Futsal: “Os Patos” estreiam-se em casa com derrota pesada

Dito evitou em cima da linha o primeiro golo forasteiro

Pego, 1 de Outubro de 2016, 17 horas

PUB

Campeonato Nacional da 2ª Divisão de Seniores de Futsal

2ª Jornada

PUB

Clube Desportivo “Os Patos” 1 – Associação Recreativa Amarense 5

“Os Patos” faziam a estreia no Campeonato, no que a jogos em casa diz respeito, e mesmo desfalcados de dois elementos de peso na sua estrutura, Apura (lesionado) e Oliveira (castigado), depois das boas indicações dadas no primeiro encontro esperava-se com alguma expetativa este embate frente ao Amarense.

PUB

Na primeira parte foi equilibrada com a máxima do futsal a ser respeitada, “Ataque, Contra-ataque”. O jogo disputou-se a um bom ritmo com as equipas a não virarem a cara à luta. Numa primeira fase o domínio do jogo foi da equipa da casa, que foi perdendo algumas (mais que o admissível) oportunidades de golo, perante um adversário que mais experiente, pareceu querer ver o que “Os Patos” tinham para mostrar. A toada com Amarense foi mais de contra-ataque, aproveitando o espaço que a equipa de Rossio ao Sul do Tejo ia dando, para lançar a velocidade das suas unidades. Várias foram as situações em que o Amarense apareceu no meio campo contrário em superioridade numérica.

Perante o desperdício caseiro no ataque, foi numa desatenção defensiva dos rubro-negros que o Amarense chegou ao golo. Bola cruzada para a área e sem marcação, Bertolo empurra para a baliza.

_mg_9487
Moura falha uma das muitas oportunidades criadas pela equipa de Rossio ao Sul do Tejo
_mg_9503
A defensiva esqueceu-se de Bertlolo e o 17 do Amarense fez o primeiro do jogo

Se até aqui o Amarense tinha preferido não se expor muito, mais à vontade ficou, pois os Patos tiveram de o fazer, e as falhas na finalização continuaram. Perto do intervalo, novo golo forasteiro, bola perto da área surge um primeiro remate, há um ressalto e o esférico sobra para um jogador branco que não perdoou. Faltavam 31 segundos para o intervalo e o golpe foi bastante sentido pelos homens de Hélder Rodrigues.

_mg_9525
Nova perdida dos rubro-negros desta feita por Ricardo Felício

Na segunda parte, tal como esperado, os Patos vieram com vontade de ir em busca do resultado, mas num contra-ataque os leirienses chegam ao 0-3, ficando a sensação que os Patos estariam para “deitar a toalha ao chão”. Não aconteceu, ainda tentaram ir em busca de um golo que desbloqueasse a sorte, mas as falhas na finalização iam-se sucedendo, conjugado com uma exibição acima da média de Lastic, guardião do Amarense. Com o 0-4 a 8’40 para jogar, ficou sentenciado o jogo. Os forasteiros ainda chegaram ao 0-5, sendo as contas do jogo fechadas por Ricardo Felício a 1’55 para jogar, na marcação de um penalti.

_mg_9546
Também André Santos entrou na contabilidade de oportunidades falhadas
_mg_9574
Só de penalti “Os Patos” chegaram ao golo

Vitória da equipa mais experiente, que soube adaptar-se aos ritmos do jogo e ao que a partida ia pedindo, perante um adversário valoroso, que enquanto foi possível tentou ir à procura de outra sorte, mas alguns erros defensivos, a má finalização e um guarda-redes intransponível não permitiram. Outra diferença notada foi alguma falta de agressividade defensiva da equipa do concelho de Abrantes, se na primeira parte fizeram quatro faltas, contra três do Amarense, no segundo tempo não fizeram nenhuma, contra cinco do adversário.

A dupla de arbitragem realizou um trabalho sem influência no resultado, embora não tenham agradado a visitados e visitantes. Disciplinarmente não agiu sobre Bertolo, que a 6´25 para jogar na primeira parte, quando ia ser ultrapassado em velocidade por Ricardo Felício, “puxa” do cotovelo para parar o jogador rossiense, isto na zona de Nelson Pedro. Quanto à condução do jogo, foram tentando parar com palavras e avisos o que algumas vezes deveria ter sido com cartão para evitar males maiores “à posteriori”, que não aconteceram porque o resultado foi disparando.

Ficha do jogo

Pavilhão Municipal do Pego

Árbitros: Nelson Pedro e Luís Oliveira

Cronometrista: Cláudio Bica

_mg_9448
Luís Oliveira, Nelson Pedro e Cláudio Bica

CD “Os Patos”

Cinco inicial: Cartaxo, Alexis, Fábio Pereira, André Santos e Dito

Suplentes: Leandro, Dani, Prates, Diogo Duarte, Ricardo Felício e Diogo Moura

Treinador: Hélder Rodrigues

CD "Os Patos"
CD “Os Patos”

AR Amarense

Cinco inicial: Lastic, Piri, João Gonçalves, Beto e Xavi

Suplentes: Pires, Matreco, Kalau, Hippy, Bertolo, Milu e Nortenho

Treinador: Pedro Silva

AR Amarense
AR Amarense

Marcadores: Ricardo Felício ; Bertolo (2), Kalau (2) e João Gonçalves

Cartão amarelo: Dito ; João Gonçalves e Matreco

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here