- Publicidade -

Futsal | Eléctrico recupera desvantagem de três golos e empata com Braga  

Num fim de semana com muitas emoções na Liga Placard, o pontapé de saída na 23.ª ronda da Liga Placard foi dado em Ponte de Sôr, com o Eléctrico FC a empatar a quatro golos diante do SC Braga/AAUM. A equipa orientada por Kitó Ferreira perdia por 1-4 ao intervalo e quase conseguia uma reviravolta épica, num jogo eletrizante.

- Publicidade -

Com este resultado, ambas as equipas permanecem nas mesmas posições da tabela classificativa (oitava e nona posições) com vantagem de um ponto para o Eléctrico FC, que tem menos um jogo. O Eléctrico, que soma 31 pontos, joga no dia 27, sábado, no pavilhão do Portimonense, atual 6º classificado, com 37 pontos.

Por sua vez, o ADCR Caxinas Poça Barca venceu, por 4-1, na receção ao Viseu 2001. Esta vitória garante mais três pontos à formação nortenha, mas não a tira do 10º lugar.

- Publicidade -

Num encontro que colocava em campo o 3.º e 4.º classificado, AD Fundão e Modicus Cartest registaram uma igualdade a três golos. Desde modo, a formação da Beira Baixa conservou a vantagem, somando agora 40 pontos, mais um do que o conjunto de Sandim.

O Leões de Porto Salvo aproveitou o empate do Modicus e igualou-o no 4.º lugar, ambos com 39 pontos, depois da vitória frente ao Futsal Azeméis by Noxae, por 6-3. A equipa de Oliveira de Azeméis, por seu turno, segue em 13.º, com 17 pontos.

Por fim, destaque também para o triunfo do Quinta dos Lombos sobre o Dínamo Sanjoanense, por 5-4. A turma da zona de Carcavelos ocupa a 11.ª posição, com 23 pontos, ao passo que o conjunto de São João da Madeira permanece em último, com oito.

Os restantes jogos da jornada estão agendados para 24 de fevereiro (Sporting – Candoso; Portimonense – Benfica), devido à participação de águias e leões na Liga dos Campeões de futsal.

c/FPF

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).