PUB

Futsal/Supertaça | CAD Coruche venceu os “Patos” mas por números exagerados (C/fotogaleria e audio)

CLUBE DESPORTIVO “OS PATOS” 2 – CLUBE ASSOCIATIVO E RECREATIVO DE CORUCHE 9
Supertaça da AFSantarém
Pavilhão Municipal-Nave
Santarém
26-09-2018

PUB

A Nave de Santarém recebeu a Supertaça de 2018.

Num início de noite muito quente, com pouco público, encontraram-se na Nave de Santarém o vencedor do Campeonato Distrital da época passada, “Os Patos” e o detentor da Taça do Ribatejo , o CAD Coruche. As equipas entraram em estudo mútuo partilhando a posse da bola e os ataques. Coube à equipa do Rossio ao Sul do Tejo abrir o marcador ainda não se tinha jogado o 3º minuto de jogo através do capitão Eduardo Fonseca, vulgo Dito.

PUB

Dito (16) colocou a equipa do Rossio na frente.

Com ocasiões repartidas pelas duas balizas, com os guarda redes sempre muito atentos, Foi a vez da equipa coruchense reduzir através de Yuri aos sete minutos de jogo.
O golo teve o condão de desinibir os comandados de João Marçal que começaram a ter algum ascendente sobre a equipa que viajou de Abrantes, materializado em dois golos.

A passagem para a frente do marcador teve a assinatura de Alfredo Gonçalves ao minuto 14. A faltarem três minutos e meio “Os Patos” atingiram a 5ª falta e qualquer erro podia ser fatal. A 11 segundos de soar a buzina uma falta desnecessária levou Diogo Santos para a linha dos dez metros e daí bateu o guarda redes rossiense Ricardo Barata.
Pouco depois chegou o descanso com uma justa vantagem para a equipa de Coruche.

Livre direto a 11 segundos do intervalo permitiu ao CAD Coruche aumentar a vantagem.

A segunda parte começou em tom de equilíbrio com o maior número de ocasiões para marcar a pertencer aos pupilos de Helder Rodrigues.

À passagem dos nove minutos do segundo tempo o CAD Coruche adiantou a expressão no marcador, numa desatenção defensiva que deixou Jorge Martins sem marcação. Aos 13 minutos os “Patos” viriam a reduzir por Leitão mas na reposição Alfredo Gonçalves voltou a marcar não dando à equipa do Rossio qualquer veleidade para sonhar.

Passado minuto e meio Alfredo Gonçalves voltou a marcar assinalando o “hat-trick” com um golo de levantar o pavilhão. Em dribles sucessivos tirou adversários do caminho e na zona de tiro armou um potente remate e colocou a sua equipa na frente com quatro golos de vantagem.

Golos sucederam-se para a equipa coruchense.

A equipa de “Os Patos” trocou de guarda redes com André Martins a jogar muito avançado.
Essa situação permitiu a Jorge Martins, num roubo de bola, enviar o esférico para a baliza deserta aumentando o “score”. A desorientação da equipa do concelho de Abrantes era grande, com os avançados a não atinarem com a baliza contrária e a permitirem contra golpes bem executados.

Foi sem espanto que o Coruche dilatou a vantagem com mais dois golos de autoria de Diogo Santos e Jorge Martins. Com o resultado muito dilatado, não expressivo do equilíbrio que o jogo teve em largos períodos, terminou mais uma edição da Supertaça.
Troféu pelo CAD Coruche com todo o mérito mas por números exagerados. “Os Patos” retiraram do jogo bons motivos para reflexão. Arbitragem em bom plano.

Festa coruchense pela conquista do troféu.

FICHA DO JOGO

CLUBE DESPORTIVO “OS PATOS”:
André Martins, Fábio Farinha, Diogo Moura, Fábio Pereira, Bruno Oliveira, Bernardo Bonacho, Ricardo Felício, André Santos, Eduardo Fonseca, Duarte Catarino, João Leitão e Ricardo Barata.
Treinador: Hélder Rodrigues.

Clube Desportivo “Os Patos”.

CLUBE ASSOCIATIVO E RECREATIVO DE CORUCHE:
David Oliveira, Pedro Lucas, Yuri lopes, Diogo Santos, Alfredo Gonçalves, Rúben Fernandes, Afonso Corte-Real, Tiago Felizardo, João Paninho, Vitor Pinto, Jorge Martins e Pedro Viegas.
Treinador: João Marçal.

Clube Associativo e Desportivo Coruchense.

GOLOS:
Eduardo Fonseca e João Leitão (Os Patos) ; Alfredo Gonçalves (3), Jorge Martins (3), Diogo santos (2) e Yuri (CAD Coruche)

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Cláudio Bica, Tomé Pereira, Rodrigo Teles e Paulo Pedro.

Árbitros da quadra com os capitães.

No final ouvimos os treinadores:

Helder Rodrigues-treinador de “Os Patos”.

João Marçal-Treinador do CAD Coruche.

FOTOGALERIA:

 

PUB
PUB
Jorge Santiago
Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).