- Publicidade -

Gavião | Presidente da Câmara infetado com o vírus da covid-19

O presidente da Câmara Municipal de Gavião, José Pio, testou positivo para o novo coronavírus, encontrando-se em quarentena, confirmou o próprio ao nosso jornal. Sem sintomas e otimista em relação à sua situação de saúde, diz continuar a trabalhar em casa.

- Publicidade -

José Pio soube esta quinta-feira que estava positivo para a covid-19 e ficou em isolamento respeitando as recomendações das autoridades de Saúde Pública. “Uma funcionária da Câmara, com quem trabalho de forma próxima, testou positivo e tive de fazer o teste” de despiste ao SARS-CoV-2. Para já apresenta-se assintomático e espera que “não haja grandes sintomas”.

Segundo as orientações a autoridade de Saúde Pública terá de ficar em quarentena 10 dias se permanecer assintomático ou 14 se entretanto sentir algum sintoma. Na sequência da infeção, também os vereadores da Câmara Municipal de Gavião foram testados apresentando todos resultado negativo.

- Publicidade -

Quanto os trabalhadores municipais, José Pio explicou ao mediotejo.net que a “Câmara Municipal está a testar com alguma regularidade. Hoje e amanhã seria o edifício da Câmara e depois o armazém. Com este resultado positivo foi testado o que estava previsto e os contactos próximos” de quem testou positivo, acrescentando que devido ao estado de confinamento “não se verificaram muitos contactos e os registados foram todos testados incluindo a minha família”.

Quanto à situação epidemiológica no território, o concelho de Gavião continua com risco extremamente elevado de transmissão do vírus, contabilizando ao dia de hoje (21 de janeiro) 28 casos ativos, sendo “2 ou 3 o número de novos casos de infeção diários” mas com os recuperados o número de infeções ativas tem-se mantido estável (cerca de 30) nos últimos dias, indica o presidente.

“A situação no concelho está a melhorar. O lar está sem casos e os que existem são familiares, na comunidade”.

Desde o início da pandemia o concelho de Gavião, no Alto Alentejo, conta com 153 casos confirmados, 122 recuperados e três óbitos.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).