Gavião | Ecoglamping do Cadafaz pronto em setembro

O ecoglamping Gavião Nature Village, em Cadafaz, está em fase final de construção e deverá estar pronto em setembro, criando 14 postos de trabalhos, deu conta a Câmara Municipal de Gavião. Num investimento de 1,5 milhões de euros, trata-se de um parque de campismo de 4 estrelas que une o contacto com a natureza com o conforto e comodidades equiparados a um empreendimento turístico convencional.

O glamping – que significa acampar com glamour – situa-se praticamente à beira do rio Tejo junto à Praia Fluvial do Alamal, tem uma vista privilegiada sobre o Castelo de Belver, que se encontra na margem norte do Tejo, a três quilómetros do empreendimento e fica a escassos minutos da vila de Gavião. Propõe-se oferecer distanciamento, convívio íntimo com a natureza, calma, longe das aglomerações.

Para além de uma área de acampamento livre, o projeto contempla a implantação de 13 tendas glamping – devidamente equipadas e decoradas como se de um quarto de hotel se tratasse – e de 10 bungalows, suportados por uma clubhouse composta por receção, bar/ restaurante, sala de eventos, zonas de estar e de convívio, spa e piscina, loja regional, espaço para animais, retiros, campo de jogos tradicionais, eventos e reuniões empresariais/ team building.

PUB

As diferentes tipologias de alojamento no seu conjunto traduzem-se numa capacidade máxima para cerca de 150 pessoas.

Gavião Nature Village

Para além da experiência de alojamento, que potencia o contacto com a envolvente, o Gavião Nature Village dedicar-se-á também à realização de retiros holísticos (por exemplo de yoga, meditação e desenvolvimento/ conhecimento pessoal), aproveitando o ambiente natural onde se insere o projeto, pelo que apresenta diversas propostas de atividades de lazer/ desporto como canoagem, passeios pedestres, cicloturismo, etc.

Para além da oferta normal está prevista a realização de retiros de três, quatro e sete dias com uma periodicidade mensal nas épocas média e baixa.

O projeto é de autoria do arquiteto Luís Cachola, da empresa Connective Architects. Foto: Connective Architects

O empreendimento abrange uma zona de 4,2 hectares junto ao “cruzamento dos quatro caminhos” – Belver, Alamal, Cadafaz e Gavião – e resulta de uma aposta de Fernando Couteiro, com raízes no concelho, do seu sócio Paulo Almeida e das respetivas esposas, Geny e Maria do Carmo.

Gavião Nature Village

O Gavião Nature Village presta ainda um conjunto de serviços ligados à fruição da natureza, da cultura e gastronomia local, e dos recursos e produtos endógenos.

A cortiça, a pedra e o café inspiram as diretrizes do projeto cleen e ecológico.

Gavião Nature Village

PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).