- Publicidade -

Sábado, Dezembro 4, 2021
- Publicidade -

Futebol/Taça do Ribatejo | Mação vence Fazendense e segue em frente (c/fotos e audio)

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO 3 – ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA FAZENDENSE 0
Taça do Ribatejo-Oitavos de Final
Campo Agostinho Pereira Carreira
Mação
23-12-2017

- Publicidade -

Jogadores entregaram-se ao jogo com empenho.

O sortilégio da Taça não se fez sentir em Mação…O detentor do troféu, a jogar em casa, era claramente favorito e não desperdiçou o ensejo de se apurar para os “quartos”. Numa tarde de sábado fria, com sol e boa assistência estavam reunidas as condições para um bom jogo de futebol. De Fazendas de Almeirim viajou uma equipa que no pretérito domingo havia inflingido a primeira derrota ao líder para o campeonato. Havia curiosidade em ver a reação dos da casa a esse desaire.

- Publicidade -

Começaram a todo o vapor e logo aos cinco minutos Luís Esteves rematou ao lado da baliza de Nuno. Na resposta o Fazendense esticou o jogo e num cruzamento obrigou Nabais a boa defesa.
Na reposição rápida entregou a Ducho que com um passe milimetrico, de muito longe, colocou à mercê de João Freitas que
fuzilou e abriu a contagem. Estávamos no minuto nove.

João Freitas (22) já rematou para inaugurar o marcador.

Após a obtenção do golo o Mação passou a trocar mais a bola e o Fazendense a querer roubá-la… Os visitantes apareceram mais no jogo e o acerto defensivo dos de Mação permitiu ganhar muitas bolas e lançar rápidos contra ataques. João Freitas voltou a ensaiar forte remate de longe, aos onze minutos, com o esférico a sobrevoar a baliza. Dois minutos depois tentou de cabeça mas a bola voltou a sair alta.

Foi preciso esperar pelo minuto 22 para ver Rama, do Fazendense, rematar forte mas ao lado. Aos 36 minutos, numa boa combinação, Neto rematou ao lado, muito perto do poste da baliza de Nabais. Passados dois minutos, uma grande atrapalhação na área do Mação obrigou o guarda redes a resolver.

A faltarem quatro minutos para o descanso foi a vez de Bruno Lemos ensaiar forte, remate de longe que passou sobre o
travessão. O intervalo chegou com o Mação na frente pela diferença mínima. Aceitava-se, atendendo ao futebol produzido.

Miguel Seninho tenta organizar o ataque maçaense.

O treinador do Fazendense quis mexer no jogo e deixou Isas no balneário e lançou o jovem Vitor no jogo. O Fazendense surgiu mais rápido nas transições ofensivas e a obrigar o Mação a cuidados redobrados.

Estranho “bailado” de Júlio Batista.

E logo aos 52 minutos um ressalto isolou Tiago que rematou ao lado. O mesmo Tiago viria a cabecear novamente para fora na
sequência dum canto no minuto seguinte.

Responderam os maçaenses por João Freitas a obrigar Nuno a defesa apertada aos 55 minutos. À passagem do quarto de hora do segundo tempo um cruzamento do lado esquerdo do ataque da equipa de Fazendas de Almeirim apanhou Gavela em boa posição para cabecear mas a bola saiu ao lado.

Dois minutos depois o Mação ganhou um livre do lado direito mas a bola passou por toda a gente e saiu. Na resposta foi a vez de Neto, do Fazendense, enviar uma bola ao travessão da baliza de Nabais. Aos 72 minutos um bom cruzamento dos visitantes levou Rama a rematar por cima.

Em cima da meia hora do segundo tempo o recém entrado Marcos Patrício rematou de muito longe para defesa de Nuno.
Aos 79 minutos o Mação conquista um livre à entrada da área descaído pela esquerda e Miguel Luz arrancou um excelente
remate batendo o guarda redes Nuno pela segunda vez.

Miguel Luz com marcação apertada.
Marcou de livre direto.

Com pouco tempo para jogar pensou-se que estava feito o resultado. Mas no primeiro dos cinco minutos dados como compensação por André Gralha surgiu a melhor jogada do encontro. O Mação fez girar a bola, em passes curtos e rápidos, por vários jogadores e Seninho cruzou para Marcos Patrício encostar e fixar o resultado final.

Marcos Patrício trouxe velocidade ao jogo e marcou.

O encontro terminou pouco depois. Bom jogo, competitivo, penalizador para o Fazendense que até mereceria um golo pela entrega dos seus jogadores. Arbitragem positiva de André Gralha.

 

Entrada dura de Ducho valeu “amarelo”.

FICHA DE JOGO:

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO:
Carlos Nabais, Ducho (Marcos Patrício), Saúl, Gonçalo Lelé, Rui Sousa, Bruno Lemos (Pedro Louro), Luís Esteves, Júlio Batista, Miguel Luz, Miguel Seninho e João Freitas.
Suplentes não utilizados: Chico Sousa, Bruno Bento e João Vitor.
Treinador: João Vitorino.

Associação Desportiva de Mação.

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA FAZENDENSE:
Nuno, Diogo, Gavela (Beni), Zé Miguel (João Marques), Isas (Vitor), Rama, Neto, Tiago, Liká, Vanylson (Lopes) e Cláudio.
Suplentes não utilizados: Manú, Maurício e Nascimento.
Treinador: Gonçalo Carvalho.

Associação Desportiva Fazendense.

GOLOS: João Freitas, Miguel Luz e Marcos Patrício (ADMação).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
André Gralha, Pedro Sousa e Francisco Pereira.

Equipa de Arbitragem: André Gralha, Pedro Sousa e Francisco Pereira com os capitães de equipa.

DISCIPLINA
Cartão amarelo: Ducho e Júlio Batista (ADMação).

No final fomos ouvir ambos os técnicos:

João Vitorino-Treinador da ADMação.

Gonçalo Carvalho-Treinador do Fazendense.

*Com David Pereira (fotos).

Taça do Ribatejo | Jogos dos Quartos de Final | 28 de janeiro

  1. Torres Novas vs UD. Santarém
  2. Tomar vs Glória do Ribatejo
  3. Mação vs GD. Samora Correia
  4. Emp. Comercio vs SC. Ferreira do Zêzere

Taça do Ribatejo | Oitavos de Final | Resultados completos

0 GD. Marinhais vs Glória do Ribatejo 1

3 GD. Samora Correia vs UD. Abrantina 2

4 Emp. Comercio vs Dragões de Alferrarede 2

6 UD. Santarém vs UD. Atalaiense 0

7 CD. Torres Novas vs GD. Benavente 2

0 CD. Amiense vs U. Tomar 1

1 SC. Ferreira do Zêzere* vs CA. Riachense 1  (apos as grande penaltis venceu a equipa do SC. Ferreira do Zêzere por 4-3 )

3 AD. Mação vs AD. Fazendense 0

 

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome