Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

FUTEBOL: Sentieiras venceu em Ortiga

8 de novembro de 2015, 15 horas, Ortiga

- Publicidade -

Campeonato Distrital da Inatel de Santarém – 3ª Jornada

Liga Regional de Melhoramentos de Ortiga 0 – Centro Popular Cultural e Desportos de Sentieiras 3

- Publicidade -

Crónica do jogo por José Belém

Num jogo pouco esclarecedor, acabou por vencer a equipa mais eficaz e a que teve mais oportunidades para chegar ao golo. O conjunto de Ortiga, apenas por duas ocasiões podia ter faturado. Foi em lances de bola parada, através dos tradicionais remates perigosos de Ruma, mas a desinspiração foi total da formação do concelho de Mação.

Os homens de Sentieiras, no primeiro tempo, foram conseguindo fechar todos os caminhos da sua baliza, não dando qualquer veleidade ao conjunto ortiguense que não conseguia sair do seu meio campo, nem com tentativas sucessivas de cruzamentos pingados para a área de Ricardo Pereira.

Os primeiros 40 minutos terminavam como tinham começado, penalizando ambas as formações pelo pouco futebol praticado.

Foto 1 (1)

Na segunda metade do desafio, a história já se conta de outra forma. Jogando perante o seu público, a Ortiga (até então, líder do seu grupo) apareceu um pouco mais afoita mas não tendo conseguido os seus intentos, essa intenção acabou por ser o seu próprio “veneno”.

Com jogadores velozes nas alas e um experiente atacante que aproveita a maioria das oportunidades que consegue, os “amarelos” de Sentieiras passaram a explorar aquilo que tão bem sabem fazer e que bons resultados lhes têm dado ao longo das últimas épocas: bola a rolar no chão, rapidez e contra-ataques mortíferos.

Foi dessa forma que, com toda a naturalidade, surge o primeiro golo da partida. Grande confusão na pequena área da Ortiga com o esférico a sofrer ressaltos atrás de ressaltos e (no meio de tantas pernas) é Rui Jorge que acaba por introduzir (involuntariamente) a bola na sua própria baliza depois de um derradeiro remate de Pedro Martins.

Decorria o minuto 61 e chegamos a pensar que estavam (finalmente) reunidas as condições para um final de jogo mais quente como o tempo atmosférico que se fazia sentir.

De facto assim acabou por ser mas não como previsto para as hostes caseiras. O conjunto treinado por “Xico” (como é conhecido em Ortiga) na tentativa desenfreada de chegar rapidamente ao empate que lhe permitisse voltar a discutir os três pontos, abriu demasiadas brechas no seu meio-campo (sempre pouco esclarecedor ao longo de toda a partida) e com isso, aproveitou o rápido atacante Pedro Martins “Kikas” que, ganhando a bola no centro do terreno, galgou rápida e eficazmente todo uma auto-estrada tendo apenas à sua frente um desamparado Hélder que nada podia fazer senão ver o seu adversário faturar o segundo para as Sentieiras.

Foto 5 - Pedro Martins Kikas Homem do Jogo
Pedro Martins “Kikas”, foi o homem do jogo.

Faltavam 5 minutos para o términus do encontro e – a menos que algo de inesperado acontecesse até final – estava encontrada a equipa que iria levar os três pontos para casa.

Mas a história ainda não tinha terminado. Completamente desnorteados e perdidos em campo, os homens de Ortiga foram cometendo erros atrás de erros e o maior exemplo serve para descrever a forma como as Sentieiras chegam ao terceiro tento, apontado (novamente) por Pedro Martins (mas que tarde feliz teve o atacante sardoalense a jogar em Sentieiras) mas que poderia ter sido marcado por um dos quatro atletas dos amarelos que surgiram na cara do guardião de Ortiga com toda a equipa da casa estática a “ver a banda passar” e que tiveram tempo para tudo num pequeno “jogo” do “marcas tu ou marco eu?”

Vitória merecida das Sentieiras (talvez por números exagerados) mas o facto é que a equipa de Ortiga nada fez para contrariar uma equipa que soube criar mais oportunidades de golo e, acima de tudo, concretizá-las. Esperava-se mais, mas os três pontos ficaram bem entregues, dando ainda mais equilíbrio a este Grupo A, a que muitos já chamam o “grupo da morte” onde são muitos “galos” para tão poucos “poleiros”!

Arbitragem “mediana” mas sem influência no resultado e no vencedor.

Ficha do jogo:

Campo do Moinho de Vento

Árbitros: José Ramiro, Hugo Azeitona e Paulo Prates

Foto 2
Trio de arbitragem e capitães de equipa.

LRM ORTIGA

Hélder, Kasa, Rui Jorge, João Miguel, Nando, Ruma, Fábio, Rainho, Nuno, Ferreira e Miguel

Suplentes: Valência, Falua, Rui Dias, Xico, Joel, João Eduardo e Vasco

Treinador: José Carlos

CPCD SENTIEIRAS

Ricardo Pereira, Daniel Domingos, Vasco Lopes, Fábio Gomes, Filipe Rodrigues, Fábio Navalho, Tiago Trindade, Mário Rodrigues, Tiago Leitão, Tiago Pombo e Pedro Martins

Suplentes: Telmo Cavalheiro, João Margalho, Sérgio Campos, Ricardo Falcão, Flávio Amorim, Paulo Lopes e Bruno Alves

Treinador: Carlos Rodrigues

Marcadores: Rui Jorge (auto-golo) e Pedro Martins “Kikas”(2).

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here