenções publicadas, seguida do Centro (26), do Norte (25), Algarve (nove) e Alentejo (oito).

O programa foi lançado em 2017 e nesta quarta edição, segundo nota governamental, “foram alocados mais de 2 milhões de euros (majorados com investimento local), distribuídos de norte a sul do país”.

Entre o tipo de trabalhos elencados estão melhoramentos de eficiência energética, remoção de amianto, substituição de pisos de pavilhões e outras estruturas, reparações em balneários ou bancadas, entre outras medidas de “ampliação de valências existentes”.

Desde o arranque do PRID, segundo o Governo, cerca de quatro centenas de infraestruturas desportivas beneficiaram de reabilitação, “num investimento global de mais de 20 milhões de euros, financiando o Governo, através do IPDJ, cerca de sete milhões de euros”.

PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).