Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol | Tramagal empata na Atalaia e conserva a liderança e invencibilidade (c/fotos e audio)

UNIÃO DESPORTIVA ATALAIENSE 0 – TRAMAGAL SPORT UNIÃO 0
Campeonato Distrital- 2ª Divisão- Série A – 14ª jornada
Complexo Desportivo
Atalaia
25-02-2018

- Publicidade -

Pisco cria dificuldades à equipa da casa.

Ambiente fantástico no bonito Complexo Desportivo de Atalaia para receber duas das melhores equipas deste Distrital.
As largas dezenas de adeptos que viajaram da Vila Convívio já nos habituaram a ser presença habitual nos jogos do histórico Tramagal Sport União. Na recepção aos líderes estava uma equipa também com a ambição de disputar um lugar no “play-off” de apuramento do Campeão e subida, pelo que os pontos em disputa eram importantes para os dois conjuntos.

- Publicidade -

Numa tarde de sol e temperatura amena as equipas entraram a respeitarem-se e em estudo mútuo. Jogava-se longe das áreas e o Tramagal no primeiro canto conquistado, aos oito minutos, obrigou Rafa a defender a punhos forte cabeçada de Rui Oliveira.

Rafa defende forte cabeçada de Rui Oliveira.

Na resposta os axadrezados, de livre, testaram a atenção de Chico Ferreira que defendeu para canto. Foi necessário esperar pelo minuto 16 para a bola rondar, de novo, a baliza dos “metalúrgicos”. Dany, a referência no ataque da equipa da casa, por duas vezes, cabeceou com o primeiro remate a sair ao lado e o segundo a proporcionar nova defesa a Chico Ferreira.

Dany foi referência no ataque da Atalaiense.

O 20º minuto foi determinante para a estratégia de Rui Horta. Tiago Leonardo lesionou-se e obrigou a entrada em jogo de João Barata, um médio mais defensivo. A partir daqui a equipa tramagalense baixou as suas linhas, entregou a iniciativa ao adversário à espreita de uma oportunidade de contra atacar.

Num jogo com poucas chances de golo as bolas paradas podem ser decisivas e o Tramagal, num livre frontal, fez a bola passar muito perto do poste da baliza à guarda de Rafa, aos 22 minutos.

Aos 25, Dany, já na área dos “azuis”, disparou forte remate travado pela defesa, resultando num canto. Dois minutos depois, numa disputa na área forasteira, grande disputa pela bola e o árbitro João Conde a assinalar livre indireto por pé em riste do defensor. A bola embateu na barreira originando novo canto.
Continuava-se a jogar muito a meio campo, longe das àreas e foi daí que Sérgio, aos 34 minutos, alvejou a baliza de Chico Ferreira com boa resposta deste.

Sérgio tenta alvejar a baliza dos “metalúrgicos”.

Aos 40 minutos surgiu a primeira decisão difícil para a análise de João Conde. Cadete, respondendo a bom cruzamento da direita, rematou contra a mão dum defesa do Tramagal. O árbitro, bem posicionado, entendeu a casualidade do lance e a curta distância e mandou jogar. Na resposta, num livre direto, o Tramagal voltou a levar perigo à baliza da casa. João Lopes cortou para canto.

Em cima do tempo para intervalo, Dany, bem servido da direita, rematou para nova defesa de Chico Ferreira. O descanso chegou com um resultado justo e a expectativa de uma boa segunda parte.

Muita veterania em ambos os conjuntos.

O segundo tempo mostrou a Atalaiense decidida a arrecadar os três pontos e a fazer algo inédito esta época: vencer o Tramagal.
E logo aos 49 minutos Cadete, de cabeça, proporcionou vistosa defesa a Chico Ferreira. Em resposta, de livre, os “azuis”, por Rui Oliveira, fazem o esférico rasar a trave da equipa da casa.

O Tramagal nos livres faz subir os seus centrais e foi sem surpresa que Condeixa, aos 55 minutos, apareceu a cabecear, junto ao segundo poste, mas ao lado.

No minuto seguinte, na outra área, um desentendimento entre o guarda redes Chico Ferreira e Rui Oliveira levou o esférico a encaminhar-se lentamente para a baliza. Valeu, na ocasião, Condeixa que conseguiu evitar que a equipa do concelho da Barquinha abrisse a contagem.

Aos 61 minutos nova chance para Cadete e nova defesa do guarda redes mais interventivo no jogo: Chico Ferreira.

Capitão Cadete continua um estratega de valor.

Dez minutos depois, aos 71, Cartaxo, dentro da área, ensaiou forte remate, a bola embateu num defensor e toda a equipa da Atalaia pediu grande penalidade. O árbitro não atendeu e mandou prosseguir. Como resposta, no minuto seguinte, Pisco, lançado em velocidade pela direita, rematou às malhas laterais com muito perigo.

Pisco foi seta apontada à baliza de Rafa.

O jogo aproimava-se do final e o marcador, teimosamente, não se movia. Aos 83 minutos o TSU voltou a enviar uma bola por cima na finalização dum livre direto.

Com três minutos para jogar no tempo regulamentar Pisco teve uma entrada temerária, atingiu um adversário e o árbitro João Conde mostrou-lhe, pela segunda vez o cartão amarelo e o respectivo vermelho.

Pisco vê o cartão vermelho, por acumulação de amarelos.

No minuto seguinte David, que havia entrado já no decorrer da segunda parte, isolou-se e rematou forte forte mas por cima.
Com quatro minutos concedidos pelo árbitro como compensação ainda houve tempo para ver Alfaro, isolado, rematar também acima do travessão.

Pouco depois João Conde apitava pela última vez num jogo bem disputado, onde a Atalaia se pode queixar da falta de eficácia no remate e onde os tramagalenses souberam defender um resultado que lhe servia.

Boa arbitragem no plano técnico pecou pelo exagero na amostragem das cartolinas. Oito cartões amarelos, maioritariamente para jogadores do Tramagal, e um vermelho deixam adivinhar uma batalha campal. Isto num jogo onde os atletas se respeitaram e onde houve “fair play”…

Singéis tenta rematar em queda.

FICHA DE JOGO

UNIÃO DESPORTIVA ATALAIENSE:
Rafa, Alcarraio, Pedro Silva, Pedro Martins, João Lopes, Zé Carlos (Artur), Sérgio, Cadete, Alfaro, Dany (David) e Cartaxo.
Suplentes não utilizados: Filipe Graça, Pimentel, Bruno Melo, Miranda e Ivo.
Treinador: João Paulo.

União Desportiva Atalaiense.

TRAMAGAL SPORT UNIÃO:
Chico Ferreira, Rui Matos, Condeixa, Rui Oliveira, Tonicha, Bruno Morais, David Nunes, Bruno Barata, Piso, Singéis e Tiago Leonardo (João Barata).
Suplentes não utilizados: Jaime, Peixe Arroz, Artur, Bruno Catarino, Alex e Nuno Ramalho.
Treinador: Rui Horta.

Tramagal Sport União.

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
João Conde, Daniel Godinho e João Lopes.

Equipa de Arbitragem: João Conde, Daniel Godinho e João Lopes com os capitães.

DISCIPLINA:
Cartão amarelo: Zé Carlos (Atalaiense); Chico Ferreira, Tonicha, David Nunes, Bruno Barata, Pisco e João Barata (Tramagal).
Cartão vermelho (acumulação): Pisco (Tramagal).

No final auscultamos os Treinadores de ambas as equipas:

João Paulo-Treinador da Atalaiense.

 

Rui Horta-Treinador do TSU.

*Com David Pereira (fotos).

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome