- Publicidade -

Segunda-feira, Janeiro 24, 2022
- Publicidade -

Futebol/Mação | Serenata à chuva sob a batuta do “maestro” Bruno Lemos (c/fotos e audio)

ASSOCIAÇÂO DESPORTIVA DE MAÇÃO 6 – GRUPO DE FUTEBOL DOS EMPREGADOS DO COMÉRCIO 0
Campeonato Distrital da AFS- 1ª Divisão- 20ª jornada
Campo Agostinho Pereira Carreira
Mação
11-03-2018

Lance aéreo a meio campo.
- Publicidade -

Foi debaixo duma chuva impiedosa, tocada a vento forte que se iniciou este jogo em que os extremos se tocaram: os líderes receberam e golearam o último classificado. Cedo se percebeu que o relvado alagado iria dificultar a circulação da bola, com nítido prejuízo para os jogadores mais tecnicistas e condicionando a manobra tática.

Relvado alagado dificultou a tarefa dos jogadores.

A equipa de Mação cedo quis arrumar a questão e de livre direto, aos três minutos, Miguel Luz atirou perto da baliza mas para fora.
Aos seis minutos foi a vez de João Freitas, principal referência do ataque da sua equipa, entrar em dribles na área e rematar para defesa de Fábio Piedade.
Dois minutos depois Miguel Seninho, em tarefas mais ofensivas, obrigou o guarda redes a nova intervenção. Pouco depois o mesmo Seninho cruzou e obrigou a defesa a ceder canto.
Aos onze minutos João Freitas entrou com o esférico controlado na área e foi albarroado por dois defesas da equipa de Santarém.

João Freitas sofre falta passível de grande penalidade.
- Publicidade -

O árbitro apontou a marca da grande penalidade e daí Bruno Lemos não falhou e abriu a contagem.
Reagiu a equipa dos “caixeiros”, sempre com o possante Alex como mira. Ainda criou alguns embaraços à defensiva da casa mas na hora de rematar a pontaria não era a melhor.
O Mação queria chegar ao golo da tranquilidade rapidamente e aos 20 minutos Miguel Seninho embalou pela direita, tabelou com Bruno Lemos e cruzou para o remate certeiro de Prates.

Três minutos passados, em jogada a papel químico da anterior, Prates não foi tão eficáz e o lance perdeu-se para lá da linha de fundo. Na resposta a equipa da capital do Distrito, num bom cruzamento de Tigas, levou a bola a sair muito perto do poste da baliza do tranquilo Chico Sousa.

- Publicidade -

Aos 26 minutos Miguel Luz entrou na área dos “azuis” e foi tocado dando origem a nova grande penalidade. Novamente na marca dos onze metros Bruno Lemos não falhou, bisando na partida e colocando o marcador com uma expressão que se aceitava pelo futebol apresentado.

Bruno Lemos não deu hipóteses a Fábio Piedade nas penalidades.

Os Empregados do Comércio tentavam reduzir e aos 29 minutos, na sequência dum livre, Rúben Henriques cabeceou ao lado.
Aos 33 minutos uma jogada confusa na área dos visitantes, com remates sucessivos, culminou com forte remate de Bruno Lemos para defesa esforçada de Fábio Piedade.

Dez minutos depois, faltando dois para o intervalo, Seninho pareceu tocado por trás dentro da área. Pediu-se penalti mas o árbitro André Fonseca não atendeu e mandou jogar. Em cima do apito para o descanso, Diogo Gonçalves rematou ao lado da baliza do Mação.

O resultado ao intervalo era justificado pela melhor adaptação da equipa da casa às condições adversas e melhor aproveitamento. Os Empregados do Comércio não conseguiram traduzir em golo as oportunidades surgidas.

Capitão Esteves tenta controlar o esférico no relvado alagado.

A segunda parte antevia-se movimentada porquanto o piso apresentava menos água e o esférico rolava melhor.
Aos 52 minutos Seninho entrou na área e rematou forte. A bola embateu num adversário e originou novo canto.
Para o minuto 55 estava reservado o momento alto do jogo.

Bruno Lemos recebeu o esférico a meio do meio campo e ensaiou um forte remate, indefensável para Fábio Piedade, pese o facto de ainda ter tocado na bola, fazendo o “hat trick” e assumindo-se como o “maestro” da goleada que já se adivinhava.

Bruno Lemos faz “hat trick” com forte remate do meio da rua.

A equipa maçaense não dava mostras de abrandar e João Freitas, aos 62 minutos, engeitou boa oportunidade ao falhar a emenda ao segundo poste por muito pouco.
João Freitas viria a marcar aos 77 minutos ao dar o melhor destino a uma assistência de Bruno Lemos.

Bruno lemos assistiu João Freitas para o quinto golo.

À passagem da meia hora da segunda parte, num lance confuso, com vários ressaltos à entrada da área dos comandados de Valter Silva, surgiu Prates a encher o pé, fazendo o segundo golo da sua conta pessoal e fixando o resultado final.
O Mação ainda dispôs de duas boas oportunidades: aos 81 minutos por Saul e aos 84 por Bruno Lemos, de chapéu ao guarda redes Fábio Piedade, que defendeu ambos.

João Freitas muito interventivo no ataque. Marcou o quinto golo.

Para lá do tempo regulamentar, nos descontos, os Empregados do Comério podiam ter obtido o tento de honra mas o remate de Tigas saiu ao lado. Pouco depois André Fonseca apitou pela última vez numa partida que valeu pelos golos e onde a figura foi Bruno Lemos. O Mação segue líder, ampliando a vantagem e os Empregados do Comércio mantêm a lanterna vermelha.

Arbitragem sem problemas. Ficaram-nos dúvidas no lance de Seninho aos 43 minutos mas o árbitro, bem posicionado, tem o benefício da dúvida. Positivo.

Júlio Batista e Miguel Calisto dividem o lance.

FICHA DE JOGO

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO:
Chico Sousa, Gonçalo Lélé (Ducho), Esteves, Saúl, Rui Sousa, Júlio Batista (Diogo), Bruno Lemos, Prates, Miguel Seninho, João Freitas (Pedro Louro) e Miguel Luz.
Suplentes não utilizados: Nabais, Bernardo, Rodrigo e João Vitor.
Treinador: João Vitorino.

Associação Desportiva de Mação.

GRUPO DE FUTEBOL DOS EMPREGADOS DO COMÉRCIO:
Fábio Piedade, Luís Pires (Pedro Ferreira), Formiga, João Rodrigues, Rui Simões, Brotas (Ricardo Lopes), Miguel Calisto (José Calhaz), Alex, Diogo Gonçalves (Catojo), Rúben Henriques e Tigas.
Suplente não utilizado: Rúben Carreira.
Treinador: Valter Silva.

Grupo de Futebol dos Empregados do Comércio.

GOLOS: Bruno Lemos (3), Prates (2) e João Freitas (Mação).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
André Fonseca, Rodrigo Viana e Inês Marques.

Equipa de Arbitragem: André Fonseca, Rodrigo Viana e Inês Marques com os capitães.

No  final da partida ouvimos responsáveis de ambas as equipas:

Francisco Correia- Treinador Adjunto do Mação.

 

Valter Silva-Treinador dos Empregados do Comércio.

*Com David Pereira (fotos).

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome