- Publicidade -

Gavião | GNR acaba com festa ilegal e identifica 11 jovens em praia fluvial

A GNR acabou com uma festa ilegal na praia fluvial do Alamal, em Gavião, no sábado, e identificou 11 jovens participantes, três deles menores de idade, por violação do dever geral de recolhimento devido à covid-19.

- Publicidade -

O Comando Territorial de Portalegre da GNR explicou, em comunicado, que a festa decorreu na praia fluvial do Alamal, no concelho alentejano de Gavião, no sábado.

No total, foram identificadas 11 pessoas, entre os 15 e os 20 anos, disse a GNR.

- Publicidade -

Contactada pela agência Lusa, fonte da Guarda acrescentou que, deste total de jovens, “três são menores de idade”.

“Face ao incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário, à inobservância das regras de realização de eventos e ao consumo de bebidas alcoólicas na via pública, foram elaborados os respetivos autos de contraordenação”, referiu o comunicado.

A mesma fonte contactada pela Lusa explicou que os militares passaram “16 autos de contraordenação”, alguns por desobediência quanto ao dever geral de recolhimento domiciliário e outros por jovens na festa estarem “a consumir bebidas alcoólicas na via pública”.

No caso dos menores de idade, “foram feitas três sinalizações para a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ)”, indicou.

No comunicado, a GNR explicou que, após a diligência, as 11 pessoas foram encaminhadas para os respetivos domicílios.

A GNR disse ainda que esta operação foi desenvolvida no decorrer de uma ação de patrulhamento, no âmbito da qual os militares se depararam com a festa ilegal.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).