Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Gavião | Orçamento municipal de 8,6 milhões de euros aprovado por unanimidade

O orçamento do município de Gavião para 2019, no valor de 8,6 milhões de euros, foi aprovado por unanimidade com os votos da maioria do Partido Socialista e do vereador do Partido Social Democrata, Eduardo Pereira, em reunião do Executivo, na passada quarta-feira, 31 de outubro, tendo sido enviado para a Assembleia Municipal para aprovação definitiva.

- Publicidade -

Para o presidente da Câmara Municipal de Gavião, José Pio (PS), este orçamento “estabelece os objetivos e prioridades de atuação para próximo ano. Existe a necessidade de manter um enfoque substancial no investimento uma vez que o quadro comunitário vai abrindo janelas de oportunidade de apoio ao investimento público, que o município não pode deixar de aproveitar”, disse ao mediotejo.net, referindo que o executivo “está atento às oportunidades que o atual quadro comunitário tem para o município”.

O orçamento para 2019 visa “dar resposta às necessidades das populações. Queremos continuar um apoio constante em áreas fulgurais como Educação, Ação social, Turismo e Proteção Civil”, acrescentou, destacando ainda como primordial “a criação de emprego e o desenvolvimento económico”.

- Publicidade -

Mas refere José Pio que o grande desafio passa por conter o despovoamento, e para isso, defende, “temos de promover o território, atrair investimentos que criem emprego de modo a fixar pessoas no concelho, assegurando a contínua elevação da qualidade de vida da população”.

É nessa sequência que surgirá em 2019 “o ninho de empresas”. Explica o autarca ser “determinante criar emprego, captar empresas e para isso a Câmara Municipal tem um projeto que será a criação de uma incubadora de empresas não tecnológicas, para concretizar em breve”.

O ninho de empresas será implantado no Logradouro do Antigo Seminário, “um projeto também a pensar nos jovens, com candidatura feita. Aguardamos que seja brevemente aprovada”, disse.

A ideia é “instalar profissionais ditos liberais, que possam também escolher Gavião para viver. Não será um ‘call center’ mas um espaço agradável que possa criar postos de trabalho”.

O Turismo também merece destaque neste orçamento com a previsão de um “novo passadiço à beira do rio Tejo, na zona do Alamal, que ligue o PR1 ao PR2” num investimento de cerca de 300 mil euros, com candidatura efetuada à espera de aprovação.

“Será parte passadiço, parte trilho, com uma ponte suspensa”, antecipa José Pio. A aposta vai para a criação de “atrativos” que possam trazer mais gente para o concelho. “E já se vê todos os dias pessoas nos percursos pedestres, não apenas ao fim de semana mas também durante a semana”, constata.

A Educação é outra área prioritária para Gavião, com apostas no Agrupamento de Escolas do concelho, como “refeições gratuitas no primeiro ciclo, apoio nos transportes escolares, oferta dos manuais de fichas complementares, bolsas de estudo e ainda o programa Aprender + com uma equipa multidisciplinar constituída por um técnico de informática, um psicólogo e um nutricionista”, indica o presidente.

Este Exercício para 2019 confere também “grande apoio à Proteção Civil, com aposta na prevenção, nos pontos de água e nas atividades dos nossos bombeiros” que, apesar dos passos dados no sentido de ser criada uma Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários, oficialmente ainda permanecem municipais.

“Aguardamos a todo o momento que as entidades competentes se pronunciem”, referiu o presidente da autarquia gavionense, dando conta que no orçamento municipal tem inscrita como “realidade objetiva”, quer a despesa quer a receita.

Os investimentos explanados no documento com as Grandes Opções do Plano são prioritários em eixos orientadores como a afirmação do concelho, o fortalecimento da coesão social, com a implantação no início do próximo ano do plano de ação para comunidades desfavorecidas com requalificação de sete casas no núcleo urbano e ainda a consolidação da atratividade e da qualidade de vida no concelho incluindo a regeneração urbana.

Uma das obras a implementar em 2019 prende-se com o reordenamento do trânsito na rua 23 de Novembro na vila de Gavião, a rua da Escola, um projeto rodoviário que pretende “criar um corredor para autocarros e outro para os restantes veículos, dando prioridade aos transportes escolares, “uma obra que será feita o mais rapidamente possível tentando evitar constrangimentos aos pais”, assegurou.

O próximo ano será também o arranque da Piscina Descoberta, um compromisso eleitoral do executivo socialista. “Espero que seja uma realidade”, disse José Pio, uma obra para mais de um ano, oferecendo uma nova zona de lazer para os munícipes e um novo polo de atração turística para quem chega de fora do concelho.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome