Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol: Mação termina com série vitoriosa do Pego (com áudio)

Mação, 25 de Setembro de 2016, 16 horas

- Publicidade -

Campeonato Distrital da 1ª Divisão de Seniores da A.F.S.

3ª Jornada

- Publicidade -

Associação Desportiva de Mação 3 – Casa do Povo do Pego 0

Crónica por João Sampaio

Derbi do norte do distrito aguardado com grande expectativa. Não só por ser um embate entre vizinhos, mas também porque importava saber se o Mação confirmava o bom desempenho da jornada anterior ou se o Pego, depois das vitórias em Ourém e sobre o Fazendense, continuava a surpreender o mundo do futebol ribatejano, indo conquistar, pelo menos, um ponto ao Agostinho Pereira Carreira.

A boa plateia presente no Municipal de Mação pode presenciar um início de partida a todo o gás da equipa da “Catedral do Presunto”, que cedo tomou conta do jogo. Os pegachos mais lentos sobre o relvado, demoraram a acertar nas marcações, permitindo que o seu adversário chegasse com facilidade à sua baliza. Não foi por isso surpresa, que ao atingirmos o minuto 9, os visitados inaugurassem o marcador por Diogo Rosado. Sidy arranca um cruzamento da esquerda e ao segundo poste, Diogo Rosado sem marcação, faz de cabeça o primeiro do jogo e da sua conta pessoal.

As jogadas de ataque dos comandados de Paulo Costa iam-se sucedendo, com o Pego a tentar estancar como podia o caudal ofensivo do adversário. O perigo junto à área pegacha era uma constante, mas a finalização não era condizente com a produção de ataque. Ao dobrarmos a meia hora de jogo, surge o segundo golo. Bruno Lemos, da marca de onze metros, a castigar mão na bola de Igor, não perdoa e amplia a vantagem. Com dois zero à meia hora, e tal a supremacia dos homens da casa, nas bancadas pairou no ar o cenário de goleada. Talvez dentro do campo o sentimento fosse o mesmo e que com maior ou menor dificuldade mais golos iriam aparecer, pois pareceu que o Mação tirou o pé do acelerador. Coincidente com esse período, Wilson Leite procede a algumas alterações posicionais, notando uma melhoria no desempenho dos forasteiros. Chega o intervalo sem mais alterações no marcador.

No segundo tempo o jogo foi mais repartido. O treinador do Pego faz duas substituições que vieram “dar mais bola” à sua equipa, ao passo que os maçaenses utilizaram uma toada de maior expectativa, para depois lançarem contra-ataques venenosos, que só não deram outro colorido ao marcador porque a pontaria continuava a ser má. O tempo ia correndo e o encontro ia ficando partido. Numa altura em que era de tudo ou nada para os pagachos, que iam tentando chegar ao golo para reentrar na discussão dos pontos, o Mação numa jogada de envolvimento “mata” o jogo. Bruno Lemos em zona interior abre na direita em Seninho, este tira cruzamento para a zona central da área, onde está Diogo Rosado, que com uma receção orientada se coloca na frente de Daniel, “fuzilando” o guardião pegacho. Com três golos de diferença e pouco mais de vinte e quatro minutos para jogar, o vencedor estava encontrado. Os forasteiros tudo fizeram para marcar o tento de honra mas não era dia para festejos.

Na globalidade pode dizer-se que, com mais golo menos golo, pelo que fez o Mação venceu com todo o merecimento, ao passo que o Pego já demonstrou ser capaz de fazer bem melhor do que mostrou.

O trabalho do trio de arbitragem foi bastante positivo. Deixaram jogar, permitindo ao jogo ter fluidez e ritmo. Não se deu pela sua presença em campo, o que é sempre positivo. Retivemos apenas, já perto do apito final, um fora de jogo mal assinalado ao ataque do Pego.

Ficha do jogo

Campo Municipal Agostinho Pereira Carreira

Árbitro: Hélder Carvalho

Árbitros Assistentes: Rafael Escudeiro e Pedro Serra

Escolha de campo. Trio de arbitragem e capitães das equipas. Foto Emanuel Coxinho
Escolha de campo. Trio de arbitragem e capitães das equipas. Foto Emanuel Coxinho

AD Mação

João Rosa, Seninho, Lélé, Saul, João Vitor, Luís Esteves, Rui Sousa, Diogo Rosado (Daniel Lourenço), Bruno Lemos, Sidy (Pedro Fernandes) e Marcos (Rodrigo Ribeiro)

Suplentes: Chico, Pedro Fernandes, Ruben Neves, Diogo Rocha, Daniel Lourenço, Rodrigo e Bernardo Bento

Treinador: Paulo Costa

macao
Onze inicial da AD Mação. Foto Emanuel Coxinho

CP Pego

Daniel, João Ruivo (David), Basílio, Pedro Almeida, Igor, Tiago Silva (Pisco), Tiago Marchante, Luís Ferreira, Faneca (João Bioucas), Danilo e Fábio Santos (Gustavo)

Suplentes: Norberto, Zé Tomé, Gustavo, João Bioucas, Pisco, Henriques e David

Treinador: Wilson Leite

Onze inicial da CP Pego. Foto Emanuel Coxinho
Onze inicial da CP Pego. Foto Emanuel Coxinho

Cartão amarelo: Lélé ; Igor

Marcadores: Diogo Rosado (9’ e 66’) e Bruno Lemos (32’)

A opinião dos treinadores:

Paulo Costa (Mação)

Wilson Leite (Pego)

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here