Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Agosto 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol: Pego divide pontos devido a desacerto na finalização

22 de maio de 2016, 17 horas, Pego

- Publicidade -

Campeonato Distrital de Seniores da 2ª Divisão – Apuramento de Campeão

8ª jornada

- Publicidade -

Casa do Povo do Pego 1 – Sport Clube Desportos Glória do Ribatejo 1

Numa altura em que a competição começar a chegar ao fim, ainda para mais com as equipas separadas por poucos pontos, todos os jogos são importantes na clarificação da classificação. Este não fugia a essa regra.

Para esta partida a equipa da Casa do Povo Pego voltava a jogar em casa, depois de na semana passada ter empatado no seu reduto com o virtual campeão (Benavente) e com uma vitória dava uma passo importante para a obtenção do segundo ou terceiro posto. Do outro lado estava a Glória que se apresentava desfalcada, pois tinha e tem vários jogadores (5) a cumprir castigo, mas que ambicionava pontuar para se manter na corrida pela metade de cima da tabela classificativa.

Numa tarde de sol, com calor e pelado sêco, logo a fazer algum pó, assistimos a um jogo que não foi muito bem jogado. Duas equipas com estilos e sistemas táticos diferentes. O Pego num 4-3-3 com a zona central do meio-campo em triângulo, com um apenas um médio à frente da defesa e dois mais à frente, ao passo que o adversário se dispunha no mesmo sistema mas a zona central, também em triângulo, mas com dois homens à frente da defesa e apenas um mais à frente. Quanto ao estilo adotado, a Glória com bola de pé para pé, tentando furar em constantes trocas de bola, enquanto que os pegachos usavam uma ou duas trocas de bola e esticavam o jogo logo na frente.

No primeiro tempo registo apenas para três lances dignos de realce. Aos 24 minutos, João Salgueiro perde a bola no meio campo, dando azo a contra-ataque perigoso que Duarte finalizou para fora. Aos 45 minutos aconteceu o golo da equipa da casa. João Lopes tenta evitar que a bola, tocada por um colega de equipa, sai pela linha de fundo e em esforço toca-a para fora pela lateral. Patrício Pereira e Bernardo Fonseca (assistente do lado de onde a bola saiu, mas que está junto à linha de meio-campo), para espanto de todos, dão lançamento lateral para o Pego do qual resulta um cruzamento para a área, onde está João Salgueiro a rematar para golo. Ficámos inclusivamente com sensação que o médio pegacho quando remata, fá-lo com a convicção de o lance iria ser parado. Não foi e o golo foi validado, dando vantagem no marcador à equipa do Pego.

_MG_5803
Duarte não aproveitou uma perda de bola do meio campo pegacho, rematando ao lado da baliza de Norberto

_MG_5830
João Salgueiro (nº 8) remata para o golo da equipa do Pego

Ainda antes do apito para o intervalo, um cruzamento para área pegacha a que Norberto não chega permitiu a Fragata cabecear para a baliza, mas a direção não foi a melhor.

_MG_5838
raras são as vezes em que Norberto não intervém bem, Aqui chega atrasado a um cruzamento que Fragata cabeceou para fora

Ao intervalo vitória do Pego por 1-0.

Na etapa complementar o jogo continuo repartido, com as defesas a superiorizarem-se aos ataque, tendo as melhores oportunidades para marcar pertencido aos homens da casa.

Minuto 46, Fábio Santos isolado permite excelente intervenção de Fábio e ao minuto 58, o mesmo Fábio Santos, em boa posição atira por cima da baliza da Glória. Antes, ao minuto 52, tinha Norberto saido aos pés de Paulo Jorge a evitar o empate.

_MG_5843
Fábio Santos atira para a baliza mas Fábio faz defesa de grande nível

_MG_5851
Norberto faz a mancha arrojando-se ao pelado para evitar o golo da Glória

_MG_5871
Fábio Santos volta a desperdiçar em zona de decisão

À passagem da meia-hora foi Péron que em zona frontal atira a bola para as nuvens.

_MG_5900
Péron com o seu pior pé, o direito, atira por cima da baliza forasteira

Como quem não marca sofre, ao minuto 39 surge o empate dos forasteiros. Lançamento lateral que todos viram pertencer ao Pego, Tiago Garrido convicto disso mesmo agarra a bola, mas fica à espera da indicação do assistente Bernardo Fonseca, o que não aconteceu, nem do assistente nem do árbitro. O jogador pegacho em vez de fazer o lançamento, e esperar que o árbitro pare o jogo caso entendesse que o lançamento era para o adversário, dá a bola a um jogador da Glória que lha pediu e que efetuou o lançamento lateral, dando origem a um ataque com vantagem numérica, pois os jogadores da casa ficaram a protestar. Sem se preocupar com o que se passava, Cláudio entre na área e perante Norberto faz o golo do empate. Indignação, protestos, mas golo validado.

_MG_5924
Cláudio faz o golo perante o desamparado Norberto

Até final do jogo nada de mais a registar, até porque dos 4 minutos de compensação, que acabaram por ser 6, se foi jogado um foi muito.

Destaque nesta partida para Bioucas que na nossa opinião foi o melhor em campo.

Empate que se aceita. Penaliza a falta de eficácia da equipa do Pego, que em jogos tão equilibrados tem que aproveitar melhor as poucas ocasiões que aparecem e que premeia a atitude e abnegação dos jogadores da Glória que com as armas que dispunham nunca viraram a cara à luta.

Quanto à outra equipa em campo, a de arbitragem, fica diretamente ligada ao resultado do jogo, em especial Patrício Pereira e Bernardo Fonseca (assistente do lado contrário aos bancos) pois de dois erros seus resultaram os golos da partida. O árbitro acaba sempre por arcar com as culpas por ser o chefe de equipa, mas o principal culpado de tudo, em nossa opinião foi o assistente Bernardo Fonseca. No entanto os erros não se ficaram pelo já escrito. Ao minuto 82 mostra amarelo a Fragata (como mandam as regras isolou este jogador) por falta cometida por Zézinho. Mesmo com um jogador a dizer que não tinha feita a falta e o outro a dizer que tinha sido ele, não mudou a decisão (pelo menos que tivesse sido percetível a quem assistia). Ao minuto 86 assinala falta de Zézinho, mostra duas vezes o amarelo ao jogador e depois o vermelho. Foi mesmo à nossa frente e se o primeiro amarelo pode ter sido pela falta, o segundo não foi por protestos, pelo menos que tenham visíveis ou audíveis. Das duas uma. Ou anteriormente ao mostrar o amarelo a Fragata (nº.6) acaba por anotar o numero de Zézinho (nº.7) ou alterou a admoestação anterior sem que fosse visível ou audível a quem assistia (não chamou os capitães a informar essa decisão, nem ouvimos avisar verbalmente). No tempo de compensação foi poupadinho e mesmo nos minutos que deu, pouco se jogou. Fica como positivo a boa condição física do árbitro, a sinalética quase perfeita e colocação exemplar. O assistente do lado dos bancos, pode dizer-se que passou sem reparos de maior.

_MG_5932
Muita contestação a Patrício Pereira no momento da expulsão de Zézinho

Ficha do jogo

Campo de Jogos do Pego

Árbitros: Patrício Pereira, Pedro Serra e Bernardo Fonseca

_MG_5753
Fragata (capitão da Glória), Bernardo Fonseca, Patrício Pereira, Pedro Serra e Igor (capitão do Pego)

CP Pego

Norberto, Tiago Garrido, João Ruivo, Pedro Almeida, Igor, Bioucas, João Salgueiro Diogo), Tiago Marchante (Di Maria), Péron, João Lopes e Fábio Santos

Suplentes: Caio, André Neves, Diogo, Di Maria, Nuno Felício e Zé Tomé

Treinador: Nando Costa

_MG_5755
CP Pego

SCD Glória do Ribatejo

Fábio, Kabunga, Tic-Tac, Fragata, Tiago, Daniel, Paulo Jorge, Jorge (Marques), Cláudio (Cardoso), Duarte e Zézinho

Suplentes: Marques e Cardoso

Treinador: Miguel Viegas

_MG_5758
SCD Glória

Marcadores: João Salgueiro (45′) ; Cláudio (84′)

Cartão Amarelo: Bioucas (61′) e João Ruivo (77′) ; Daniel (45′), Kabunga (80′), Fragata (82′) e Zézinho (86′ e 86′)

Cartão Vermelho: Zézinho (86′)

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome