Futsal | “Furacão” atacante deu vitória histórica do Eléctrico sobre o Porto Salvo (C/fotos e audio)

Goleada carimbou primeira vitória do Eléctrico na Liga Sport Zone. Hoje voltou a vencer, desta vez fora de casa. O tecnico Kitó Ferreira soma dois jogos e duas vitórias à frente da equipa. Foto arquivo: mediotejo.net

ELÉCTRICO FUTEBOL CLUBE 5 – CLUBE RECREATIVO LEÕES DE PORTO SALVO 1
Liga Sport Zone – 5ª jornada
Pavilhão Municipal
Ponte de Sor
13-10-2018

PUB
Fase de assédio à baliza do Eléctrico.

Após um promissor empate contra o Sporting de Braga na última jornada, o Eléctrico recebeu os Leões de Porto Salvo em Ponte de Sôr e sob novo comando técnico de Kitó Ferreira, após a saída de José Feijão. Depois duma excelente “performance” caseira contra o Benfica, havia a expectativa de acontecer a primeira vitória na Liga Sport Zone.

Começou melhor a equipa lisboeta e aos 34 segundos obteve o primeiro golo da partida por Rúben Santos a apanhar desatenta toda a equipa pontessorense.

PUB
Rúben Santos foi o autor do golo dos Leões de Porto Salvo.

Após uns minutos de adaptação, começou o Eléctrico a criar um “turbilhão” atacante.
Logo no quarto minuto Wendell, primeiro, e Ilídio Pina depois, obrigaram Bebé a defesas difíceis. Após a cobrança de um canto Renan enviou o esférico ao poste.

Pina, Nem e Márinho tiveram nos pés boas hipóteses de empatar mas na baliza leonina estava um guarda redes de enorme valia: o internacional Bebé. A equipa que viajou de Oeiras ia tentando fechar o caminho da sua baliza e só no oitavo minuto pôs à prova o guarda redes Paulo Vitor. O remate de Fábio Aguiar foi defendido com segurança.

PUB
Remate de João Silva não encontrou a baliza de Paulo Vitor.

No minuto seguinte Wendell rematou, o guarda redes defendeu para canto. Os Leões recuperaram a bola, mas um atraso de Dura, de forma precipitada, quase dava o empate para a equipa da casa. À passagem dos dez minutos Ruizinho tem um remate de meia distância a que se opôs Bebé com qualidade.

O jogo ganhava contornos de sentido único com a equipa de Porto Salvo remetida a defesa porfiada e os da casa em busca do golo do empate. Até o guarda redes Paulo Vitor testou o colega contrário, que defendeu com os pés.

Na resposta, aos 13 minutos, Paulo Vitor teve de se aplicar para travar forte remate de meia distância. O remate de ressaca acabou por embater num defesa e sair para canto.

Guarda redes Paulo Vitor integrado no ataque.

Aos 15 minutos, o treinador Rodrigo Almeida, dos Leões de Porto Salvo, desagradado com o que via, pediu uma pausa técnica. A equipa visitante corrigiu processos e equilibrou a contenda passando a pressionar mais alto abrindo brechas defensivas aproveitadas pelos da casa.

Passado um minuto Bebé saiu a jogar como atacante, rematou, e quando Paulo Vitor ia repor rápido a bola em jogo ficou no chão a pedir assistência. A experiência matou o contra golpe…

Na reposição Rafa surgiu sem marcação no lado direito do ataque e bateu Bebé, empatando a partida.

Renan procura desarmar Ré.

Um minuto depois, já com o treinador visitante excluído da partida, Ruizinho entrou na área, pelo lado esquerdo, e à saida de Bebé marcou com remate colocado. O Eléctrico passava para a frente do marcador. Nas ondas de choque que se seguiram Ruizinho acaba por ver o segundo amarelo e ser expulso.

Os Leões de Porto Salvo, a perder, adoptaram uma atitude mais atacante e foi a vez do Eléctrico passar por alguns calafrios. Rúben Santos obrigou Paulo Vitor a defesa incompleta e Dura na recarga rematou para fora. Pouco depois foi a vez de Dura assistir Ré ao segundo poste em jogada bem desenhada. Ré chegou ligeiramente atrasado e emendou para fora.

A faltar 30 segundos para o intervalo Dura voltou a atrasar de forma deficiente, interpôs-se um contrário e valeu Bebé a defender com o peito. O intervalo chegou com um livre para os visitantes. A jogada estudada foi bem executada mas o esférico “morreu” nas mãos de Paulo Vitor.

Ao intervalo o resultado pecava por escasso para o Eléctrico tal o volume ofensivo. Bebé evitou danos maiores…

Corte no chão de Márinho sobre João Silva.

Com apenas um golo de diferença as equipa regressaram do descanso com algumas cautelas…

Passou a assistir-se a um jogo equilibrado, muito tático e com escassas oportunidades de golo. Foi preciso esperar pelos 24 minutos para assistir a uma jogada de perigo. João Silva rematou forte ao primeiro poste para defesa atenta de Paulo Vitor. No minuto seguinte foi Bocum a rematar por cima.

Aos 29 minutos, na execução dum livre, Rafael Bocum desferiu potente remate não dando hipóteses a Bebé e aumentou a expressão do marcador.

Rafael Bocum persegue Ré.

Poucos segundo passavam dos 32 minutos de jogo quando Nem recuperou uma bola perdida, assistiu o compatriota Renan que rematou de pronto. Bebé defendeu para a frente e a recarga de Renan saiu vitoriosa. A vantagem do Eléctrico começava a ganhar foros de goleada.

Internacional Bebé defende bom remate de Wendell.

Os Leões de Porto Salvo ainda acreditavam e nunca deitaram a toalha ao chão. Aos 33 minutos um livre bem batido obrigou Paulo Vitor a aplicar-se. João Silva, pouco depois, rematou ao lado com muito perigo. À passagem do quarto de hora do segundo tempo foi Ré que pôs à prova o guarda redes contrário.

O experiente Ré foi jogador em destaque nos “verdes”.

Entretanto os Leões passaram a jogar, em iniciativas atacantes, com Rúben Santos como guarda redes avançado. Esta modalidade é um “pau de dois bicos” e ambas as equipas poderiam ter marcado. Bocum, com a baliza deserta, atirou ao lado, e Ré, após boas triangulações, obrigou o guarda redes da Ponte de Sor a defesa de recurso.

A faltarem dois minutos para o final, Dura, numa reposição lateral, tentou servir Diogo Santos. A bola passada de forma deficiente encaminhou-se lentamente para a baliza deserta fixando o resultado final.

Foi um jogo interessante com um justo vencedor. O Eléctrico obteve uma vitória histórica por ser a primeira na Liga Sport Zone. Os Leões de Porto Salvo com um início de campeonato pouco consistente tem um plantel riquíssimo e irá fazer melhor.
Arbitragem muito contestada por ambos os conjuntos.

Drible curto de Nem dificulta defesa contrária.

FICHA DO JOGO

ELÉCTRICO FUTEBOL CLUBE:
Dona, Ruizinho, Rafa, Marinho, Alexandre Prates, Rafael Bocum, Wendell, Nem, Paulo Vitor, Renan, Ilídio Pina e Diogo Basílio.
Treinador: Kitó Ferreira.

Eléctrico Futebol Clube.

CLUBE RECREATIVO LEÕES DE PORTO SALVO:
Bebé, Paulinho, Bruno Marques, Fábio Aguiar, João Silva, Papa Unjanque, Dura, Ré, André Nabais, Diogo Santos, Rúben Santos e Danny.
Treinador: Rodrigo Almeida.

Clube Recreativo Leões de Porto Salvo.

GOLOS:
Rafa, Ruizinho, Rafael Bocum, Renan e a.g. Dura (Eléctrico)
Rúben Santos (Porto Salvo).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Francisco Costa, David Martins e José Gomes (AF Viseu).

Equipa de arbitragem: Francisco Costa, David Martins e José Gomes (AF Viseu).

No final fomos falar com os técnicos de ambos os conjuntos.
O treinador dos Leões de Porto Salvo, Rodrigo Almeida, escusou-se a falar e não permitiu declarações de ninguém do clube. Compreendemos mas lamentamos…

Quem teve interessante conversa connosco foi o recém chegado, vindo da Roménia, Kitó Ferreira, treinador do Eléctrico:

Kitó Ferreira-Treinador do Eléctrico Futebol Clube.

*Com David Belém Pereira (fotos).

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here