Futsal | Surpresa em Ponte de Sôr com o Eléctrico a perder com o lanterna vermelha (C/fotos e audio)

Surpresa na vitória do Pinheirense contra o Eléctrico.

ELÉCTRICO FUTEBOL CLUBE 1 – FUTEBOL CLUBE UNIDOS PINHEIRENSE 3
Liga Sport Zone/12ª jornada
Pavilhão Municipal
Ponte de Sor
01-12-2018

PUB
Momento de assédio à baliza pontessorense.

Após dois jogos na capital, com Belenenses, jogo que venceu, e a meio da semana com o campeão nacional Sporting, onde vendeu muito cara a derrota e deixou uma excelente imagem, o Eléctrico recebeu este sábado o lanterna vermelha tendo perdido por 1-3.

Os Unidos Pinheirense, comandados pelo obreiro da subida de divisão dos pontessorenses (José Feijão), ocupavam o último lugar da Liga e era expectável a busca desesperada pelos pontos. A equipa da Ponte de Sor, além do brilhante lugar que ocupa na tabela, lutava ainda pelo apuramento para a Taça da Liga, onde apenas os primeiros oito têm lugar garantido.

PUB
Bons duelos no Municipal da Ponte de Sor.

A jogar em casa tinha todo o favoritismo e cedo começou a tentar resolver o jogo.
Aos vinte segundos já o brasileiro Nem alvejava a baliza de Sandro para pouco depois Wendell atirar por cima. Após a entrada de rompante dos comandados de Kitó Ferreira o jogo acalmou um pouco e foi a vez da equipa do norte rematar à baliza de Basílio por Bruninho e João. Respondeu Ilídio Pina mas o remate passou ao lado.

Bruninho em ação ofensiva.

Com o jogo empatado e os remates repartidos, o Pinheirense apareceu com João a jogar como guarda redes avançado. Após um remate de Pirata, que o guarda redes da equipa da casa travou com dificuldade, foi a vez de Renan Fuzo cabecear ao lado e Wendell acertar com estrondo no poste. Estávamos no oitavo minuto de jogo. Estava mais atacante o Eléctrico e na sequência de um canto Wendell assistiu Rafa que ao segundo poste desperdiçou uma excelente ocasião de abrir a contagem.

PUB
Ruizinho tenta passar por Ricardo Fernandes.

Esta postura atacante convidava o Pinheirense para o contra ataque e aos 12 minutos Wendell executou um corte “em carrinho” que cortou aos visitantes quaisquer veleidades.
A tarde não era de Rafa…
Muito perdulário teve inúmeras ocasiões que foi desperdiçando.

Como os homens mais avançados estavam em tarde não, foi Rafael Bocum a encher o pé, cá de trás, batendo Sandro, aos 12 minutos e colocando o Eléctrico a vencer.

Bocum celebra o golo da equipa de Ponte de Sor.

A vantagem dos pontessorenses durou pouco. Aos 14 minutos Ruizinho derrubou João já perto da área. João saiu lesionado num pé e Ruizinho viu o cartão amarelo.
Na conversão do livre Ricardo Fernandes, com um potente remate, repôs a igualdade.

Lesão de João foi ponto de viragem no encontro.

A equipa da casa reagiu ao golo do adversário criando muitas ocasiões para marcar.
Rafa continuou a não atinar com a baliza, Nem acertou no guarda redes Sandro, e Renan Fuzo no poste a dois segundos do final do primeiro tempo! O resultado ao intervalo não espelhava o ascendente do Eléctrico. Premiava a excelente postura da equipa nortenha.

O segundo tempo começou como o primeiro com Nem a obrigar Sandro a ceder canto logo no segundo minuto. Pouco depois, Wendell, com um passe bem medido, assistiu Bocum que falhou ao segundo poste. Os visitantes espreitavam uma oportunidade de contra atacar. Diogo Basílio, aos 24 minutos, numa reposição mal medida, serviu Ricardo Fernandes que rematou forte obrigando o guarda redes a boa intervenção.

Basílio opõe-se ao remate de Ricardo Fernandes.

O Eléctrico continuava a desperdiçar ocasiões de golo. Renan, Nem e Wendell iam pondo à prova o guarda redes visitante. Aos 27 minutos Vigário comete uma falta grosseira, vê o amarelo e Renan obrigou Sandro a defender para canto. Na sequência do canto Wendell enviou a bola ao poste.

No minuto seguinte, uma rápida transição colocou Bruninho na cara de Diogo Basílio. O jogador do Pinheirense tirou o guarda redes do lance e atirou ao lado. O minuto 32 foi decisivo para o resultado da partida.

Wendell perdeu o esférico para Ricardo Fernandes e só o travou rasteirando-o por trás. Ao árbitro não restou outra alternativa que a amostragem do cartão vermelho e marcação do respectivo livre. Com o Eléctrico a jogar com menos uma unidade, Renan Fuzo fez a quinta falta, viu o cartão amarelo e Ricardo Fernandes atirou ao lado.

Cartão vermelho a Wendell complicou a vida à equipa de Kitó Ferreira.

Em vantagem numérica o Pinheirense tanto porfiou que conseguiu chegar ao golo por João Vigário aos 34 minutos. Na reposição pediu-se mão na bola na área da equipa que viajou de Gondomar. O árbitro mandou jogar debaixo dos protestos de uma bancada cheia de ruidosos adeptos.

Com Renan Fuzo a jogar como guarda redes avançado o Eléctrico continuou a procurar minimizar o resultado negativo mas a bola teimou em não entrar. O golo de Pirata, num roubo de bola aos 38 minutos, colocou um ponto final nas pretensões dos pontessorenses.

Ilídio Pina vigia Vigário, autor de um golo.

Resultado que tem tanto de surpreendente como de injusto para as cores do Eléctrico. Apenas se pode queixar de si mesmo e da falta de eficácia. A vitória do Pinheirense premeia a atitude guerreira com que enfrentou o desafio. Arbitragem com momentos confusos. Não interferiu no resultado final.

Nem criou muitos problemas à defesa visitante.

FICHA DO JOGO

ELÉCTRICO FUTEBOL CLUBE:
Dona, Diogo Basílio, Ruizinho, Rafa, Alexandre Prates, Rafael Bocum, Wendell, Nem, Filipe Pereiro, Renan Fuzo, Ilídio Pina e João Silva.
Treinador: Kitó Ferreira.

Eléctrico Futebol Clube.

FUTEBOL CLUBE UNIDOS PINHEIRENSE:
Sandro, Pirata, Ricardo Fernandes, Martinez, João, Benny, Ruca, André, Bianchi, Nuno, João Vigário e Bruninho.
Treinador: José Feijão.

Futebol Clube Unidos Pinheirense.

GOLOS:
Rafael Bocum (Eléctrico); Ricardo Fernandes, Pirata e João Vigário (Pinheirense).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
André Franco (AFLeiria), Pedro Martins e Rui Ventura (AFGuarda).

Equipa de Arbitragem: André Franco, Pedro Martins e Rui Ventura com os capitães.

No final fomos falar com os treinadores:

Kitó Ferreira-Treinador do Electrico Futebol Clube.
José Feijão-Treinador do Pinheirense.

*Com David Belém Pereira (fotos).

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here