Futsal | Ferreira do Zêzere cedeu perante Caxinas e sonho de subida morre na praia (c/AUDIO e FOTOS)

Ferreira do Zêzere cedeu perante Caxinas a um minuto do fim e sonho de subida morre na praia. Foto: mediotejo.net

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA CULTURAL E RECREATIVA DAS CAXINAS 2 – SPORT CLUBE FERREIRA DO ZÊZERE 1
Prova de Acesso à Liga Placard-5ªeliminatória
Palácio dos Desportos em Torres Novas
20-09-2020

PUB

Já caíra a noite quando soou o sinal sonoro para dar início ao derradeiro encontro da prova de Acesso à Liga Placard. Em confronto as duas equipas melhor posicionadas no “ranking” da 2ª Divisão, o Ferreira do Zêzere e Caxinas, para definir no final do encontro quem acompanharia o Dínamo Sanjoanense na subida à Liga maior do futsal nacional.

Num jogo muito equilibrado, com supremacia do Ferreira do Zêzere no primeiro tempo e do Caxinas na segunda metade, um golo a cerca de um minuto do final deitou por terra as aspirações dos homens de André Guimarães. Na verdade, a Liga Placard ficaria bem representada com qualquer uma das duas equipas que se defrontaram na final de Torres Novas. O Caxinas sobe e o Ferreira do Zêzere promete lutar pela subida esta época.

PUB
Palácio dos Desporto sem público mas com jogo de qualidade e emoção.

O Ferreira do Zêzere havia eliminado a outra equipa de Vila do Conde, o Rio Ave (7-2) e o Caxinas “despachara” o Barreirense por uns concludentes 5-1.

Presentes as equipas do topo da 2ªDivisão.

O jogo iniciou-se em toada cautelosa, em velocidade moderada com as equipas a privilegiarem a segurança de modo a não permitirem o contra golpe dos adversários.
A primeira grande oportunidade de golo esteve nos pés de Hélder Ferreira que na cara de Di Fanti não conseguiu desfeitear o internacional brasileiro. Estávamos no minuto quatro da partida. A resposta dos ferreirenses chegou dois minutos depois com Diogo Simões a enjeitar uma excelente oportunidade, rematando para fora.

PUB
Diogo Simões (5) esteve perto de abrir o marcador.

O Caxinas dispunha de mais bola mas a equipa de Ferreira do Zêzere era mais perigosa com transições rapidíssimas a procurar a baliza de Joel Silva que brilhou a grande altura no disputadíssimo duelo com o ala esquerdino Diogo Simões.

Aos oito minutos, Tom, com um remate acrobático quase inaugurava o marcador o que viria a acontecer aos 10 minutos, de bola parada. Romário rematou forte na sequência dum pontapé canto e surgiu, muito oportuno, Fabrício a empurrar para as redes caxineiras. Estava aberto o marcador a meio da primeira parte com a equipa da Capital do Ovo a adiantar-se.

Fabrício festeja com Di Fanti o golo dos ferreirenses.

A equipa do Caxinas apostava no jogo de pivô e Helder Ferreira era um constante perigo na ligação de jogo ofensivo da sua equipa. Se os vilacondenses construíam mais jogo e tinham maior posse, as melhores oportunidades foram dos ribatejanos.

A três minutos do descanso surgiu uma soberana oportunidade para os caxineiros empatarem. Grande remate de Pedro Rocha para defesa segura de Di Fanti. No minuto seguinte foi a vez de Tom manter um animado despique com Joel mas o guarda redes nortenho levou a melhor.

Joel foi um gigante nas redes vilacondenses.

E assim se atingiu o intervalo com uma vantagem dos “amarelos” de André Guimarães a premiar a eficácia ofensiva. O Caxinas não se dava por vencido e os comandado de Nuno Silva prometiam lutar até à exaustão por lugar entre os “grandes” do nosso futsal.

Ferreira do Zêzere foi para o descanso o vencer.

O segundo tempo começou com com um Caxinas mais rematador a ter várias finalizações à baliza de Di Fanti. Aos 22 minutos uma bonita jogada de envolvimento com o coletivo caxineiro a funcionar foi culminada com um remate de Coco para fora, mas a passar muito perto da baliza adversária.

Com o Ferreira do Zêzere a “ver jogar”, Carlinhos assistiu Ricardo Costa para o empate.
Com seis minutos jogados no segundo tempo o Caxinas recolocava-se na partida e ameaçava fazer mais estragos.

Ricardo Costa empatou a partida.

No minuto seguinte O Ferreira do Zêzere teve o primeiro lance perigoso depois do descanso com Tukinha a rematar ao lado. Pouco depois foi a vez de Rui Fortes atirar por cima da baliza à guarda de Joel.

Com Di Fanti a jogar muito subido criando superioridade numérica o Ferreira tornou-se mais perigoso e conseguiu equilibrar a contenda. Aos 29 minutos Joel foi decisivo ao negar o golo a Rui Fortes com uma gigantesca defesa. Joel viria a ser chamado à liça novamente aos 32 minutos para parar o forte remate de Tom.

O Ferreira do Zêzere faz da sua agressividade defensiva uma arma mas essa forma de jogar tem custos…

A oito minutos do fim atingiram a quinta falta sabendo que na próxima haveria lugar a livre direto da marca dos dez metros. Jogava-se mais com o coração do que com a cabeça e a partida teve momentos emotivos, quiçá dramáticos.

Com os nervos à flor da pele a bola ia rondando ambas as balizas até que aos 39 minutos a sexta falta do Ferreira do Zêzere levou Filipe Esperança, conhecido por “Preto” no mundo do futsal, para a marca de livre direto e daí não facilitou. Bateu Di Fanti e colocou a sua equipa na Liga Placard.

Golo de Filipe “Preto” Esperança colocou o Caxinas na Liga Placard.

Com um minuto para jogar a equipa de André Guimarães pouco ou nada poderia fazer.
Ainda entrou o capitâo Tukinha para guarda redes avançado e com 5×4 ainda teve o ensejo para igualar mas num último vislumbre de coragem a “alma caxineira” não permitiu veleidades ao seu adversário.

Caxinas ascendeu à Liga Placard.

Fantástico jogo de futsal com todos os condimentos: bons executantes, boa arbitragem, fair play e organização de bom nível, respeitando as regras sanitárias. Faltou o público…

A festa foi dos caxineiros.
Apesar da derrota e do sonho adiado, os adeptos do Ferreira do Zêzere receberam a sua equipa em clima de festa e apoio incondicional. Foto: Achigãs do Zêzere

Ficha do Jogo:

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA CULTURAL E RECREATIVA DAS CAXINAS :
Joel Silva, Pedro Rocha, Nuno Vieira, Ricardo Costa e José Monteiro.
Suplentes: Tiago Sacramento, Pedro Carvalho, Raúl Moreira, Filipe Esperança, Diogo Amorim, Hélder Ferreira, Carlos Monteiro, Lúcio Rocha e Miguel Ângelo.
Treinador: Nuno Silva.

Caxinas

SPORT CLUBE FERREIRA DO ZÊZERE:
Di Fanti, David Costa, Rui Fortes, Fabrício e Romário.
Alex, Jorge, Diogo Simões, Alexis, Tukinha, Pedro Coelho, Hugo Amaro eTom.
Treinador: André Guimarães.

Golos: Ricardo Costa e Filipe Esperança (Caxinas), Fabrício (F.Zêzere).

Ferreira do Zêzere.

Equipa de Arbitragem:
Eduardo Coelho e Mário Silva. Cronometrista: João Sinval.

Arbitragem sem problemas.

No final o jornal mediotejo.net ouviu o treinador André Guimarães, que falou do jogo e assegurou que a equipa vai disputar a 2ª divisão mas com os olhos postos na subida:

André Guimarães, treinador SC Ferreira do Zêzere (foto: mediotejo.net)

Também a presidente do Caxinas, Sílvia Moreira, comentou a subida à Liga Placard deste clube que assume uma forte aposta na formação:

Torres Novas | Sílvia Moreira, presidente do Caxinas que ascendeu à Liga Placard

Publicado por mediotejo.net em Domingo, 20 de setembro de 2020

FOTOGALERIA:

*Com David Belém Pereira (multimédia).

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here