Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Agosto 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol: Torres Novas perde em Santarém e atrasa-se na luta pelo pódio (com áudio)

14 de fevereiro de 2016, 15 horas, Santarém

- Publicidade -

Campeonato Distrital da 1ª Divisão de Seniores da AFS

Grupo de Futebol dos Empregados no Comércio 2 – Clube Desportivo de Torres Novas 0

- Publicidade -

Crónica do jogo por António Catarino

Jogo condicionado pelo forte vento que se fazia sentir, que criou algumas dificuldades na movimentação das bolas, em especial na movimentação das bolas paradas.

A partida foi muito disputada a meio-campo, sempre com a equipa torrejana a ter mais posse de bola e assumir maior risco na procura do golo, mas no primeiro tempo a fase de construção não teve a qualidade desejada. Por seu turno a equipa de Santarém, mais necessitada dos três pontos, conseguiu quase sempre contrariar o ímpeto do adversário. Na primeira parte, o balanço em oportunidades flagrantes de golo junto das balizas, é bastante negativo. Lances de perigo junto das áreas foram aparecendo, mas oportunidades flagrantes foram escassas, muito por culpa do forte vento. O lance de maior relevância no primeiro tempo acaba por ser o que dá origem à grande penalidade a favorecer a equipa da casa. Sudesh disputa a bola com Valter Chaparro, o defesa numa primeira instância parece ter o lance controlado, mas uma ligeira distração permite que Valter Chaparro, que nunca deu o lance por perdido, desse um toque caprichoso no esférico e fosse derrubado por David Barreiros que já vinha ao encontro do lance para recolher a bola. Chamado a bater a penalidade, Diogo não desperdiçou, fixando o resultado de 1-0 ao intervalo.

No segundo tempo, muito cedo os Empregados no Comércio começaram a gerir os ritmos do jogo, fazendo parar algumas vezes a partida para assistência aos seus jogadores, em especial ao seu guarda-redes Picão, que apareceu caído no relvado diversas vezes. O Torres Novas por seu turno veio com o intuito de procurar o empate. Pedro Monserrate tentou dar mais presença no ataque com a entrada de Micael, mas os frutos não foram os desejados. É certo que os torrejanos, fruto da sua dinâmica e de mais tempo no meio-campo adversário, tiveram mais hipóteses de marcar que no primeiro tempo, lutaram muito mas não produziram o suficiente em termos atacantes para o conseguirem fazer. Quem não se incomodou com a falta de clarividência no ataque do adversário foi a equipa da casa, que aproveitando uma desatenção de Pereira, ganha a bola por Valter Chaparro, e o avançado mostrando toda a sua qualidade, vendo o adiantamento de David Barreiros, coloca-lhe a bola com toda a conta, peso e medida, dilatando a vantagem escalabitana para 2-0. Faltando 15 minutos para o fim do jogo, este segundo golo foi um rude golpe no ânimo do Torres Novas, ficando o Empregados do Comércio com os três pontos quase garantidos. Sem que houvesse mais lances de realce chega o apito final com a vitória caseira por 2-0.

Chaparro
Valter Chaparro marcou o segundo golo da equipa de Santarém

Desfecho final marcado por dois pormenores muito importantes (os lances dos golos), que premeia quem soube aproveitar os erros alheios e conseguiu manter a solidez e a concentração defensiva, para manter o adversário longe do objectivo.

Quanto ao trio de arbitragem, achamos que no lance da grande penalidade esteve bem e no restante tempo da partida não vislumbrámos ter havido lances mal ajuizados que tivessem influência no resultado final. Nota positiva.

Ficha do jogo

Campo da Ribeira de Santarém

Árbitros: Nelson Andrade, João Veríssimo e Tiago Ribeiro

IMG_2709
Trio de arbitragem, Foto de arquivo

GF Empregados no Comércio

Picão, Rúben, Zé Miguel, Dani, Beni, André Silva, Ricardo Alves, Miguel Calisto, Diogo (Godinho), Valter Chaparro (Filipe Madeira) e Bernardo (Pató)

Suplentes: Godinho, Pató, Filipe Madeira, Formiga, Vasco e Zé Santos

Treinador: Jorge Peralta

CD Torres Novas

David Barreiros, Dani, André Vieira, Sudesh, Nelson Ramos, Fábio Timor (Pisco), Leandro (Micael), Ricardo Major, Ayrton, João Bruno (Cláudio Major) e Pedro Pereira

Suplentes: Amaral, João Rosa, Cláudio Major, Joel, Pisco e Micael

Treinador: Pedro Monserrate

Marcadores: Diogo (40′) e Valter Chaparro (75′)

A opinião dos treinadores:

Jorge Peralta (Empregados no Comércio)

Jorge Peralta
Jorge Peralta

 

Pedro Monserrate (Torres Novas)

Pedro Monserrate (2)
Pedro Monserrate

 

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome