Gavião | Caso positivo de covid-19 na Santa Casa encerra creche e jardim de infância e põe 30 crianças em isolamento

A creche e o jardim de infância da Santa Casa da Misericórdia de Gavião encerraram hoje por decisão da autoridade de saúde devido a um caso positivo de covid-19, confirmou ao mediotejo.net o provedor da instituição, Edmundo Pires Neves.

PUB

O caso positivo para o novo coronavírus de uma educadora da Santa Casa da Misericórdia de Gavião levou ao encerramento das duas valências onde trabalha e colocou todas as “30 crianças em isolamento profilático nas suas casas”, e também “a diretora pedagógica e ainda algumas trabalhadoras da instituição”, disse hoje a diretora da creche e jardim de infância Sagrada Família, Inês Rodrigues.

Em declarações ao mediotejo.net, o provedor Edmundo Neves explicou, esta manhã, que a educadora que testou positivo para covid-19 comunicou à instituição o seu estado de saúde na quinta-feira à noite, estando a Santa Casa da Misericórdia de Gavião a “aguardar orientações” das autoridades de saúde pública, no sentido de cumprir as medidas determinadas.

PUB

No momento, a instituição ainda desconhecia se e quando seriam realizados testes de despiste ao vírus SARS-CoV-2, às 30 crianças e aos profissionais da instituição em isolamento, ou quando será a data de reabertura das duas valências de creche e jardim de infância da Santa Casa de Gavião.

Entretanto, a autoridade de saúde pública deu indicações para as 30 crianças realizarem testes de diagnóstico ao novo coronavírus. O mediotejo.net sabe que as crianças foram ao Tecnopolo, em Abrantes, ser testadas e espera-se resultados ainda hoje ou amanhã de manhã.

No caso de alguma criança testar positivo para a covid-19, respetivos pais e membros do agregado familiar serão igualmente testados.

Santa Casa da Misericórdia de Gavião. Créditos: DR

PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).