Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Outubro 20, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol | Rui Gaivoto é o novo treinador do Mação

Rui Gaivoto é o novo treinador da equipa sénior da Associação Desportiva de Mação (ADM) rendendo no cargo José Torcato, anunciou hoje a direção do clube que milita na série C do Campeonato de Portugal. Como adjuntos, Rui Gaivoto terá Francisco Correia e Alexandre Marques.

- Publicidade -

Rui Pedro Gaivoto, 33 anos, treinou as camadas jovens do Amiense nas épocas 2013/2014 e 2014/2015, orientando os seniores entre as temporadas desde 2015/2016 e até 2017/2018, tendo partido em outubro do ano passado para a China, onde foi convidado a desempenhar funções numa Academia do Sporting.

Rui Gaivoto, que hoje assumiu o cargo de treinador principal da equipa sénior do Mação, terá como adjuntos Francisco Correia e Alexandre Marques. Foto: ADM

- Publicidade -

Em declarações ao mediotejo.net, o diretor desportivo do clube, Fábio PatrÍcio, disse que Rui Gaivoto “é um treinador jovem, de valor reconhecido, que conhece os jogadores e a equipa”, e que “vem para tentar mudar alguma coisa no sentido da ADM alcançar os seus objetivos, e que passam pela manutenção no campeonato nacional”.

Sobre o treinador José Torcato, que se despediu do plantel na terça-feira, Fábio Patrício disse que o técnico “é uma pessoa experiente, capaz, e amigo do clube”, e que a rescisão foi “amigável”, tendo feito notar, no entanto, “o conjunto de resultados negativos que a equipa averbou”, quer para o campeonato, onde acumula três pontos em 18 possíveis, e o afastamento da Taça de Portugal, perante o Condeixa, uma equipa do distritais.

Rui Gaivoto estreia-se aos comandos da equipa de Mação no dia 7 de outubro, em Oleiros, em jogo a contar para a 7ª jornada do Campeonato de Portugal.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome