Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Maio 8, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Gavião | Ministro lança primeira pedra para incubadora de empresas de 1,3 ME

Uma incubadora de empresas não tecnológicas vai “nascer” no concelho de Gavião, no distrito de Portalegre, num investimento de 1,3 milhões de euros, tendo o presidente da Câmara Municipal de Gavião, José Pio (PS), e o ministro do Planeamento, Nelson de Souza, presidido, esta sexta-feira, à cerimónia de lançamento da primeira pedra para a construção do novo equipamento, cuja obra já foi adjudicada, e que vai nascer no logradouro do antigo edifício do seminário de Gavião.

- Publicidade -

A incubadora terá capacidade para acolher entre 14 a 20 empresas. José Pio, presidente da Câmara do Gavião, disse existirem jovens interessados em ingressar “no mundo do empreendedorismo” e desenvolver a sua atividade na região.

Espaço onde vai nascer ‘ninho de empresas’ de Gavião. Créditos. mediotejo.net

- Publicidade -

“Os jovens não têm dinheiro para iniciar a sua atividade e a incubadora pretende criar condições para que possam ingressar no mundo do empreendedorismo e na sua profissão sem custos iniciais”, afirmou.

Segundo José Pio, o município quer criar condições, com a nova incubadora, para fixar pessoas no concelho. “Esta incubadora poderá criar, nos três maiores espaços que vão ser construídos entre 20 a 30 postos de trabalho diretos”, acrescentou.

O projeto da incubadora de empresas não tecnológicas de Gavião. Créditos: mediotejo.net

Assim, nascerão dois blocos “uma parte mais dedicada à manufatura, de pequena transformação. E outro bloco que terá dois pisos, aproveitando o desnível do terreno e neste bloco serão desenvolvidos alguns serviços comuns a todo o complexo, nomeadamente serviços fornecidos pelo Município, de contabilidade, apoio logístico as empresas sedeadas e um auditório com capacidade para 75 pessoas” onde poderão ser realizadas conferências explicou ao ministro do Planeamento o engenheiro que integra a equipa projetista, José Ruás.

A incubadora vai ter, no primeiro andar, “um open space que poderá ser dividido em vários gabinetes. Este primeiro piso será uma zona mais dedicadas a empresas  – inovadoras – mas não tanto de manufatura, comparativamente com o piso térreo. Depois uma área dedicada a serviços com uma sala comum, zona de copa, zonas técnicas e um gabinete que se prevê dedicado ao estudo da florestas e dos incêndios florestais” indicou.

Serão “entre 14 e 20 espaços, são modelares, com áreas variáveis entre os 20 e os 70 metros quadrados por módulo. Numa área total de construção na ordem dos 1250 metros quadrados, desenvolvido em dois pisos, sendo que o piso térreo ocupará mais área na ordem dos 800 metros quadrados, e o piso superior com 450 metros quadrados”, especificou José Ruás.

O ministro do Planeamento, Nelson de Souza em Gavião, na cerimónia de lançamento da primeira pedra do ‘ninho de empresas’ e o presidente da Câmara Municipal, José Pio. Créditos. mediotejo.net

O espaço exterior ainda permite um zona de anfiteatro com o objetivo de “desfrutar do exterior para outros eventos. Prevê-se que seja um espaço que permita a instalação das empresas de uma forma rápida e cómoda, para responder a todas as necessidades que uma empresa moderna exige. Permitirá também promover a continuidade de algum artesão e artes que existem na região” concluiu o engenheiro. Uma obra com execução de 540 dias.

O lançamento da primeira pedra decorreu na sexta-feira, 12 de julho, com o presidente da Câmara e o ministro do Planeamento a registarem o ato para memória futura mediante a assinatura de um documento colocado depois no local destinado à primeira pedra.

Seguiu-se a inauguração da XVIII edição da Mostra de Artesanato e Atividades Económicas de Gavião, que decorrerá até domingo. Nelson de Souza disse ser “com muita honra” que se associa às duas iniciativas que espera “que contribuam para o desenvolvimento económico de Gavião”.

Os músicos Anselmo Ralph, Blaya e David Carreira são os “cabeças de cartaz” do certame, que, além da música, da gastronomia e do artesanato, tem para oferecer aos visitantes conferências temáticas e um passeio de motorizadas, entre outras atividades.

O ministro do Planeamento, Nelson de Souza em Gavião, na cerimónia de lançamento da primeira pedra do ‘ninho de empresas’. Créditos. mediotejo.net

c/LUSA

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome