Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Outubro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol | U.Santarém vence no Tramagal e assume candidatura à subida (c/fotos e audio)

TRAMAGAL SPORT UNIÃO 2 – UNIÃO DESPORTIVA DE SANTARÉM 4
Campeonato Distrital AFS – 2ª Divisão – Apuramento do Campeão e subida
Campo Comendador Eduardo Duarte Ferreira
Tramagal
25-04-2018

- Publicidade -

Tramagal ao ataque.

Numa tarde primaveril o Comendador encheu-se de público afecto a ambas as equipas que não regateou apoio e aplausos aos seus jogadores. No relvado estavam duas das melhores equipas deste campeonato. A da casa, a fazer uma época como há muito não se via, e a que viajou da capital do distrito, candidata assumida à subida, recheada de jovens muito talentosos.

- Publicidade -

Estavam reunidas as condições para uma partida de emoções fortes e resultado incerto. Ainda ecoava no Comendador o apito inicial de Hugo Silva e já o União de Santarém se adiantava no marcador, na bola de saída, por David, a explorar a desatenção da defesa da casa. O cronómetro assinalava os 19 segundos de jogo !!!

David inaugurou o marcador aos 19 segundos !!!

Este golo madrugador obrigou ambos os técnicos a rever as estratégias montadas para o jogo. Quando o Tramagal tentava carrilar jogo para o ataque uma perda de bola a meio campo permitiu aos velozes dianteiros da equipa forasteira um rápido contra golpe a que se opôs Chico Ferreira com valentia, cedendo canto.

Chico Ferreira brilha a remate de Fabinho.

Os escalabitanos adoptaram uma atitude mais expectante, entregaram a iniciativa ao Tramagal mas com muita segurança defensiva iam espreitando a oportunidade de lançar rápidos contra ataques. Jogava-se muito sobre a zona central do terreno com os comandados de Rui Horta a terem muita dificuldade de progressão.

Bruno Morais ganha sobre um adversário.

Aos 16 minutos David Nunes consegue entrar com a bola dominada na área contrária e aparece no solo. O árbitro Hugo Silva, bem posicionado, decidiu-se por assinalar falta atacante.
Foi necessário esperar dez minutos para ver nova situação de perigo na área “metalúrgica” quando Fabinho rematou forte para defesa a punhos de Chico Ferreira para canto.

Aos 29 minutos o União viu ser-lhe anulado um golo por posição irregular de David. O lance não mereceu contestação. Pouco depois David Nunes ensaiou a meia distância mas a bola ganhou altura e passou sobre o travessão da baliza à guarda de Coli.

Aos 33 minutos, em jogada de entendimento, Gonçalo Fernandes ficou na cara do guarda redes e rematou contra este ganhando um canto. Estavam os azuis por cima do jogo quando um roubo de bola permitiu lançar a velocidade de Noque que frente a frente com Chico Ferreira não perdoou e aumentou a vantagem, aos 38 minutos.

Noque, com dois golos, fica na história da partida.

Já em tempo de descontos Rui Matos tentou a sorte de longe mas o esférico perdeu-se pela linha de fundo, por alto. O intervalo chegou com os dois golo de vantagem a deixarem a promessa à equipa da casa de muito trabalho para inverter o rumo dos acontecimentos.

Capitão Gonçalo Fernandes organiza o ataque do TSU.

O segundo tempo começou em tom de algum equilíbrio com a bola a circular muito tempo pela zona central do terreno.
Aos 55 minutos o Tramagal conquistou um livre ainda longe da área. David Nunes cabeceou por cima.

Na resposta, aos 59 minutos, o União ganhou um livre e Iaiá voltou a testar a atenção do guarda redes Chico Ferreira.
O jogo estava morno quando Rui Costa deu um abanão. Isolou-se e à saída de Coli executou um remate em arco, conseguindo um golo de belo efeito e relançando a partida.

A esperança do clube da borboleta durou cinco minutos.
À passagem da meia hora uma falha defensiva da equipa da casa permitiu a Ricardo, acabado de entrar, a obtenção de novo golo e a reposição dos dois tentos de diferença.

Ricardo bateu Chico Ferreira pela terceira vez.

Aos 85 minutos, com a equipa da casa balanceada para o ataque, o União de Santarém lançou uma bola longa para Noque. Com uma recepção perfeita e um toque subtil encerrou a contagem para a sua equipa e “matou” o jogo. Em cima do tempo regulamentar o Tramagal ficou reduzido a dez unidades por expulsão de Singéis, entrado na segunda parte, por conduta anti desportiva.

Tramagal vendeu cara a derrota.

Com cinco minutos de compensação para jogar Fabinho ainda tentou o quinto, de cabeça mas para as luvas de Chico Ferreira.
Com o tempo esgotado o Tramagal beneficiou dum livre direto e Bruno Barata bateu forte para o coração da área. O guarda redes Coli parecia dono da situação mas uma abordagem deficiente permitiu à equipa da casa reduzir.

Pouco depois Hugo Silva mandou toda a gente para os balneários.
Jogo competitivo com um vencedor justo. O Tramagal contrariou a equipa adversária durante largos períodos mas ganha quem marca mais golos…

Arbitragem sem lances de difícil análise esteve em bom plano. Pactuou com a recorrente perda de tempo da equipa de Santarém. Hugo Silva foi criticado pelo treinador Rui Horta já nesta quinta feira nas redes sociais.

Árbitro Hugo Silva acompanhou os lances de perto.

FICHA DE JOGO

TRAMAGAL SPORT UNIÃO:
Chico Ferreira, Rui Matos, Nalha, Rui Oliveira (Tonicha), Condeixa, Gonçalo Fernandes, Bruno Morais, Rui Costa, Pisco (Singéis), David Nunes e Tiago Leonardo (Bruno Barata).
Suplentes não utilizados: Jaime, Artur e Alex.
Treinador: Rui Horta.

Tramagal Sport União.

UNIÃO DESPORTIVA DE SANTARÉM:
Coli, Iaiá, Fred, Bexiga (Ricardo), Noque, Benjamin (Duarte), Neves, Gabry (Tiago Melro), Fabinho, David e Praia.
Suplentes não utilizados: Nuno, Jonas, João Anjos e Afonso.
Treinador: Mário Ruas.

União Desportiva de Santarém.

GOLOS: Rui Costa e Bruno Barata (Tramagal); David, Noque (2) e Ricardo.

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Hugo Silva, Rui Cabeleira e Francisco Pereira.

Equipa de arbitragem: Hugo Silva, Rui Cabeleira e Francisco Pereira com os capitães.

No final do encontro ouvimos ambos os técnicos:

Rui Horta-Treinador do TSU.

 

Mário Ruas-Treinador do U.Santarém.

*Com David Pereira (fotos).

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome