- Publicidade -

Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

Futebol | Mação vence Moçarriense e segue invicto na I distrital (C/AUDIO e FOTOS)

ASSOCIAÇÂO DESPORTIVA DE MAÇÃO 3 – CENTRO DE CRD MOÇARRIENSE 1
Campeonato Distrital da AFSantarém-1ª Divisão
Campo Agostinho Pereira Carreira/Mação/08-10-2017

- Publicidade -

Gonçalo Lelé disputa um lance a meio campo.

No bem cuidado campo de Mação, sob um calor abrasador que nem a rega abundante conseguiu mitigar, encontraram-se equipas posicionadas nos extremos da classificação. O Mação, cem por cento vitorioso, a liderar e o Moçarriense, só com derrotas, a
repartir a lanterna vermelha. O Mação tinha o favoritismo e cedo puxou dos galões.

- Publicidade -

Logo aos três minutos Rui Sousa ganhou a linha, cruzou com boa conta para a entrada da área onde surgiu João Freitas a rematar para boa defesa de Diogo. Os maçaenses estavam mais atacantes, com maior posse de bola,fazendo-a circular pelas várias unidades, sempre à espreita de lançamentos longos para as costas dos adversários que com as linhas bem recuadas iam resolvendo a contento. Aos 12 minutos foi a vez de Filipe Pereira ensaiar um forte remate de longe que passou por cima.

Três minutos depois João Freitas cruzou largo da esquerda e apanhou Seninho do lado oposto em boa posição para rematar para boa defesa de Diogo que com um punhado de defesas valorosas foi a figura do jogo.

Diogo, guarda redes da Moçarria foi o melhor em campo.

Diogo viria a brilhar novamente ao minuto 19 quando se opôs com classe a excelente remate de Rui Sousa na sequência de um livre. O mesmo Rui Sousa voltaria a rematar puco depois mas ao lado. À passagem da meia hora voltaria a dispor de nova oportunidade para abrir o marcador e novamente o esférico saiu ao lado.

Aos 32 minutos o árbitro assinala um livre em cima da linha de grande área descaído pela esquerda. Bruno Lemos chamado à conversão remata para boa parada de Diogo.No minuto seguinte Filipe Pereira entrou na área e com forte remate fez a bola
viajar por cima do travessão. Só dava Mação e resistia o Moçarriense.

Só que aos 36 minutos Seninho, sempre incorporado no ataque, cruzou com boa conta para encontrar Filipe Pereira em boa posição. Não perdoou e com remate colocado bateu Diogo pela primeira vez.

Lance acrobático com Filipe Pereira como protagonista.

Com o adversário na frente do marcador a equipa de Moçarria teve uma boa reação e Tiago Martinho, na conversão de livre direto atirou contra a barreira aos 39 minutos. No minuto seguinte foi a vez de Valter Chaparro, de calcanhar, tentar a sorte contra a barreira defensiva da casa. O tempo da primeira parte esgotou-se com um bom remate de Diogo Ferreira por cima da trave de Chico. O árbitro Diogo Martinho apitou para o descanso e pairava nas hostes da casa um sabor a pouco pelas oportunidades criadas
mas pela pouca eficácia e a porfiada defesa visitante aceitava-se o resultado.

Assédio à baliza do Moçarriense foi uma constante.

A equipa da Catedral do Presunto regressou dos balneários com a forte disposição de “matar” o jogo. Ainda não se havia esgotado o primeiro minuto e já João Freitas, num roubo de bola, cruzou para Filipe Pereira que rematou contra o guarda redes contrário.
Para o minuto cinquenta estava guardado o melhor periodo do jogo.Julio Batista tabelou com um companheiro e ao receber em boa posição rematou forte, Diogo ainda tocou o esférico que se anichou nas redes pela segunda vez.

Júlio Batista fez o segundo golo maçaense.

Três minutos depois João Freitas quis brilhar e conseguiu. Ensaiou uma “bomba”, de muito longe e marcou um golo de belo efeito. O Mação adiantava-se no marcador com oito minuto de jogo na segunda parte.

Na resposta, dois minutos passados, o recém entrado Tiago Laranjeira quis imitar João Freitas e de muito longe rematou em arco não dando qualquer hipótese a Chico. Reduzia assim, com um golo magnífico, o Moçarriense e fixava o resultado final. Cinco minutos alucinantes que resolveram o jogo.

O jogo acalmou e com o calor que se fazia sentir os jogadores abrandaram o ritmo e preferiram a circulação segura da bola em detrimento das “cavalgadas” do primeiro tempo.
Ainda assim ambas as equipas tiveram alguma oportunidades.

Defesa visitante com muito trabalho.

Aos 71 minutos aconteceu o lance que criou maior dificuldade de análise à equipa de arbitragem. Seninho sobe à área contrária e é derrubado no limite da grande área. Falta assinalada e bola colocada na marca dos onze metros para a marcação de grande penalidade para Mação. Consultado o auxiliar o árbitro Diogo Martinho decidiu-se pela marcação de livre fora da àrea sob forte contestação.

Na conversão João Freitas atirou de cabeça para fora. Viria a falhar de novo o alvo no minuto 75 a assistir bom cruzamento de Filipe Pereira. Em cima do tempo regulamentar foi Prates a desperdiçar o bom trabalho de Filipe Pereira que na área driblou vários
adversários e assistiu. Foi mostrada a placa com três minutos de compensação que nada de novo trouxe ao encontro. Vitória certa da melhor equipa em campo. Poderiam ter havido mais golos.

A jovem equipa da Moçarria mostrou que tem valor e o guarda redes Diogo é um jogador a observar atentamente. Excelente o golo de Laranjeira. Arbitragem de qualidade mesmo nos momentos mais tensos. Decidiu quase sempre bem mesmo no lance do suposto penalti. Positivo.

Seninho, rodeado de adversários em situação de ataque.

FICHA DE JOGO

UNiÂO DESPORTIVA DE MAÇÃO:
Chico, Seninho, Esteves, Gonçalo Lelé, Rui Sousa, Júlio Batista (Prates), Bruno Lemos, Miguel Luz (Ducho), Marcos Patrício, João Freitas e Filipe Pereira.
Suplentes não utilizados:
Nabais, Bernardo Bento, Diogo Rocha, Pedro Louro e João Vitor.
Treinador: João Vitorino.

Associação Desportiva de Mação.

CENTRO DE CULTURA,RECREIO E DESPORTO MOÇARRIENSE:
Diogo, Carlos (Ricardo Carvalho), André Silva, Tiago Martinho, Diogo Ferreira, Leonardo, Valter Chaparro (João Antunes), Barroca, Duarte (Tiago Laranjeira), Rui Dias e Zibaia (Rodrigo Matias).
Suplentes não utilizados: Bernardo, André Dias e Faustino.
Treinador: Jorge Peralta.

Centro de Cultura, Recreio e Desporto Moçarriense.

GOLOS: Filipe Pereira, Júlio Batista e João Freitas (ADM); Tiago Laranjeira (Moçarriense).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Diogo Martinho, Tiago Martinho e João Faria.

Equipa de Arbitragem: Diogo Martinho, Tiago Martinho e João Faria com os capitães de equipa.

DISCIPLINA
Cartão amarelo: Diogo, André Silva, Diogo Ferreira e Ricardo Carvalho (Moçarriense).

No final do encontro obtivemos a reacção dos treinadores de ambas as equipas:

Jorge Peralta-Treinador do Moçarriense.

*Com David Pereira (fotos)

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome