Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol (Supertaça): Muralha Fazendense aguentou Fátima 73 minutos (com áudio)

Torres Novas, 7 de setembro de 2016, 21horas

- Publicidade -

Supertaça do Ribatejo Dr. Alves Vieira

Associação Desportiva Fazendense 0 – Centro Desportivo de Fátima 2

- Publicidade -

Numa noite fria, o vencedor da Taça do Ribatejo e do Campeonato Distrital da 1ª Divisão de Santarém discutiam o primeiro troféu oficial da época a nível distrital.

Antes do início da partida entrega do prémio de melhor marcador do Campeonato Distrital da 1ª Divisão de Seniores da época transacta, a Pedro Emanuel artilheiro do CD Fátima, que mais tarde voltaria a deixar marca na partida.

_mg_8857
Troféu de melhor marcador do Campeonato Distrital da 1ª Divisão de Seniores da AFS

_mg_8871
Pedro Emanuel (à esquerda) recebeu o troféu das mãos do Diretor do Jornal “O Ribatejo” e de Francisco Jerónimo, Presidente da AFS

O Fátima já com três jogos oficiais disputados apresentou-se com algumas alterações no seu onze habitual, enquanto o Fazendense disputava o seu segundo jogo oficial e subiu ao regular relvado do Municipal de Torres Novas com a intenção de surpreender o favorito.

Quando sem posse de bola os comandados de Gonçalo Carvalho dispunham-se em 4-2-3-1 e quando no ataque em 4-3-3, ao passo que os fatimenses a defender utilizavam um 4-1-3-2 e no ataque 2-5-3.

Os primeiros minutos da partida até foram de equilíbrio, em especial na zona central do terreno, mas rapidamente o Fátima tomou conta das operações, instalando-se no meio campo adversário e aproximando-se algumas vezes com perigo da baliza de Nuno, preferencialmente pelo lado esquerdo, uma vez que o flanco direita não deu mostras de querer “carburar”. Da maior circulação de bola da Fátima e das constantes variações de flancos, destaque para alguns lances de maior frisson. Aos 10 minutos Ivan do meio da rua, remata forte com a bola a bater na barra da baliza de Nuno.

_mg_8907
Ivan aos 10 minutos, avisou Nuno que não iria ter uma noite descansada. Só a barra parou o remate do ucraniano

Aos 30 minutos, numa tentativa não conseguida da equipa da Fazendas de Almeirim em sair a jogar logo desde a sua área, Dzhamal ganha a bola a Fábio Fidalgo, consegue ir á linha de fundo cruzar para a entrada da pequena área, onde Pedro Emanuel não consegue dar o melhor seguimento ao esférico.

_mg_8917
O russo Dzhamal ganha a bola à defensiva do Fazendense, cruza para a área, onde Pedro Emanuel não consegue acertar com a baliza

Nos últimos cinco minutos da primeira parte, mais três lances em que a bola rondou a baliza fazendense. Hamza aproveita mau alivio defensivo para rematar de fora da área, com a bola a sair pouco acima da barra. Dzhamal na área amortece de cabeça para Pedro Emanuel, mas o avançado fatimense enredado numa teia de defesas não consegue rematar em zona frontal e já nos descontos, Miguel Neves, num livre direto obriga Nuno a mostrar serviço com uma boa intervenção.

_mg_8923
Hamza aproveitando um mau alivio defensivo remata forte mais por cima.

_mg_8928
Miguel Neves de um livre lateral di lado direito, obriga Nuno a defesa vistosa e apertada

Ao fim dos primeiros 45 minutos registava-se um empate a zero, lisonjeiro para a equipa do concelho de Almeirim.

No segundo tempo, João Henriques faz entrar três habituais titulares, Jorge Neves, André Sousa e Laranjeiro, aproximando o Fátima mais ao que tem sido habitual, ao passo que Gonçalo Carvalho para dar mais consistência ao que era o objectivo de jogo, altera o esquema tático, passando a jogar num 5-4-1, numa tentativa de tirar ainda mais espaço ao ataque de Fátima. Logo no primeiro minuto ia vendo as suas intenções serem estragadas, caso Pedro Emanuel conseguisse dar outro seguimento a cruzamento milimétrico de Hamza da direita. Diga-se que no segundo tempo o flanco direito do Fátima melhorou e muito a sua produção.

Aos 48 minutos Manel Neto teve nos pés a possibilidade de fazer surpresa. Livre no ataque do Fazendense, a bola surge para o camisa 15 fazendense, que em excelente posição mas talvez surpreendido por a bola ter ido ter aos seus pés, não consegue rematar com força suficiente para fazer chegar a bola à baliza de Hélio. À passagem do quarto de hora (60 minutos de jogo), Jorge Neves coloca uma bola na área, mas o recém entrado Caleb (outro habitual titular), livre de marcação entre a marca de penalti e o limite da pequena área, ligeiramente descaído para a direita, cabeceia sem força para as mãos de Nuno.

Ao minuto 73 caí a muralha auri-negra. Cruzamento da direita (um em muitos no segundo tempo) e quando parecia que iria haver mais um corte da defensiva da Fazendas, Fábio Fidalgo falha a interceção, sobrando o esférico para Pedro Emanuel que neste tipo de lances não costuma perdoar e não perdoou.

_mg_8982
A defensiva de Fazendas não conseguiu afastar da sua área e a bola sobrou para o “matador” de Fátima deixar a sua marca na partida

Feito o primeiro do jogo, normalmente o mais difícil, atendendo ao diferente ritmo demonstrado pelas duas equipas, esperava-se que viessem mais. Puro engano. O Fazendense reagiu bem, voltou ao esquema inicial e mais subido no terreno começou a criar algum perigo. A onze minutos do fim do jogo tem outra boa oportunidade para alvejar a baliza fatimense, mas Beni demorou um pouco mais que a conta a decidir-se pelo remate, permitindo excelente corte providencial de Pedro Henriques. Na sequência do canto e aproveitando o forte vento, Beni bate o canto comprido, levando a bola a embater no segundo poste de Hélio, com este batido. Nas carambolas seguintes ninguém do Fazendense conseguiu empurrar para a baliza.

_mg_9004
Beni demorou ligeiramente a rematar e foi desarmado

_mg_9009
Com Hélio batido a bola vai ao ferro da baliza do Fátima…

_mg_9010
e ninguém apareceu para a recarga

Este lance serviu de aviso ao Fátima, que refeito do susto puxou da sua experiência para por “gelo” na partida, voltando a ter o controlo das operações. A quatro minutos dos noventa, num livre direto à entrada da área do Fazendense, Laranjeiro, com classe (diga-se que ao ver o que este jogador faz com a bola e como a coloca até parece fácil), faz o segundo golo, terminando com a história do jogo.

_mg_9024
Laranjeiro com muita classe faz o 2-0 final. A bola passou a barreira e Nuno nem se mexeu.

Vitória justa do Fátima que teve que ter paciência e puxar pela imaginação para ultrapassar uma excelente organização defensiva do Fazendense. Em nosso entender não se pode condenar o estilo de jogo que o Fazendense adotou. Bonito ou feio, no futebol o que interessa são as vitórias, e cada um usa as suas melhores armas ou a tática que entende ser melhor para o conseguir, face ao poderio do adversário que tem pela frente.

O trio de arbitragem realizou uma exibição globalmente positiva e contaram com a ajuda dos jogadores que não complicaram. Os auxiliares estiveram em bom plano. Quanto a Nelson Andrade, no campo técnico deixou uma outra falta por assinalar, com queixas para ambos os lados. No campo disciplinar antes de mostrar o primeiro cartão amarelo teve duas oportunidades para o fazer, em nosso entender mereciam, a Liká e a João Martins. Tirando isso, e pelo que conseguimos analisar, foi uma noite tranquila de uma promissora jovem equipa de arbitragem.

Ficha do jogo

Estádio Municipal Dr. Alves Vieira

Árbitro: Nelson Andrade

Árbitros Assistentes: João Veríssimo e Tiago Ribeiro

4º Árbitro: Diogo Vicente

_mg_8875
Equipa de arbitragem

_mg_8880
Pormenor do equipamento da equipa de arbitragem

AD Fazendense

Nuno, Patrício, Peralta, Isas (Tiago Martins), Bernardo Rama (João Gavela), Manel Neto, Liká, Fábio Fidalgo, Manel, Cláudio e Rato (Beni)

Suplentes: Emanuel, João Gouveia, Luís Guilherme, Beni, Fábio Carvalho, Miguel Friesas e Tiago Martins

Treinador: Gonçalo Carvalho

_mg_8892
AD Fazendense

CD Fátima

Hélio, Pedro Henriques, Mauro Pereira (André Sousa), João Martins, Pedro Emanuel, Miguel Neves (Caleb), Hamza, Rodrigo Dantas (Jorge Neves), Nelson Sousa (Laranjeiro), Ivan e Dzhamal (Zé Miguel)

Suplentes: Nuno Ribeiro, André Sousa, Jorge Neves, Zé Miguel, Guilherme Graça, Caleb e Laranjeiro

Treinador: João Henriques

_mg_8887
CD Fátima

Marcadores: Pedro Emanuel (73’) e Laranjeiro (86’)

Cartão amarelo: Manel Neto (35’), Fábio Fidalgo (45’+1) e Patrício (76’) ; João Martins (77’)

A opinião dos treinadores:

Gonçalo Carvalho (Fazendense)

_mg_8895
Gonçalo Carvalho

João Henriques (Fátima)

_mg_8897
João Henriques

 

_mg_9039
Jorge Neves capitão do CDF recebeu de Francisco Jerónimo a Supertaça do Ribatejo 2016

_mg_9046
Jorge Neves (Capitão do Fátima), Abdulmouti Kaaki (Presidente da SAD do Fátima) e Yasser Ben Hamida (Diretor Geral da SAD do Fátima)

_mg_9050
Equipa Técnica do Fátima que juntou a Supertaça ao Campeonato Distrital. Filipe Moreira, Luís Morgado, João Henriques, Pedro Santarém e Hugo Melo.

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome