Futebol | Vitória justa do Oleiros sobre o Mação com números que pecam por excesso (C/fotos e audio)

Jogo de Oleiros teve bons momentos.

ASSOCIAÇÂO RECREATIVA E CULTURAL DE OLEIROS 4 – ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO 0
Campeonato de Portugal-Série C-7ªjornada
Estádio Municipal
Oleiros
07-10-2018

PUB

Estádio Municipal de Oleiros.

No bonito Estádio de Oleiros encontraram-se duas equipas a necessitarem urgentemente de pontuar e a curiosidade maior residia em verificar como iria reagir a equipa de Mação à mudança no comando técnico. Rui Gaivoto não foi nada conservador e apresentou muitas alterações quer no desenho da equipa quer nos protagonistas. Apresentou-se num 4X5X1 dinâmico passando a 3X5X2 aquando de posse de bola, sempre com Patrick como unidade mais adiantada.

Na verdade, a equipa maçaense entrou mal no jogo e o Oleiros, com alas muito rápidos e um avançado, Rafa, a evidenciar-se, começou a causar desconforto à defesa visitante. Logo no terceiro minuto Bruno rematou já dentro da área resultando no primeiro canto do desafio.

PUB

Pouco depois, aos sete minutos, foi a vez de Rafa testar os reflexos de Chico Sousa. No minuto seguinte Chico voltou a parar o remate de André Farinha. O golo fazia-se anunciar…

Aos nove minutos um enorme “balão” desde o reduto defensivo da equipa da casa foi apanhar Rafa junto à lateral direita num lance, aparentemente, inofensivo. Araújo facilitou e Rafa cruzou para o coração da área onde surgiu Sapara a encostar e a inaugurar o marcador.

Simão Moreno tenta travar mais uma ofensiva do Oleiros.

O Mação, pese o facto de ter muita gente no “miolo”, não conseguia ter a posse da bola e os passes falhados impediam a construção. Vivia muito dos “raides” de Patrick, sempre muito desacompanhado. A subida dos laterais, principalmente de Simão Moreno, deixava a defesa exposta a contra golpes perigosos.

Rafa sempre que tinha um aberta rematava com a propósito. Foi o que fez à passagem do 16º minuto. Paulatinamente a equipa da Catedral do Presunto ia sacudindo a pressão.
Ganhou um canto aos 20 minutos que a defesa da casa prontamente afastou, para pouco depois Luís Alves ter um remate que obrigou o guarda redes Miotty a boa defesa.

Miotti manteve inviolada a sua baliza.

O minuto 32 foi de alta emoção em Oleiros. Patrick, numa das suas arrancadas, entrou na área pelo lado esquerdo ganhou metros e quando tentava fugir a Miotty este terá tocado no nº 10 maçaense. O árbitro marcou penalti debaixo dum coro de protestos. O treinador Natanael Costa ter-se-á excedido e o árbitro deu-lhe ordem de expulsão.

Com os ânimos serenados, Patrick, encarregue da conversão, atirou para o lado esquerdo da baliza de Miotty, mas por fora. O Mação enjeitou uma excelente ocasião para repor a igualdade.

Patrick muito só na frente de ataque do Mação.

Este lance “espicaçou” o orgulho dos “amarelos” de Mação. Aos 37 minutos, num livre frontal, Bruno Lemos obrigou Miotty a grande defesa para canto. Na conversão do respetivo pontapé de canto, Araújo rematou com muito perigo mas por cima.

À passagem do minuto 41 foi Luís Alves, num pontapé de ressaca, após um canto, a fazer passar o esférico perto dos ferros. Na resposta, Tak tem um bom remate, de meia distância, a que se opôs Chico Sousa.

Com o tempo a esgotar-se a defesa serrana “esticou” o jogo para junto da área visitante onde Rafa ganhou no “ombro a ombro” com o capitão Esteves. À saída de Chico Sousa elevou a contagem para dois golo sem resposta. Ao intervalo o resultado ajustava-se e o estreante técnico Rui Gaivoto teria de fazer algo para inverter o rumo dos acontecimentos.

Estranho “bailado” de Patrick e Jimmy.

Como se supunha, Rui Gaivoto lançou Sérgio e Lucas após o descanso, adotando o Mação um xadrez parecido com o habitual, alargando a frente de ataque. E logo no recomeço um cruzamento de Patrick criou confusão na área oleirense e um defesa teve um corte que acabou por encontrar Miotty.

As alterações efectuadas criaram algum equilíbrio no jogo e a posse de bola passou a estar repartida. Jogava-se longe das balizas e os lances de perigo eram escassos. Nesta altura a aposta eram as bolas paradas.

PUB
Centrais do Mação com tarde de muito trabalho.

O Mação ganhou muitos cantos, improdutivos porém. Lucas e Araújo foram os que mais perto estiveram de marcar, já para lá dos 65 minutos. A letargia do Oleiros foi quebrada, aos 75 minutos, com uma excelente iniciativa de Sapara que entrou na área, ganhou terreno em posição lateral e quando tinha colegas no centro da área a pedirem a bola, decidiu, à saída de Chico Sousa, rematar à malha lateral, mas por fora.

Pouco depois o Mação dispõe de um livre e o cruzamento bem medido de Bruno Lemos obrigou a defesa da casa a ceder canto.

Bruno Lemos disputa o lance com o coreano Tak.

À passagem dos 80 minutos Bruno Lemos voltou a cobrar novo livre e desta feita foi Miguel Luz a cabecear por cima. Respondeu o Oleiros com Ivan, entrado na segunda parte mas muito activo, a executar um chapéu ao guarda redes Chico Sousa mas com excesso de altura. Aos 84 minutos o Oleiros beneficiou de um canto e Rafa saltou mais alto que toda a gente e de cabeça carimbou o terceiro da equipa da casa.

Rafa cabeceia para fazer o 3-0.

O pouco tempo que restava nada podia trazer de novo. Puro engano…
Em cima do apito, aos 89 minutos, Ivan foi à linha de fundo cruzar rasteiro para Rafa que vinha a entrar e este limitou-se a empurrar para encerrar as contas: quarto golo dos serranos e “hat trick” de Rafa que fica na história como o “homem do jogo”.

Rafa encosta para o “hat trick” e quarto do Oleiros.

Arbitragem com alguns equívocos mas sem influência na repartição de pontos.
Ficaram-nos dúvidas no lance da grande penalidade.

Rafa, com três golos, foi o “homem do jogo”.

FICHA DO JOGO

ASSOCIAÇÂO RECREATIVA E CULTURAL DE OLEIROS:
Miotti, Farinha (Rildo), Guilherme, Djaló, Gaião, Charles, Bruno, Jimmy, Tak (Ivan), Rafa e Sapara (Dontaye).
Suplentes não utilizados: Luís Pedro, Telmo, Vilmar e Tiago Costa.
Treinador: Natanael Costa.

Associação Recreativa e Cultural de Oleiros.

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO:
Chico Sousa, Esteves, Gonçalo Lélé, Bernardo Bento (Lucas Reis), Miguel Luz, Simão Moreno, Bruno Araújo, Luís Alves (Sérgio Nogueira), Bruno Lemos, Patrick e Tiago Vieira (Glady).
Suplentes não utilizados: Renan, Tenta Maeda, Rodrigo e João Marchão.
Treinador: Rui Gaivoto.

Associação Desportiva de Mação. Foto de arquivo mediotejo.net

GOLOS: Rafa (3) e Sapara (Oleiros)

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
André Mendes, Nuno Lourenço e Paulo Silva (AF Leiria).

Equipa de arbitragem: André Mendes, Nuno Lourenço e Paulo Silva com os capitães.

DISCIPLINA
Cartão amarelo: Bruno, Rafa e Sapara (Oleiros); Gonçalo Lélé e Lucas Reis (Mação).

No final fomos ouvir os treinadores:

Natanael Costa-Treinador do Oleiros.

 

Rui Gaivoto-Treinador do Mação.

*Com David Belém Pereira (fotos).

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here