Futsal | Eléctrico venceu o Burinhosa e aproximou-se dos lugares de acesso aos play-off (c/fotos e áudio)

Saborosa vitória do Eléctrico.

ELÉCTRICO FUTEBOL CLUBE 4 – CENTRO CULTURAL RECREATIVO E DESPORTIVO BURINHOSA 1
Liga Placard – 19ª jornada
Pavilhão Municipal
Ponte de Sor
29-02-2020

PUB
Pavilhão Municipal de Ponte de Sor.

O Eléctrico, a enfrentar um mau período, com cinco derrotas averbadas em outras tantas jornadas, precisava urgentemente de vencer para continuar na luta por uma vaga nos oito lugares que darão acesso aos play-off de apuramento de campeão. Com um adversário numa posição um pouco acima na tabela, o Burinhosa, e a jogar em casa, a oportunidade era soberana e a não enjeitar.

Eléctrico vinha de cinco jogos a perder.

A equipa que viajou de Pataias, Alcobaça, também se encontra a atravessar uma má fase: não vence desde 23 de novembro, tendo empatado no entanto as duas últimas partidas e, antes desta jornada, tinha mais quatro pontos que o seu opositor. Está a dois do Viseu que ocupa, de momento, o último lugar de acesso aos play-off.

PUB
Burinhosa não vence desde novembro do ano passado!!!

O jogo começou em toada de equilíbrio, com as equipas a arriscarem muito pouco e a defenderem com “unhas e dentes”, ainda que para isso recorressem frequentemente ao jogo faltoso. Cedo ficaram “carregadas” com faltas e os “amarelos” começaram a sair do bolso do árbitro.
Aos três minutos já os capitães Renan e Espanhol viam a catolina numa nítida tentativa da equipa de arbitragem de “segurar” o jogo. Aos nove foi a vez do técnico Kitó Ferreira…

Aos três minutos ambos os capitães foram “amarelados”.

Logo a seguir Rodriguinho, o jogador mais em destaque na quadra, assistiu Milton e o sub20 do Benfica inaugurou o marcador. Kitó pediu imediatamente uma pausa técnica enquanto Marquinhos era brindado com a cartolina amarela.

PUB
Rodriguinho assistiu Milton para o primeiro golo.

À passagem do quarto de hora de um jogo com poucos motivos de interesse, mas emotivo e de grande intensidade, o técnico Alex Pinto pediu uma pausa técnica. Tentou acertar pormenores e, dois minutos depois, viu Rick empatar a partida, enquanto o Eléctrico fazia a quinta falta.

Rick marcou para o Burinhosa.

A um minuto e vinte e cinco segundos do descanso Wendell, com um remate colocado passou a sua equipa para a frente do marcador quando todos já pensavam no intervalo.
O resultado ao intervalo afigurava-se justo na medida que o Eléctrico foi a equipa mais produtiva ofensivamente num jogo com poucas oportunidades.
Já com os jogadores nas cabines, os adjuntos de ambas as equipas alteraram-se com a equipa de arbitragem e receberam ordem de expulsão.

Jogo intenso com poucos golos.

O recomeço não trouxe nada de novo. Nem a rotação de jogadores…
Com o Eléctrico na frente do marcador e a defender bem o Burinhosa não ia conseguindo os seus objetivos.
O técnico Alex Pinto achou que tinha de arriscar mais e foi o que fez.
Aos 36 minutos adoptou o 5X4 com Ciro no papel de guarda redes avançado.

Guarda redes do Burinhosa deu o lugar a Ciro no 5X4.

O tiro saiu pela culatra. Com a equipa da casa muito focada, o primeiro roubo de bola foi fatal para as aspirações da equipa do Oeste.
Rodriguinho, desde a sua área, visou a baliza deserta do outro lado da quadra e aumentou a contagem.
A segundos do final da partida o mesmo Rodriguinho repetiu o gesto fixando o resultado em 4-1, favorável aos alentejanos.

Rodriguinho bisou, fixando o resultado.

Com este resultado, justo, diga-se, o Eléctrico ficou a um ponto do seu oponente desta jornada e a ” morder os calcanhares” ao Viseu que joga com o Sporting.
Este foi um jogo em que o 5X4 funcionou “ao contrário”, penalizando a equipa que investe no ataque.
A equipa da casa soube aproveitar e assenta-lhe bem a vitória.
Arbitragem com decisões muito contestadas algo “dejá vu” em Ponte de Sor esta época.

Dificuldades acrescidas para o árbitro.

FICHA DO JOGO

ELÉCTRICO FUTEBOL CLUBE:
Cristiano, Rodriguinho, Wendell, Renan Fuzo e Bello.
Suplentes: Dona, Diogo Basílio, Filipe, Xandinho, Pegacha, Milton, Bruno Graça e Mimi.
Treinador: Kitó Ferreira.

Eléctrico Futebol Clube.

CENTRO CULTURAL RECREATIVO E DESPORTIVO BURINHOSA:
João Azevedo, Russo, Rick, Ciro e Espanhol.
Suplentes: Welton, Marquinhos, Kiko, Daniel Silva, Paulo Ferreira, Francisco Fernandes e Duarte Almeida.
Treinador: Alex Pinto.

Centro Cultural Recreativo e Desportivo Burinhosa.

GOLOS:
Rodriguinho (2), Milton Dias e Wendell (Eléctrico); Rick (Burinhosa).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Nuno Pereira (AF Coimbra) e Pedro Costa (AF Coimbra), cronometrista: Filipe Duarte (AF Lisboa).

Equipa de Arbitragem: Nuno Pereira (AF Coimbra) e Pedro Costa (AF Coimbra), cronometrista: Filipe Duarte (AF Lisboa).

No final ouvimos os treinadores:

“Kitó” Ferreira, treinador do Eléctrico de Ponte de Sor.

 

Alex Pinto-Treinador do Burinhosa.

*Com David Belém Pereira (fotos e áudio).

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here