Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Outubro 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Gavião | Bombeiros começam a ser vacinados, presidente está recuperado da covid-19 (C/ÁUDIO)

Trinta bombeiros do corpo de Bombeiros Voluntários de Gavião vão ser vacinados contra o SARS-CoV-2 esta sexta-feira, confirmou o presidente da Câmara Municipal, José Pio, que também preside à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntário de Gavião. O próprio autarca foi infetado pelo vírus mas disse já estar recuperado da covid-19.

- Publicidade -

- Publicidade -

Em Gavião a vacinação nos bombeiros voluntários arranca esta sexta-feira, 12 de fevereiro. “Confirmo. A informação que tenho neste momento e que me foi facultada pela Unidade de Saúde Local do Norte Alentejano é que amanhã às 10h00, no Centro Municipal de Vacinação, situado no pavilhão polidesportivo, os 30 bombeiros prioritários de Gavião serão vacinados”, disse ao mediotejo.net o presidente da autarquia.

Os bombeiros prioritários, segundo José Pio, “são todas as pessoas que fazem Saúde e transportam doentes. Às vezes quando são transportados ainda não há uma certeza mas têm de ter os cuidados necessários”, nota o autarca.

- Publicidade -

Cerca de 15 mil bombeiros voluntários, sapadores e municipais começaram na quinta-feira a ser vacinados contra a covid-19, num processo que se vai prolongar durante as próximas duas semanas.

O Ministério da Administração Interna (MAI) sustenta que os bombeiros, dada a dimensão operacional do transporte pré-hospitalar que executam, desempenham “uma função essencial do Estado e por isso vão ser vacinados ao longo das próximas duas semanas”.

ÁUDIO: PRESIDENTE CM GAVIÃO, JOSÉ PIO:

Segundo o MAI, a ordem de vacinação destes 15 mil bombeiros foi definida com base em critérios operacionais da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e abrange o universo de voluntários, sapadores e municipais.

O Ministério tutelado por Eduardo Cabrita indica que os locais de vacinação, em vários concelhos de cada um dos 18 distritos do continente, foram estabelecidos de acordo com a distribuição geográfica dos 15 mil bombeiros.

De acordo com o MAI, Lisboa e Porto são os distritos com mais bombeiros que vão ser vacinados contra a covid-19, 2.181 e 1.916 respetivamente. No distrito de Portalegre são 388.

O MAI refere ainda que a vacinação dos bombeiros marca o início da nova fase do programa nacional de vacinação.

Quartel dos Bombeiros de Gavião. O presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Gavião, José Pio. Créditos: mediotejo.net

O presidente José Pio, ele próprio infetado pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, já teve alta clínica e retomou na quinta-feira as suas funções. Aliás, falou com o mediotejo.net à margem de uma reunião da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo.

O autarca, eleito pelo PS, referiu que está recuperado “ainda que não a 100%”, mas afirma sentir-se bem. Recordou que esteve “20 dias isolado”, situação que “nem sempre foi fácil” de ultrapassar.

“Voltar de repente à luz do dia, aos barulhos e a todas as coisas que fazem parte da nossa vida normal, mas sinto-me com força. Cada dia que passa sinto-me melhor que no dia anterior e espero rapidamente voltar ao normal”, declarou.

O autarca explicou à agência Lusa que “ao longo desses dias tive uma série de sintomas um bocadinho agressivos. Não fui ao hospital, fui bem acompanhado pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano”.

C/Lusa

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome