Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Gavião | Ano letivo arranca esta sexta-feira para todos os alunos

No concelho de Gavião está tudo a postos, “tal como estava previsto” para o arranque do ano letivo, disse ao mediotejo.net o presidente da Câmara Municipal, José Pio. As aulas iniciam esta sexta-feira, dia 14 de setembro, para todos os alunos.

- Publicidade -

Quanto à colocação de professores deu conta de ter indicação de “estar tudo a correr bem” e avançou que na tarde desta sexta-feira, dia 14 de setembro, à semelhança do que vem sendo hábito no concelho, o município convida os professores colocados nas escolas para uma visita ao concelho, passando por Ribeira da Venda, pelos Museus de Belver, terminando na Praia Fluvial do Alamal, com um lanche na unidade de alojamento Alamal River Club.

“A ideia é que os novos professores fiquem a conhecer o concelho e é uma forma de se sentirem integrados”, explica José Pio.

- Publicidade -

A poucos dias do início do ano escolar ainda decorriam algumas obras na Biblioteca Escolar, nomeadamente “os envidraçados”, com conclusão projetada para antes do arranque do ano escolar. O presidente deu ainda conta de outras reparações realizadas na Escola de Gavião durante as férias escolares, decorrentes “da análise realizada pelos serviços técnicos da Câmara Municipal e da direção do Agrupamento”.

Em Gavião não ocorre qualquer encerramento de escola “até porque seria difícil” observa José Pio, uma vez que o concelho conta apenas com dois estabelecimentos de ensino do primeiro ciclo, com dois jardins de infância: um na vila e outro na Comenda, “que são para manter”, refere.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome