- Publicidade -

Sexta-feira, Janeiro 21, 2022
- Publicidade -

Futebol/Taça do Ribatejo | Atalaiense lutador não conseguiu travar locomotiva do Entroncamento (c/áudio)

UNIÃO DESPORTIVA ATALAIENSE 0 – ENTRONCAMENTO ATLÉTICO CLUBE 3
Taça Ribatejo 1.ª Eliminatória – 01-12-2021
Complexo Desportivo em Atalaia

- Publicidade -

Entrados na fase do “tudo ou nada” da Taça do Ribatejo, o Entroncamento Atlético Clube (EAC) deslocou-se ao vizinho Atalaiense com vontade de mandar no jogo e seguir em frente na competição. Embora nem tudo tenha corrido como previsto, o EAC conseguiu ser superior e venceu por três bolas a zero um Atalaiense aguerrido e com atitude. 

União Desportiva Atalaiense e Entroncamento Atlético Clube defrontaram-se no relvado do Complexo Desportivo da Atalaia. Foto: mediotejo.net

Com o mau tempo, por vezes, a fazer-se sentir fortemente – tendo até ajudado no segundo tento sofrido pelo Atalaiense – a equipa da casa recebeu um Entroncamento Atlético Clube (EAC) que entrou a pressionar alto.

- Publicidade -

Não se deixando encostar às cordas, e aproveitando o espaço que o Entroncamento deixava ao pressionar alto, o Atalaiense desenhou algumas jogadas ofensivas, especialmente em contra-ataque, que levaram algum perigo à baliza adversária. 

UDA defrontou EAC na 1ª eliminatória da Taça do Ribatejo. Foto: mediotejo.net

E o primeiro remate até foi para a equipa do concelho de Vila Nova da Barquinha, em contra-ataque, tendo Casaleiro, guarda-redes dos entroncamentenses, de se aplicar e demonstrar atenção aos cinco minutos de jogo.

- Publicidade -

Logo a seguir, o EAC levou muito perigo à baliza adversária através de um livre batido junto à quina da grande área do lado esquerdo. Batida de forma colocada por João Lopes, a bola foi esbarrar no poste esquerdo da baliza, saindo pela linha de fundo.

Decorridos 13 minutos, o Entroncamento conseguiu levar novamente perigo até à baliza adversária, através de uma boa jogada por meio de tabelinhas no lado direito, com David Martins a ficar com o caminho livre frente à baliza e a rematar rasteiro, passando a bola ao lado do poste contrário.

David Martins isolou-se em frente ao guarda-redes mas atirou ao lado. Foto: mediotejo.net

Dois minutos depois, nova oportunidade para o EAC. Após uma bola longa metida do lado direito para o lado esquerdo, o jogador da equipa do Entroncamento fez uma finta e rematou forte, obrigando o guardião Atalaiense, Telmo Rodrigues, a defender para canto.

O EAC tentava chegar cedo ao primeiro golo, pelo que pouco depois David Martins cruzou para a cabeça de João Magalhães, que se encontrava sozinho no centro da área. O cabeceamento foi parado com uma grande defesa de Telmo Rodrigues. Das bancadas ainda se ouviram alguns gritos de golo, que já contavam com a bola dentro da baliza.

O Entroncamento Atlético Clube deslocou-se até à Atalaia, onde eliminou a equipa da casa por 3-0, na 1ª eliminatória da Taça do Ribatejo. Foto: mediotejo.net

Era notória a vontade do Atalaiense em disputar o jogo, mas era a equipa visitante que ia criando as jogadas de perigo. Aos 21 minutos, um jogador do EAC recebeu a bola em posição privilegiada, num passe a “rasgar” a defesa.

Isolado e em direção à baliza, parecia ter tudo para inaugurar o marcador, mas não contou com a rápida intervenção de um defesa atalaiense que impediu o remate.

O EAC entrou a pressionar muito alto. Foto: mediotejo.net

Passado pouco tempo, Telmo Rodrigues fez novamente uma grande defesa a um remate rasteiro, esticando-se e desviando a bola para canto. Também João Lopes, atacante do EAC, tentou aproveitar uma bola aliviada pelo seu guarda-redes, isolou-se à frente dos defesas no lado contrário, mas rematou ao lado.

Foi por volta da meia hora de jogo que o Atalaiense levou perigo, e em grande medida, à baliza adversária. Após uma jogada pelo lado esquerdo, Rodrigo Lourenço conseguiu, à segunda tentativa, colocar a bola dentro da área, onde José Oliveira, sozinho, rematou de primeira para uma defesa espetacular de Daniel Casaleiro.

Depois o jogo entrou numa fase mais dividida, sem nenhuma das equipas conseguir criar grandes jogadas e oportunidades, além de um remate que pecou em potência por parte de João Magalhães (EAC) que permitiu que o guarda-redes Telmo Rodrigues se atirasse para o chão e segurasse a bola. 

Após o intervalo, a equipa da Atalaia teve a maior oportunidade de golo até então. Foto: mediotejo.net

Chegou-se assim ao intervalo com um nulo no marcador. O EAC queria e mandava mais no jogo, começando a partida mais desequilibrada, no decorrer da qual as equipas se foram acertando. Ambos os guarda-redes foram as figuras de destaque nas duas equipas, até então. De volta ao campo para a segunda parte, do lado do Entroncamento, saiu Rui Pedro e entrou Bruno Augusto.

O intervalo pareceu fazer bem à equipa da casa, pois com o retomar da partida foi o Atalaiense a ter a primeira grande oportunidade de golo, a mais clara até então.

Após uma bola longa metida na esquerda, um jogador da equipa da Atalaia fintou e cruzou rasteiro para Tomás Gomes, que falhou o golo de baliza aberta.

Foto: mediotejo.net

As condições climatéricas iam piorando, com o vento a fazer-se sentir fortemente e com a chuva a começar a cair. O treinador da Atalaia, Fábio Pereira, mexeu na equipa e fez entrar Paulo Carvalho e Leandro Abreu para os lugares de Rúben Gorjão e Rodrigo Lourenço, respetivamente.

A chuva pareceu no entanto acordar João Costa, jogador do Entroncamento, que, após receber a bola na direita, tirou dois jogadores do caminho numa brilhante jogada individual, deixando a bola para um jogador à sua direita, que cruzou para o lado contrário. O jogador que recebeu a bola colocou-a no meio, e foi o próprio João Costa, jogador que iniciou a jogada, a colocar a bola no fundo das redes. Estava desfeito o empate aos 60 minutos de jogo, com vantagem para o Entroncamento, numa excelente jogada de futebol.

Aos 64 minutos, nova mexida na equipa da Atalaia, com a entrada de Micael Correia para o lugar de José Oliveira.

Foto: mediotejo.net

Pouco tempo após Sérgio Pedro rematar forte à malha lateral da baliza atalaiense, um lance caricato deu origem ao segundo golo da equipa visitante. Vítor Moedas, mais por ajuda do vento do que outra coisa, acabou por marcar golo na própria baliza. Um lance decisivo para a moral das equipas em campo, ficando o Entroncamento com uma vantagem confortável.

A equipa do Entroncamento, agora na mó de cima, queria matar o jogo e não levantou o pé do acelerador, chegando ao terceiro golo pouco depois, aos 71 minutos, através de uma bela jogada. Partindo da esquerda, a bola foi colocada longa para o lado direito, depois novamente para o lado esquerdo, indo depois para o meio, onde o atacante João Lopes recebeu de peito e colocou o esférico no fundo das redes. Belo lance de futebol.

Aos 73 minutos, pelo Atalaiense, entraram Bruno Monteiro e Pedro Fernandes para as saídas de Ricardo Tomé e Tomás Gomes, enquanto que, três minutos depois, do lado do Entroncamento, entraram Renato Raimundo e Jorge Faria para as saídas de João Costa e João Magalhães. Aos 89 minutos, Júlio Batista, treinador do EAC, mexeu de novo na equipa, retirando David Martins e colocando em campo Carlos Paixão, e substituindo João Lopes por Afonso Pratas.

O Atalaiense tentava chegar à baliza adversária principalmente através de contra-ataques. Foto mediotejo.net

A partir daqui a intensidade do jogo abrandou um pouco, ambas as equipas perceberam que o resultado “estava feito”, pelo que não houve muitas mais oportunidades. O Entroncamento controlou mais o jogo, a Atalaia ainda tentava reduzir, mas não conseguia levar perigo efetivo à baliza da equipa vinda da cidade ferroviária.

A exceção foi feita pelo jogador da equipa da Atalaia, Gabriel Gomes, naquele que podia ter sido o golo de honra para o Atalaiense mesmo no final do jogo. O número 10 da equipa da casa, após receber um grande passe a partir do meio campo para a entrada da área, controlou a bola e, vendo Daniel Casaleiro adiantado, rematou alto, mas a bola foi bater ingloriamente no travessão. Era um golo que o Atalaiense merecia pelo que fez na partida.

A equipa do Entroncamento segue assim para a próxima fase da prova e vai defrontar nos oitavos de final a equipa do União de Tomar (ganhou 4-0 a Ferreira do Zêzere), a 6 de fevereiro de 2022. Pode consultar os restantes resultados da eliminatória AQUI.

Ficha do Jogo:

ENTRONCAMENTO ATLÉTICO CLUBE:

Daniel Casaleiro, David Martins (Carlos Paixão), Gonçalo Santos, Afonso Bonacho, David Aguiar, João Costa (Renato Raimundo), Sérgio Pedro, Rui Pedro (Bruno Augusto), João Magalhães (Jorge Faria), João Lopes (Afonso Pratas)
Suplentes não utilizados: Martim Portela, Thomas Ferreira
Treinador: Júlio Batista

EAC, Entroncamento Atlético Clube. Foto: mediotejo.net

UNIÃO DESPORTIVA ATALAIENSE

Telmo Rodrigues, Diogo Alfaro, Rúben Gorjão (Paulo Carvalho), Fernando Evangelista, Vítor Moedas, Ricardo Tomé (Pedro Fernandes), José Oliveira (Micael Correia), Rodrigo Lourenço (Leandro Abreu), Tomás Gomes (Pedro Fernandes), Gabriel Gomes, Jaime Rodrigues
Suplentes não utilizados: Pedro Silva, Bruno Amado
Treinador: Fábio Pereira

UDA, União Desportiva Atalaiense. Foto: mediotejo.net

GOLOS: João Costa [1], João Lopes [1] e Vítor Moedas [auto-golo] (EAC)

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Diogo Martinho, Adriano Sousa e João Faria

Equipa de Arbitragem, Diogo Martinho, Adriano Sousa e João Faria. Foto: mediotejo.net

Como habitualmente fomos escutar os responsáveis técnicos de ambas as equipas:

FÁBIO FERREIRA (Atalaia)

JÚLIO BATISTA (Entroncamento)

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome