Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Outubro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Gavião | Fernando Delgado é o novo Comandante dos Bombeiros Voluntários

Fernando Delgado é o novo Comandante dos Bombeiros Voluntários de Gavião, tomando posse oficialmente no domingo, 28 de julho. Vem substituir no cargo Francisco Louro, que pediu a passagem ao Quadro de Honra, o que aconteceu a 1 de junho. A tomada de posse decorreu numa cerimónia onde marcou presença também Luís Belo Costa, comandante operacional do agrupamento distrital do centro-sul da Proteção Civil.

- Publicidade -

Fernando Delgado tomou posse no domingo, dia 28 de julho, em ato solene, como Comandante da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Gavião, concelho do Alto Alentejo. Além de outros ilustres convidados, a cerimónia contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Gavião, José Pio, também ele presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros de Gavião, com o presidente da Federação de Bombeiros do Distrito de Portalegre, Francisco Louro, com o secretário da mesa da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, e ainda com Luís Belo Costa, comandante operacional do agrupamento distrital do centro-sul da Proteção Civil.

Fernando Delgado é o novo comandante dos bombeiros Voluntários de Gavião. Foto: DR

- Publicidade -

Entre as várias palavras de incentivo proferidas durante a cerimónia de tomada de posse, destaque para a mensagem global que se centrou “na continuação do trabalho desenvolvido por este corpo de Bombeiros,” nomeadamente na manutenção do corpo de bombeiros apostando na formação, “melhorando o que houver para melhorar”, disse Fernando Delgado ao mediotejo.net, referindo ainda palavras de amizade, confiança e apreço pela entrega e altruísmo com que os bombeiros desempenham a sua missão de socorro às populações.

Fernando Delgado é o novo comandante dos Bombeiros Voluntários de Gavião. Créditos: CMG

Fernando Delgado, quase a completar 42 anos, entrou para os bombeiros de Gavião em março de 1991, “tinha 13 anos. Pelo fascínio que desde pequeno sentia pelos Bombeiros. Gostava da disciplina das fardas e de alargar a visão na ajuda ao próximo”, conta, explicando que atualmente essa missão de conquistar novos elementos para os bombeiros “é mais difícil”.

“As pessoas estão mais egoístas e centradas nelas próprias”. Por isso, o trabalho dos Bombeiros de Gavião também passará pela sensibilização dos mais jovens para a nobre missão de Bombeiro, nomeadamente “junto das escolas. Não há muita abertura da parte dos jovens para se voluntariarem, apesar das gratificações serem pagas”, observa.

José Pio, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Gavião e presidente do município, no uso da palavra. Foto: CMG

Há 11 anos que Fernando Delgado integra o quadro de comando dos Bombeiros de Gavião mas agora, especificamente desde o dia 18 de julho, que assume “uma nova responsabilidade”.

O reconhecimento do seu trabalho chegou também este domingo através de um galardão atribuído pelo Comandante Francisco Louro que, além de atribuir louvor público a todos os bombeiros da corporação, ainda distinguiu o adjunto de comando, Carlos Isaías, com a medalha da Liga dos Bombeiros Portugueses Serviços Distintos, Grau Prata.

Fernando Delgado recebeu também uma medalha da Liga dos Bombeiros Portugueses Serviços Distintos, Grau Ouro.

Fernando Delgado tomou posse como comandante dos Bombeiros Voluntários de Gavião. Foto: CMG

Na sua missão no Comando sente como maior dificuldade as relações humanas.

“Ter de lidar com todas as pessoas… cada uma tem a sua forma de ser, de estar… as dificuldades são algumas”, reconhece, nomeadamente porque “hoje o serviço operacional tem uma maior exigência”, diz, referindo-se não só à operacionalidade do corpo de bombeiros no teatro de operações de incêndio florestal mas também naquilo que é uma das grandes apostas dos bombeiros de Gavião: “a Saúde. Queremos manter a dinâmica do serviço CODU [Centro de Orientação de Doentes Urgentes]” que digam respeito a situações de urgência ou emergência médica”, explica.

Fernando Delgado é o novo comandante dos Bombeiros Voluntários de Gavião. Créditos: CMG

No que toca aos incêndios florestais, como formador sente que “a insistência na segurança” perturba os bombeiros. “Existe algum receio no teatro de operações”, nota, porque no combate aos incêndios florestais “por vezes temos de agir com firmeza e agressividade, mas atualmente as questões de segurança retraem os bombeiros. É a minha opinião!”, afirma.

A comissão tem agora a duração de 5 anos. “Após esse tempo será renovada consoante a vontade da direção” e do próprio Comandante.

Após 70 anos, os Bombeiros Municipais de Gavião passaram a Voluntários no dia 1 de abril. Mas a situação é reversível. O protocolo firmado entre a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Gavião constituída há pouco mais de um ano, e a Câmara Municipal “é por um ano, num projeto por três, e qualquer das partes pode denunciar o protocolo”, explicou ao mediotejo.net o presidente da direção, José Pio, também presidente do município gavionense, precisamente para assinalar que a Câmara Municipal continuará a assumir as suas responsabilidades municipais.

A corporação de Bombeiros de Gavião conta hoje com 63 elementos.

 

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

Responder a Vitor Bertelo Cancelar resposta

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome