- Publicidade -

Sexta-feira, Janeiro 21, 2022
- Publicidade -

Futebol/Inatel | Figueirense sagra-se campeão distrital em jogo emotivo (C/FOTOS/AUDIO)

GRUPO DESPORTIVO E CULTURAL DE SEIÇA 2 – JUVENTUDE UNIÃO FIGUEIRENSE   3

Equipas saudam o muito público presente
- Publicidade -

Campeonato Distrital de Santarém do INATEL – Série 1- Final
Estádio Papa Francisco
Fátima
21-05-2017

Equipa de arbitragem, chefiada por João António e capitães de equipa

Foi uma final emotiva com uma moldura humana entusiasta e duas equipas com um valor inquestionável. De um lado o Seiça (Ourém), campeão nacional em título, e do outro o Figueirense (Coruche), vencedor da Taça Amizade, já esta época.

- Publicidade -

Ainda as equipas estavam em fase de estudo quando o Seiça beneficiou de livre perigoso, descaído pela direita, mas com o remate a sair ao lado. Iam decorridos quatro minutos.

Assédio do Seiça à baliza do Figueirense

Após esta ameaça o jogo começou a ser mais disputado a meio campo procurando as equipas transições seguras como forma de alvejar a baliza contrária.

- Publicidade -

Aos 8 minutos, numa dessas jogadas de envolvimento, a bola cruzada com peso, conta e medida encontra a cabeça de Cavaco que não perdoou e abriu o marcador para o Figueirense.

Lance de ataque do Figueirense

Com as equipas encaixadas os duelos a meio campo sucediam-se mas as oportunidades de golo eram escassas. Aos 16 minutos a equipa do concelho de Ourém consegue chegar à linha e cruzar da direita. Na área toda a gente falhou a emenda permitindo, no entanto, um segundo remate que foi intersectado. No minuto seguinte, numa jogada tirada a papel químico da do primeiro golo, a equipa do concelho de Coruche chega ao segundo, novamente com Cavaco a revelar-se letal.

O Seiça continuava com dificuldade em explanar o seu jogo quando aos 28 minutos se pediu grande penalidade na área figueirense. O árbitro João António, bem colocado, mandou seguir. O Seiça tentava remar contra a maré mas esbarrava na defesa bem escalonada do Figueirense. No entanto conseguiu espaço para bom remate aos 34 minutos. Xico opôs-se com segurança.

Jogo emotivo com bons duelos individuais

A primeira parte terminaria com livre direto para a equipa campeã nacional, em boa posição mas o remate ficaria na barreira. O descanso chegou deixando no ar a sensação duma Juventude Figueirense a praticar melhor futebol e um Seiça a entrar mal no jogo permitindo o avanço do adversário no marcador. Resultado certo ao intervalo.

As equipas regressaram do descanso sem alterações. E a segunda parte começou com o terceiro golo da equipa de amarelo com Bruno a faturar e a criar um enorme problema ao Seiça. Com meia parte para jogar e a perder por três golos o Seiça tornou-se mais acutilante e arrancou para uma boa exibição. Os lance sucederam-se junto à baliza defendida por Xico, sendo carregado em falta aos 46 minutos em lance aparatoso. No minuto seguinte o Seiça dispõe de nova oportunidade com a cabeçada a passar ao lado.

Seiça com uma boa segunda parte minimizou estragos

O Figueirense apelava à tranquilidade e veterania dos seus jogadores mais recuados para ir parando as investidas contrárias. Espreitava, sempre que possível, uma oportunidade de chegar ao outro lado do campo e à passagem  da hora de jogo criou perigo em cruzamento remate que passou perto do travessão. Porfiava a equipa de verde e foi premiada com o almejado golo, no minuto 66, por Filipe.

Beco alveja a baliza de Xico com oposição de João Paulo

Animavam-se as hostes ourienses e a equipa respondia com boas jogadas de ataque.
E chegou mesmo ao segundo golo, aos 73 minutos, por Évora, num livre direto, ficando a sensação de que Xico poderia fazer melhor. Com pouco tempo para jogar e o desgaste a apossar-se dos jogadores apenas um lance, logo após o golo, levou perigo à baliza do Figueirense mas o remate defeituoso não acrescentou nada de novo ao jogo.

Xico foi carregado em falta por Filipe

Quando o árbitro João António apitou pela última vez estava encontrado o novo campeão distrital: o Juventude União Figueirense que assim fez a “dobradinha”…

Juventude União Figueirense festeja no relvado com os adeptos

Jogo emotivo, com uma primeira parte de bom nível do novo campeão, com excelente resposta do Seiça na segunda parte. Boa arbitragem.

Xico ergue a Taça de Campeão do INATEL 2016-2017

FICHA DO JOGO

Grupo Desportivo e Cultural de Seiça

GRUPO DESPORTIVO E CULTURAL DE SEIÇA:
Toné, Polinho, Fuma, Reis (Rodrigo), Rui Reis (Luís Lopes), Angelo, Évora, Beco, J.P., Gonçalo (Julien) e Filipe.
Suplentes: Teddy, Renato, Rodrigo, Octávio, Pedro Lopes, Luís Lopes e Julien.
A opinião do treinador, Armando Pessoa:

 

Juventude União FigueirenseJUVENTUDE UNIÃO FIGUEIRENSE:
Xico, Santinho (Filipe), Cacheta, Ferreira, João Paulo, Franklim, João Nunes (Diogo), Lino (Micael), Rafa, Bruno (Nuno) e Cavaco (Zeca).
Suplentes: Robalo, Filipe, Nuno, Zeca, Diogo, Pedro e Micael.
Treinador, Simão Fortio [o Registo Magnético (RM) estava inaudível, problemaa técnicos que lamentamos]

Presidente da Câmara Municipal de Coruche, Francisco Oliveira

A opinião do Presidente da Câmara Municipal de Coruche Francisco Oliveira:

GOLOS: Filipe e Évora (Seiça); Cavaco (2) e Bruno.
EQUIPA DE ARBITRAGEM:
João António, Paulo Moreira e Manuel Simão; Manuel Peixinho (4º árbitro)

A opinião de João António, árbitro da final do Inatel 2016/2017:

 

AS FOTOS DA FESTA DO FUTEBOL/INATEL 2016/2017

Fotos de David Pereira e Jorge Santiago.

 

 

 

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome