Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Agosto 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol | Vitória do Pego sobre “Caixeiros” renova esperança na manutenção

Equipas saúdam o público presente

- Publicidade -

CASA DO POVO DO PEGO 1 – GRUPO DE FUTEBOL DOS EMPREGADOS DO COMÉRCIO 0
Campeonato Distrital da 1ª Divisão
Campo de Jogos 
Pego
09-04-2017

Naquele que poderá ser o último jogo de séniores disputado no pelado do Campo de Jogos de Pego, numa tarde de sol, calor e ventosa, encontraram-se duas equipas com estados de alma diferentes.
 O Empregados do Comércio, com a manutenção assegurada, valorizou a vitória tangencial do Pego, ainda a lutar por esse desiderato.

- Publicidade -

Ainda as equipas se estudavam e já os “caixeiros” ensaiavam forte remate do meio da rua mas por cima. O relógio marcava 10 minutos de jogo.
 No minuto seguinte Gustavo entra em velocidade na área contrária e é carregado de forma aparatosa. Castigo máximo que o capitão Tiago Marchante marcou de forma irrepreensível batendo Fábio.

Tiago Marchante marcou, de penalti, o único golo do jogo

O jogo ganhou outra movimentação e começou a ter algumas situações de golo eminente.
 Os forasteiros, de livre, aos 18 minutos obrigaram Daniel a defesa apertada. Dois minutos depois, novo livre com a bola a viajar por cima do travessão da equipa da casa.
 Aos 21 minutos são os pegachos, também de livre, a obrigar Fábio a trabalho apurado.

Na resposta a equipa da capital do distrito tem uma rápida incursão pelo lado esquerdo com a bola a parar nas mão do guarda redes contrário. 
O jogo ganhava alguma agressividade e as faltas sucediam-se…
 Os azuis ganham novo livre, descaído sobre a sua direita, a bola sobrevoa toda a área causando calafrios aos da casa.

Estávamos a meio da primeira parte.
 O Pego, aos 33 minutos, beneficia de canto, bem executado, com Danilo a cabecear por cima.
 No minuto seguinte boa iniciativa dos forasteiros, com várias unidades na zona de remate, mas o árbitro a interromper por falta atacante. 
Aos 37 minutos uma perda de bola no meio campo dos amarelos permitiu rápido contra ataque e com três para três foi desperdiçado por João Mário com remate para fora.

Fase de maior assédio dos “caixeiros” à baliza de Daniel

Resposta pronta do Pego com Luis Ferreira a rematar por alto.
 Estávamos em tempo de intervalo.
 O treinador Mário Ruas fez descansar Kebler, já amarelado e entrou para o seu lugar Tiago Batista.
 Entrou melhor a equipa de Santarém, empurrando o adversário para dentro do seu reduto defensivo, criando várias situações de perigo e ganhando cantos sucessivos. Foi neste período que lhe viram ser anulado um golo por fora de jogo.
 A equipa da Casa do Povo do Pego controlou a ansiedade e equilibrou a contenda.

Começou a aparecer com perigo junto à baliza contrária e aos 54 minutos Gustavo, em boa posição, cabeceou ao lado.
 O minuto 13 poderia ser fatídico para as pretensões dos visitantes. Danilo atirou à base do poste da baliza de Fábio e na sequência do lance aparece Umaro caído na área. Reclamou-se castigo máximo mas o àrbitro Diogo Vicente, bem posicionado, nada assinalou.

O jogo ganhou contornos de equilíbrio e passou a ser jogado mais ao meio campo.
 Aos 72 minutos Cabul isola-se e à saída do guarda redes atira em jeito, de forma algo displicente e quando a bola se encaminhava lentamente para a baliza deserta aparece um defesa contrário a resolver o lance. Grande perdida.
 Quando jogo caminhava para o final e o vigor já não era o mesmo, isola-se Danilo, entra na área e com um remate bem executado proporciona a Fábio a defesa da tarde.
 Faltavam jogar 10 minutos mais quatro de compensação.

Cabul mostrou ser bom reforço e muito do futebol passou pelos seus pés

E foi no primeiro minuto dessa compensação que Danilo, ao segundo poste, desperdiça soberana oportunidade para ampliar a vantagem.
 O árbitro apita para o final dum jogo emocionante, com entrega dos intervenientes a premiar o muito público que se deslocou ao Campo de Jogos de Pego.

Vitória justa da equipa da Casa do Povo de Pego pelas oportunidades e pela atitude de combate.
 A equipa dos Empregados do Comércio, muito jovem mas valorosa, talvez merecesse o empate.
 Boa arbitragem, sem erros de monta, serena mesmo com os ânimos exaltados, tentando evitar os cartões até ao aceitável. O árbitro principal foi bem auxiliado mostrando-se uma equipa coesa.

A opinião de Mazo, técnico do Pego:

Treinador Mazo (CPPego)

FICHA DO JOGO

CASA DO POVO DE PEGO:
Daniel, David, Basílio, Pedro Almeida, Luis Ferreira, Tiago Marchante, Tiago Silva, Cabul, Umaro, Danilo e Gustavo (Pisco).
Suplentes:
Guilherme, Pisco e Henriques
Treinador:
Mazo

GRUPO DE FUTEBOL DOS EMPREGADOS DO COMÉRCIO:
Fábio, Formiga, Rui Simões, Miguel Calisto, Marius, Dany, Gabri, Kebler (Tiago Batista), João Mário, Afonso (Diogo) e Merlo.
Suplentes:
Ruben, Catoja, Ricardo Lopes, Diogo, Godinho, Serginho e Tiago Batista.
Treinador:
Mário Ruas
GOLO:
Tiago Marchante (CPPego)

Equipa de Arbitragem:
Diogo Vicente, Henrique Paula e André Clemente

Ação disciplinar
Cartão amarelo: Gustavo (CPPego); Dany, Gabri, Kebler e Merlo (E.Comércio)

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome