Segunda-feira, Dezembro 6, 2021

Gavião | José Pio (PS) compromete-se em concluir obras e critica “campanha suja” de “vulgares malfeitores”

José Pio (PS) deixou um aviso à oposição ao dizer que “desenganem-se os que acham poder vir a mandar, pois jamais permitiremos que alguém nos substitua, naquilo que foi a decisão democrática dos gavionenses, é o Partido Socialista que governa”. O seu partido manteve a maioria absoluta na Câmara e na Assembleia Municipal mas perdeu um vereador para a CDU e a Junta de Freguesia de Comenda igualmente para os comunistas, após a repetição do sufrágio devido a um empate.

- Publicidade -

O socialista José Fernando Pio tomou posse na quarta-feira, 20 de outubro, como presidente da Câmara Municipal de Gavião, na sequência uma vitória que segurou a maioria absoluta nas autárquicas de setembro, mas perdendo um vereador e uma junta de freguesia para a CDU.

José Pio garantiu que o PS de Gavião saberá “ler os resultados obtidos, mas desenganem-se os que acham poder vir a mandar, pois jamais permitiremos que alguém nos substitua, naquilo que foi a decisão democrática dos gavionenses, é o Partido Socialista que governa a Câmara Municipal de Gavião, com o seu programa, sufragado maioritariamente, em 26 de setembro passado”, disse durante o seu discurso de tomada de posse, comprometendo-se em “concluir todas as obras em curso”.

- Publicidade -


Cerimónia de instalação dos órgãos autárquicos em Gavião após as eleições autárquicas de setembro. Créditos: mediotejo.net

O presidente reeleito para aquele que será o seu terceiro e último mandato falou num “período particularmente difícil” devido àquilo que classificou de “campanha suja contra o presidente da Câmara Municipal e contra todo o executivo municipal, levada a cabo por pessoas sem escrúpulos, sem autoridade moral, sem ética e sem um pingo de vergonha”.

Referiu tratar-se de “uma campanha suja, manipulada nos bastidores, por alguém que se alimenta de ódio pessoal, contra o presidente da Câmara Municipal, contando com a colaboração e oportunismo eleitoral de uma força política”.

José Pio afirmou-se “vítima de cartas anónimas, notícias mentirosas, caluniosas e ofensivas da minha honra e dignidade. Como vulgares malfeitores, que são, tudo fizeram para prejudicar o presidente da Câmara Municipal e o executivo municipal, sem qualquer respeito pela população de Gavião e sobretudo sem consideração pelo concelho que os acolhe e dá de comer. Resisti. Resistimos […] Sabemos quem são! Mas ignorámo-los como merecem…. Saberemos na hora certa dar as respostas adequadas à sede de poder que os alimenta e ao ódio que transportam”.

José Pio comprometeu-se em “trabalhar afincadamente para um concelho ainda melhor defendendo sempre o superior interesse dos nossos munícipes, das suas empresas e instituições”, no cumprimento do programa eleitoral do Partido Socialista, assente em doze pilares: Turismo, Educação/Juventude, Emprego, Ação Social, Habitação, Saúde, Cultura, Património, Desporto e Tempos Livres, Agricultura Floresta e Desenvolvimento Rural, Transição Digital, Transição Climática/Proteção do Ambiente, Proteção Civil.

O autarca deixou ainda algumas palavras de felicitação e solidariedade, nomeadamente a Carlos Alexandre, cabeça de lista do PS à Assembleia de Freguesia de Comenda e anterior presidente da Junta.


Cerimónia de instalação dos órgãos autárquicos em Gavião após as eleições autárquicas de setembro. Créditos: mediotejo.net

Aproveitou a oportunidade para dizer que em Gavião “nunca haverá freguesias de primeira ou de segunda. O nosso futuro depende, em primeiro lugar desta coesão, da partilha, da interajuda, do sentido de afirmação territorial do nosso espaço e identidade. A todos digo, podem continuar a contar com a Câmara Municipal independentemente da cor política, como sempre contaram”.

No dia em que foi reinvestido como presidente da Câmara Municipal de Gavião, dirigiu-se também à população do concelho que “de uma forma livre e democrática, participou no ato eleitoral do passado dia 26 de setembro” e “mais uma vez deu uma lição de civismo e de participação democrática, com uma excelente afluência às urnas”.

ÁUDIO | JOSÉ PIO, PRESIDENTE CM GAVIÃO:

Na sessão de instalação da Mesa da Assembleia Municipal apresentou-se uma única lista à votação pelo PS, designada de A propondo Paulo Pires para presidente, Isabel Martins como primeira secretária e Mónica Marques como segunda secretária. Dos 19 votos recolhidos resultaram 12 favoráveis e 7 em branco.


Cerimónia de instalação dos órgãos autárquicos em Gavião após as eleições autárquicas de setembro. Mesa da Assembleia Municipal. Créditos: CMG

No seu discurso como presidente reeleito da Assembleia Municipal, Paulo Pires sublinhou que “independentemente da cor partidária e da ideologia política de cada um, todos temos a obrigação de defender, em primeiro lugar e acima de qualquer interesse político, os interesses das nossas populações e do nosso território, num espírito de respeito mútuo e de articulação, capaz de colocar os benefícios das nossas comunidades acima de outros que possam, eventualmente, coabitar no contexto do exercício desta nossa atividade cívica”.

Lembrando que não detém “qualquer filiação partidária”, Paulo Pires disse que tal lhe “permite olhar a política com algum distanciamento desinteressado e desprovido de qualquer interesse pessoal e ou oportunista, por isso procurei e procurarei desempenhar as funções, agora novamente confiadas, com o sentido de servir e não de ser servido, assumindo o propósito de que tudo farei para honrar, dignificar e enaltecer o órgão que irei presidir durante os próximos quatro anos”.

Paulo Pires expressou votos de felicitações, inclusivamente “ao novo executivo municipal, na pessoa do sr. presidente da câmara, José Pio, desejando que tenham muito sucesso no exercício desta vossa missão pois o vosso sucesso é o sucesso de todos os cidadãos que vivem, estudam e trabalham neste concelho, para o qual devemos todos os dias olhar de forma positiva, acreditando nas suas potencialidades e nas oportunidades que as pessoas merecem para terem uma vida melhor, mais próspera e mais feliz, em particular os mais jovens. É essa a esperança e a expectativa que recai sobre a vossa ação governativa, independentemente das forças ou ideologias partidárias que representam, acreditando sempre que é possível, como dizia o slogan, fazer mais e fazer melhor…eu acrescento, com todos e para todos”.

Paulo Pires felicitou ainda os quatro autarcas de junta de freguesia que iniciaram um novo ou renovado mandato. “O papel das juntas de freguesia, em articulação com os municípios, quando que bem executado é cada vez mais importante no contacto de proximidade com as populações, principalmente nos territórios de matriz eminentemente rural”, como é o caso deste concelho do Alto Alentejo.


Cerimónia de instalação dos órgãos autárquicos em Gavião após as eleições autárquicas de setembro. Créditos: mediotejo.net

Para Paulo Pires, “não apenas aquando dos finais dos ciclos políticos mas sempre e no dia-a-dia, na procura de soluções por vezes tão insignificantes do ponto de vista financeiro mas com um enorme significado para os habitantes que, muitas vezes, dependem desses apoios e dessas soluções para verem os seus problemas resolvidos, dentro das suas casas ou junto às suas portas”.

Acrescentou ter sido esta “uma das mais nobres lições” que tirou das campanhas eleitorais onde participou, “em particular nas duas últimas”.

A sessão solene de instalação dos órgãos autárquicos – presidente, vereadores e deputados municipais, onde se inclui, por inerência, os presidentes de juntas de freguesia -, decorreu na Casa do Povo de Gavião.

ÁUDIO | PAULO PIRES, PRESIDENTE AM GAVIÃO:


Cerimónia de instalação dos órgãos autárquicos em Gavião após as eleições autárquicas de setembro. Assembleia Municipal. Créditos: CMG

LISTA DE ELEITOS QUE TOMARAM POSSE

Câmara Municipal:

José Fernando Pio (PS)
António Severino (PS)
Graciosa Chambel (PS)
Rui Vieira (CDU)
Vitor Filipe (PSD)

Assembleia Municipal:

Paulo Pires (PS)
Isabel Martins (PS)
Paulo Matos (PSD)
Alberto Faria (CDU)
António Estevinha (PS)
Mónica Marques (PS)
Fábio Gomes (PSD)
Paulo Santos (CDU)
José Neves (PS)
Daniel Tomás (PS)
Isabel Casabranca Martins (PSD)
Ana Luísa Geremias (CDU)
Sílvia Palma (PS)
Ana Luísa Carias (PS)
Fernando Faca (Chega)

Freguesias:

União de Freguesias de Gavião e Atalaia – Germano Porfírio (PS)
Junta de Freguesia da Comenda – Abílio Mendes (CDU)
Junta de Freguesia de Belver – Martina de Jesus (PS)
Junta de Freguesia de Margem – Jorge Peixeiro (PS)

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome