Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol | Tramagal vence Aldeiense e garante lugar na fase final (c/fotos e audio)

TRAMAGAL SPORT UNIÃO 2 – ASSOCIAÇÃO CULTURAL E DESPORTIVA ALDEIENSE 1
Campeonato Distrital AFS- 2ª divisão- série A- 15ªjornada
Campo Comendador Eduardo Duarte Ferreira
Tramagal
04-03-2018

- Publicidade -

Tramagalenses celebraram o apuramento.

No Comendador, com bastante público apesar da chuva, apresentaram-se duas equipas com a ambição de amealhar pontos de modo a estarem presentes na fase de apuramento do Campeão e subida de divisão. O Tramagal, líder da série A, recebeu a equipa da vizinha Aldeia de Santa Margarida, Constância, que apresentava algumas ausências de vulto.
A qualidade das equipas, o entusiasmo nas bancadas e a motivação faziam antever um bom jogo de futebol. Não desiludiu.

- Publicidade -

Começou melhor o Aldeiense a instalar-se no meio campo dos “azuis” mas sem criar perigo.

Romero com “escolta” de Singéis e Gonçalo.

Rapidamente o Tramagal sacudiu a pressão e aos oito minutos conquistou o primeiro canto, inconsequente. À passagem do quarto de hora um livre bem batido pela equipa da casa obrigou o guarda redes Joel a defesa incompleta.Na ressaca Rui Oliveira rematou fraco.

O jogo desenrolava-se sobre o meio campo com bons duelos individuais. As equipas tinham dificuldades acrescidas nos lançamentos longos já que a relva molhada imprimia uma velocidade excessiva ao esférico.

Muita água no relvado prejudicou desempenho dos atletas.

Aos 20 minutos a bola chegou a Singéis, enquadrou-se com a baliza e rematou forte não dando hipóteses a Joel de parar o disparo. O marcador foi, assim, desbloqueado provocando uma explosão de alegria no Comendador.

Singéis já rematou e Joel está batido.
Estava inaugurado o marcador.

O Tramagal adiantou-se e dois minutos depois o remate, em jeito, de David Nunes voltou a passar perto. À meia hora de jogo foi a vez de Rúben, entrado minutos antes para o lugar do lesionado Hugo Marques, rematar rasteiro para defesa atenta de Chico Ferreira.

O jogo voltou a uma toada de equilíbrio a meio campo, com as equipas tentando surpreender pela velocidade. Aos 39 minutos Bruno Barata tentou bater Joel mas a bola saiu muito por cima.
O tempo que restava para o descanso foi emotivo com a bola a rondar ambas as balizas.

Joel defende apesar de carga de Condeixa.

Rui Oliveira, aos 42 minutos, de cabeça, não deu o destino pretendido e a bola perdeu-se pela linha de fundo.
Respondeu o Aldeiense, por José Oliveira, que com o ângulo fechado rematou às malhas laterais da baliza de Chico Ferreira.

Em cima do tempo regulamentar, a equipa do concelho de Constância, na transformação de um livre, deixou Ulisses em boa posição para cabecear mas a bola saiu acima do travessão.

O árbitro resolveu compensar tempo de paragem e com 46 minutos Singéis tem um primeiro remate que Joel parou com dificuldade. Na recarga o mesmo Singéis rematou ao poste.
Estava cumprido o primeiro tempo de um jogo agradável de seguir com um resultado que se aceitava.

Festa do primeiro golo dos “azuis”.

A segunda parte começou com um remate de longe do jovem Rui Oliveira decidido a deixar a sua marca no jogo. Joel defendeu.
Aos 52 minutos o Tramagal beneficiou dum livre, muito longe da àrea da equipa forasteira.

A bola, batida de forma tensa, foi desviada por Rui Oliveira, de cabeça, de forma subtil, só parando no fundo das malhas.

Rui Oliveira defendeu bem e marcou o segundo golo da sua equipa.

O Tramagal passava a ver a vantagem aumentada e começava a gerir essa vantagem apostando na segurança defensiva.
Rui Horta, técnico da equipa da casa, tirou o “amarelado” Tonicha e deu a possibilidade de estreia a Nalha. Recorde-se que Nalha (ex-Riachense) estava parado depois do grave acidente que sofreu nos incêndios do Verão passado. Um regresso que se saúda.

Com dois minutos em campo foi chamado a desfazer um livre do Aldeiense que levava perigo ao extremo reduto “metalúrgico”.
Na resposta, com o cronómetro a assinalar a hora de jogo, foi a vez de Bruno Barata, isolado na cara de Joel, levar a bola a esbarrar no poste.

Três minutos depois novo livre para os “amarelos” obrigou Bruno Morais a aplicar-se para esconjurar a ameaça. Estava vivo o jogo com o esférico a viajar dum lado ao outro do campo. Muita entrega de ambos os conjuntos fazia as delícias dos adeptos que não paravam de incentivar os atletas.

Rui Costa e Daniel lutam pela posse da bola.

Aos 69 minutos o Tramagal sofreu uma enorme contrariedade. Singéis isolou-se e com Joel pela frente adiantou-lhe a bola caindo na área. O juiz do encontro, Roberto Felisberto, entendeu que Singéis simulou grande penalidade e mostrou-lhe, pela segunda vez, o cartão amarelo, e correspondente vermelho.

Com menos uma unidade em campo foi tempo para a equipa de Rui Horta se reorganizar. Apesar da desvantagem numérica não se privou de atacar e com perigo.

Regresso em grande de Gonçalo Fernandes após lesão.

Aos 79 minutos Rui Matos, em tarefas ofensivas serviu David Nunes que obrigou Joel a aplicar-se cedendo canto. Três minutos depois Bruno Barata, servido por Rui Costa, rematou forte mas por cima.

Na reposição, o Aldeiense arrancou um cruzamento bem medido para Rúben que não conseguiu captar dentro das quatro linhas.
Em cima do tempo regulamentar nova oportunidade para os visitantes, num canto, mas a cabeçada saiu por alto.

O árbitro concedeu quatro minutos de compensação e aos 92 o Aldeiense chegou mesmo ao golo. Num livre descaído pela esquerda, Salgueiro, de cabeça, deu o melhor destino ao esférico: o fundo da baliza de Chico Ferreira.

Era o “forcing” final da equipa da Aldeia de Santa Margarida.
Mas não havia tempo para mais… O jogo terminou com um vencedor justo e um digno vencido.

O Aldeiense mostrou que é uma equipa a ter em conta na matemática do apuramento.

Arbitragem segura, sem reparos de maior. Quando os jogadores não ajudaram socorreu-se dos cartões e segurou o jogo. Positivo.

Comunhão dos adeptos do TSU e equipa.

FICHA DE JOGO

TRAMAGAL SPORT UNIÃO:
Chico Ferreira, Rui Matos, Condeixa, Rui Oliveira, Tonicha (Nalha), Gonçalo Fernandes, Bruno Morais, Bruno Barata (João Barata), Rui Costa, Singéis e David Nunes.
Suplentes não utilizados: Jaime, Artur, André Costa, Peixe Arroz e Alex.
Treinador: Rui Horta.

Tramagal Sport União.

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E DESPORTIVA ALDEIENSE:
Joel, Ulisses, João Rodrigues (Daniel), Wilson (André Valente), Salgueiro, Romero (Afonso Martins), João Pedro, José Alcobia, José Oliveira, João Lopes e Hugo Marques (Rúben).
Suplentes não utilizados: Carlos Branco e João Campos.
Treinador: Pedro Varino.

Associação Cultural e Desportiva Aldeiense.

GOLOS:
Singéis e Rui Oliveira (Tramagal), Salgueiro (Aldeiense).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Roberto Felisberto, Pedro Francisco e Alexandre Sabugueiro.

Equipa de arbitragem: Roberto Felisberto, Pedro Francisco e Alexandre Sabugueiro com os capitães.

AÇÃO DISCIPLINAR:
Cartão amarelo: Tonicha, Gonçalo Fernandes, Bruno Barata, Rui Costa e Singéis (Tramagal); Ulisses, João Rodrigues, Salgueiro e João Lopes (Aldeiense).
Cartão vermelho (por acumulação): Singéis (Tramagal).

No final do encontro fomos ouvir as opiniões de ambos os treinadores:

Rui Horta-Treinador do Tramagal.

 

Pedro Varino-Treinador da Aldeiense.

*Com David Pereira (fotos).

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome