PUB

Futebol | “Remontada” dá vitória ao Tramagal em Caxarias (C/fotos e audio)

CENTRO DE CULTURA E DESPORTO DE CAXARIAS 1 – TRAMAGAL SPORT UNIÃO 2
Campeonato Distrital AFS – 2ª Divisão – Série A
Campo da Chã
Caxarias
12-11-2017

PUB

O brasileiro Yuda ganha de cabeça a meio campo.

Numa tarde fria, com sol e com vento a soprar gélido de norte, com assistência repartida por ambos os emblemas no bonito Campo da Chã em Caxarias encontraram-se duas equipas em situação antagónica: O TSU só com vitórias e os da casa sem pontuar.

PUB

Os pontos em jogo eram cobiçados por ambos os conjuntos e o Tramagal cedo mostrou que queria ganhar superioridade. Empurrou o Caxarias para a sua área expondo-se desde
logo a contra ataques perigosos. E logo aos cinco minutos Francisco Ramos disparou forte remate à baliza de Jaime, de fora da área, que saiu por cima.

Cinco minutos depois foi Pedro Santos a dar o mesmo destino ao esférico na sequência de um canto. A equipa da casa conseguira sacudir a pressão e assumia agora o comando do jogo. O Tramagal defendia bem mas tinha dificuldade em sair a jogar.

À passagem da meia hora os rubro-negros beneficiaram de um livre descaído pelo lado esquerdo e Yuda cabeceou ao lado no meio duma enorme confusão. No minuto seguinte novo livre assinalado para a equipa do concelho de Ourém, na mesma zona do anterior, mas desta vez com Luis Lopes a ser mais forte e a cabecear de forma a bater Jaime, que ainda se estirou, sem sucesso.

Luís Lopes (3) já cabeceou para o primeiro golo do jogo.

Estava inaugurado o marcador e com cerca da um quarto de hora para jogar antes do descanso, assistiu-se a um Tramagal a correr atrás do prejuízo. Aos 42 minuto Gonçalo Fernandes, de livre direto em zona frontal, obrigou Tiago Sousa a vistosa defesa para canto.

Na resposta Jaime tem uma enorme intervenção a centro remate do lado esquerdo da equipa da casa. No entanto o lance estava anulado por posição irregular de avançado da equipa de Caxarias.

O intervalo chegou com o resultado favorável ao Caxarias, de todo justo. Dispôs de mais e melhores ocasiões para marcar.

Jaime defende para canto um perigoso centro remate.

Com ambos os treinadores a mexerem nas respectivas equipas ao intervalo a segunda parte apresentava-se prometedora.
O Tramagal a correr atrás do prejuízo e o Caxarias em busca do golo da tranquilidade que lhe garantisse a primeira vitória.
O TSU apresentou-se mais acutilante e logo aos quatro minutos o irrequieto Bernardo rematou de muito longe perto do alvo.

Jovem Bernardo enfrenta a Pedro Santos e a Emanuel Lopes.

No minuto seguinte pediu-se penalti por derrube a Bruno Barata na área da equipa da casa mas o árbitro João Cruz não atendeu e mandou jogar. Na reposição o guarda redes Tiago Sousa acertou no mesmo Bruno Barata e a bola encaminhou-se para a baliza debaixo dum coro de protestos de jogadores, banco e adeptos da casa. Passou perto do poste mas por fora. Lance de difícil análise.

João Cruz, pressionado, optou por ordenar pontapé de baliza.
Aos nove minutos o Caxarias dá um pontapé no ascendente da equipa forasteira e Francisco Ramos obriga Jaime a defesa aplicada. Responderam os azuis com Bruno Barata a obrigar Tiago Sousa a defesa de recurso para canto.

Ao 17 minutos da segunda parte foi mesmo de canto que o Tramagal chegou ao empate. A defesa da casa não foi rápida a reagir e Condeixa, no meio da “molhada”, empurrou e
repôs a igualdade.

Condeixa, com dois golos, foi o protagonista do jogo.

Com bastante tempo para jogar as equipas empenharam-se a fundo com o propósito de conquistar os três pontos em jogo.
Assistiram-se a jogadas viris, algumas a roçar o exagero. Os nervos estavam à flor da pele e os amarelos começaram a sair do bolso de João Cruz.

Jogo teve momentos de muita intensidade e até virilidade excessiva.

Aos 64 minutos, Tonicha, que entrara ao intervalo sofreu forte entrada dum adversário ficando a sangrar, caido no relvado. Apenas um valente susto para todos. O jovem metalúrgico continuou em jogo.

Aos 66 minutos, na sequência de um canto, Faustino viu uma cabeçada sua sair ao lado, muito perto do alvo. Aos 70 minutos foi a vez de João Ferreira fazer o esférico passar por cima do travessão concluindo assim um livre bem batido.

Quatro minutos depois foi a vez de Gonçalo Fernandes proporcionar a defesa da tarde a Tiago Sousa num potente remate de fora da área.

Gonçalo Fernandes cruza com perigo.

As equipas tudo faziam para desfazer a igualdade.
Aos 79 minutos após uma falta cometida pelo guarda redes da casa, fora da área, os tramagalense estão perto de marcar através de Bernardo. O guarda redes defendeu para
canto.

Tiago Sousa defende com classe livre de Gonçalo Fernandes.

E mais uma vez o Caxarias mostrou o seu calcanhar de Aquiles: as bolas paradas. O canto, batido para a zona de penalti, encontrou Condeixa, livre de marcação e este não se fez rogado. Cabeceou de forma indefensável para Tiago Sousa.

Concretizada a “remontada” restava ao Tramagal gerir os dez minutos que faltavam. Ainda assim Rui Matos teve excelente remate por cima da trave, no primeiro minuto dos quatro dados como compensação.

Com muitos jogadores a cair e substituições estratégicas lá chegou o apito final para enorme contentamento dos jogadores, staff e adeptos forasteiros. Vitória justa da equipa mais eficaz, que se mantém 100% vitoriosa.

O Caxarias, com pouca eficácia atacante e frágil a defender bolas paradas, apenas se poderá queixar de si e continua sem pontuar.
Irá melhorar, de certeza. O trabalho da muito jovem equipa de arbitragem é positivo. Não se deixou intimidar e os poucos erros são aceitáveis. Geriu bem a amostragem dos cartões.

No final foi o Tramagal a ter motivos para festejar.

FICHA DE JOGO

CENTRO DE CULTURA E DESPORTO DE CAXARIAS:Tiago Sousa, Luís Lopes, Emanuel Lopes, Ricardo (Rui Santos), Yuda, Francisco Ramos, Fábio, Évora (Cipri), Pedro Santos, Faustino e Antunes.Suplentes não utilizados: João Brito, Raphael Borges, Márcio Brito, Edgar Martins e Diogo Martins.Treinador: Marco Marques.

Centro de Cultura e Desporto de Caxarias.

TRAMAGAL SPORT UNIÃO:
Jaime (Chico Ferreira), Rui Matos, Condeixa, Rui Oliveira, Gonçalo Fernandes, Pisco (Tonicha), China, Bruno Barata (Bruno Catarino), Singéis, Bernardo, Alex (João Ferreira).
Suplentes não utilizados: Artur e Káká.
Treinador: Rui Horta.

Tramagal Sport União.

GOLOS: Luís Lopes (Caxarias) e Condeixa (2) (TSU)

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
João Cruz, João Ferreira e Miguel Santos.

Equipa de Arbitragem: João Cruz, João Ferreira e Miguel Santos com os capitães.

Disciplina
Cartão amarelo: Évora, Yuda, Faustino e Cipri (Caxarias); Condeixa e Pisco (TSU).

No final fomos ouvir as opiniões de ambos os treinadores:

Marco Marques-Treinador do Caxarias.

 

Rui Horta-Treinador do TSU.

*Com David Pereira (fotos).

PUB
PUB
Jorge Santiago
Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).