Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Gavião | Mercado de Natal com festa especial para as crianças este domingo

Todas as tardes de domingo, até 30 de dezembro, o Mercado de Natal de Gavião, instalado no Largo do Município, conta com 16 produtores do concelho, mais uma tasquinha dinamizada pelos Serviços Sociais do Município de Gavião, e ainda um ponto de venda da Biblioteca Municipal de Gavião. Um comboio de natal está a percorrer as ruas da vila, e, no próximo domingo, dia 23 dezembro, irá decorrer uma programação especial dedicada às crianças.

- Publicidade -

O Município vai dedicar o dia de domingo, sobretudo para os mais pequenos contando a programação infantil do Natal com teatro de rua, através do grupo de teatro da VIVARTE, atelier de pinturas faciais, e passagem pela casa do Pai Natal em viagem no comboio de Natal que percorre as ruas da vila e também de Belver, Vale de Gaviões e Comenda nesta quadra natalícia.

Na verdade são mais de 16 os produtores que dinamizam o Mercado, uma vez que em cada domingo encontramos diferentes rostos nas pequenas cabanas de madeira que circundam o Largo à volta do jardim e do coreto. O objetivo “é não deixar ninguém de fora, aproveitando o bonito Largo do Município” explica ao mediotejo.net o vereador António Severino, dando conta da existência de “sete produtores em lista de espera”.

- Publicidade -

A impossibilidade de juntar todos os produtores aos domingos prende-se com “dificuldades” no aluguer das cabanas, acrescentou.

A ideia do Mercado de Natal surgiu na sequência da Feira Rural que decorre duas vezes por ano. “Quisemos dar um novo formato à feira e durante a tarde, de todos os domingos, até 30 de dezembro” o Mercado de Natal oferece diversidade, de doces a artesanato, passando por legumes, chás, mel, plantas, petiscos, enchidos e outros produtos locais.

Mercado de Natal de Gavião.

Além disso, o Mercado conta com “animação todos os domingos, com espetáculos para as crianças”, acrescentou António Severino, e ainda workshops, pinturas faciais ou visita à Casa do Pai Natal, particularmente no domingo, dia 23, com animação pela Companhia de Teatro Viv’Arte. A magia cresce no Mercado de 16 a 23 de dezembro com a chegada de um comboio de Natal, não só com paragem na vila de Gavião mas também com passagem por Belver, Vale de Gaviões e Comenda.

No passado domingo, além da atuação do Grupo de Cavaquinhos da Universidade Sénior de Nisa, por iniciativa da Biblioteca Municipal de Gavião, cerca de 20 crianças, dos 6 aos 12 anos aprenderam a fazer ‘cupcakes’ de Natal com a alveguense Marta Fernandes da Verde Pastel.

Muito animados e impacientes para meter a mão na massa, os miúdos, do concelho de Gavião mas também de concelhos vizinhos, assistiram ao juntar dos ingredientes, anotaram a receita de queques de baunilha e depois decoraram cada um à sua maneira o seu próprio bolo com motivos natalícios. No fim, a degustação.

Mercado de Natal de Gavião. Grupo de Cavaquinhos da Universidade Sénior de Nisa

Entre os vendedores e artesãos, Fernando Mota é um dos artesãos com um expositor no Mercado de Natal. Apesar de ser funcionário público dedica-se à arte da pirogravura, constrói presépios recorrendo à natureza e outros objetos que a imaginação lhe permite criar como por exemplo transformar um disco de vinil em relógio.

E se um mercado é pródigo nos seus aromas, no Mercado de Natal de Gavião é possível encontrar chás biológicos com certificação Bio produzidos em embalados na freguesia de Atalaia. Os Aromas de Guidintesta produzem as suas próprias plantas em terras propriedade dos pais de João Chambel. A residir na Praia de Santa Cruz em Torres Vedras encontrou nesta aposta uma atividade para a reforma.

As plantas são cidreira, hortelã, erva príncipe, camomila entre outras. E ainda mistura as plantas com especiarias, essas importadas como gengibre, anis ou canela. “Hoje temos máquinas para embalamento em saquetas, vendemos os chás nos supermercados de Gavião, em Lisboa e tentamos chegar a hotéis”, conta João Chambel. A partir de janeiro de 2019, até porque os contratos já estão assinados, “a marca vai contar com uma linha Bio só de especiarias com chá preto, chá verde, gengibre e canela”.

Curiosamente o designer das caixas de Aromas de Guidintesta é José Heitor, o artista responsável pelo cartaz relativo aos 500 anos do Foral da Vila de Gavião, outra celebração já em 2019.

Consulte em baixo os programas do Mercado e do Comboio de Natal:

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome