Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Gavião acolhe cerimónia de apresentação da Brigada de Sapadores Intermunicipal

A vila de Gavião acolhe esta sexta-feira, dia 7 de dezembro, às 15:00, no jardim do Cruzeiro, a cerimónia de apresentação da Brigada de Sapadores Intermunicipal, em momento que contará com a presença do secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino.

- Publicidade -

A formação desta Brigada Intermunicipal surge na sequência da candidatura efetuada pela Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA), ao Fundo Florestal permanente para a criação de um Gabinete Técnico Florestal Intermunicipal e constituição da Brigada de Sapadores Florestais.

Em nota de imprensa, a CIMAA refere que a criação desta Brigada que “é uma mais-valia” para o território do Alto Alentejo e visa “melhorar o dispositivo de prevenção e combate a incêndios” no distrito de Portalegre, apoiando as equipas já existentes no território.

- Publicidade -

A Brigada Intermunicipal é constituída por três equipas de sapadores florestais, com um total de 14 sapadores e um técnico florestal com formação em fogo controlado, que têm ao seu dispor viaturas todo-o-terreno devidamente equipadas para combate a incêndios florestais, com ferramentas e equipamentos manuais e moto-manuais para silvicultura preventiva, cedidos pelo ICNF.

Segundo a CIMAA, a Brigada “terá um papel fundamental na prevenção e combate a incêndios”, complementando a limpeza de caminhos, criação e manutenção de faixas de gestão de combustível, apoio à realização de queimas e queimadas de forma segura, assim como primeira intervenção e operações de rescaldo e consolidação em caso de incêndio.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome